Tupolev SB

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo. Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)


Tupolev ANT-40/SB
Airplane silhouette.png
SB-2 Finlandês
Descrição
Tipo / Missão Bombardeiro
País de origem  União Soviética
Fabricante Tupolev
Período de produção 1936-1941
Quantidade produzida 6.656 unidade(s)
Primeiro voo em 7 de outubro de 1934 (81 anos)
Introduzido em 1936
Aposentado em 1950 (Força Aérea Espanhola)
Tripulação 3
Especificações (Modelo: SB 2M-103)
Dimensões
Comprimento 12,57 m (41,2 ft)
Envergadura 20,33 m (66,7 ft)
Altura 3,60 m (11,8 ft)
Área das asas 56,7  (610 ft²)
Alongamento 7.3
Peso(s)
Peso vazio 4,768 kg (10,5 lb)
Peso carregado 6,308 kg (13,9 lb)
Peso máx. de decolagem 7,880 kg (17,4 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 × Klimov M-103 V-12 de refrigeração líquida
Potência (por motor) 960 hp (716 kW)
Performance
Velocidade máxima 450 km/h (243 kn)
Alcance (MTOW) 2,600 km (1,62 mi)
Teto máximo 9,300 m (30,5 ft)
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 4 × metralhadoras de 7,62 mm ShKAS (duas no nariz, outra em uma torre dorsal e uma em posição ventral)
Bombas 6 × bombas de 100 kg (220 libras) ou seis de 50 kg (110 libras), 2 × 250 kg (550 libras) bombas presas às asas

O Tupolev ANT-40, também conhecido como Tupolev SB (em russo: Скоростной бомбардировщик - Skorostnoi Bombardirovschik - "bombardeiro de alta velocidade"), ou ainda TsAGI-40, foi um avião bombardeiro bimotor de 3 lugares da União Soviética que fez seu primeiro voo em 1934 e foi produzido entre os anos de 1936 e 1941 que foi empregado na Guerra Civil Espanhola e na Segunda Guerra Mundial.[1]

Operadores[editar | editar código-fonte]

  • União Soviética operador principal
  • Bulgária operou 32 aeronaves de fabricação tcheca licenciada Avia B-71, que foi designada Avia-Katiusza E-8.
  • República da China operou 62 aeronaves recebidas da União Soviética no outono de 1937.
  • Tchecoslováquia operou 60 aeronaves da União Soviética em abril e maio de 1938. Outros 101 bombardeiros e 60 aeronaves de reconhecimento foi licenciada sob a denominação de Avia B-71, mas apenas 101 aeronaves foram construídas.
  • Finlândia operou 24 aeronaves, das quais 8 foram capturadas durante a Guerra de Inverno com avarias pequenas e restauradas, mais 16 compradas da Alemanha Nazista entre 1941 e 1942, essas quais tinham sido capturadas dos soviéticos.
  • Alemanha Nazista operava Avia B-71 checos e SB's capturados dos soviéticos.
  • Polônia operou um pequeno número de aeronaves no pós-guerra.
  • Segunda República Espanhola operou seus primeiros 31 SB's em 14 de outubro de 1936. Recebeu mais 31 em junho e julho de 1937 e um lote final de mais 31 em 1938. Foi entregue um total de 93 bombardeiros.
  • Espanha Franquista operou 19 bombardeiros que foram capturados após o fim da Guerra Civil Espanhola, esses foram revisados e seus motores russo M-100 foram substituídos por motores franceses Hispano-Suiza 12Ybrs. Esses aviões foram usados operacionalmente e posteriormente para treinamento, sendo aposentados em 1950. Foram apelidados pelos pilotos nacionalistas de Katiuska.

Referências

  1. Duffy, Paul e Andrei Kandalov. Tupolev: The Man and His Aircraft. Shrewsbury, UK:Airlife, 1996. ISBN 1-85310-728-X (em inglês)