Messerschmitt Me 262

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Me 262 Schwalbe
Picto infobox Mig 29.png
O primeiro caça a jato a entrar em serviço.
Descrição
Tipo / Missão Caça, com motores turbojato, bimotor monoplano
País de origem  Alemanha Nazista
Fabricante Messerschmitt AG
Período de produção 1941-1945
Quantidade produzida 1430 (com os produzidos na Tchecoslováquia) unidade(s)
Primeiro voo em 18 de abril de 1941 (74 anos) com motor a pistão
18 de julho de 1942 (73 anos) com motor turbojato
Introduzido em abril de 1944
Aposentado em 1945, Alemanha
1951 Tchecoslováquia
Variantes Avia S-92
Tripulação 1
Especificações (Modelo: Me 262 A-1a)
Dimensões
Comprimento 10,60 m (34,8 ft)
Envergadura 12,60 m (41,3 ft)
Altura 3,50 m (11,5 ft)
Área das asas 21,7  (234 ft²)
Peso(s)
Peso vazio 3 795 kg (8 370 lb)
Peso carregado 6 473 kg (14 300 lb)
Peso de decolagem 7 130 kg (15 700 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 x turbojatos Junkers Jumo 004 B-1
Força de empuxo (por motor) 898 kgf (8 810 N)
Performance
Velocidade máxima 900 km/h (486 kn)
Alcance (MTOW) 1 050 km (652 mi)
Teto máximo 11 450 m (37 600 ft)
Razão de subida 20 m/s
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 4 x canhões Mk 108 de 30 mm (1,18 in)
Foguetes 24 x R4M de 55 mm (2,17 in)
Bombas 2 x de 250 kg (551 lb) ou 2 x de 500 kg (1 100 lb) no modelo A-2a
Notas
Dados de: Quest for Performance[1] e Me-262[2]

Messerschmitt Me 262 Schwalbe ("Andorinha") foi o primeiro caça a jato a entrar em uso operacional. Estava anos à frente em termos de projeto e desempenho, porém, não teve a devida prioridade, chegando tarde demais para mudar o curso da guerra. Os motores a jato, razão do elevado desempenho, apresentavam pouca confiabilidade, causando muitas baixas. As primeiras unidades a utilizá-lo operacionalmente foram de bombardeiro (por ordem de Hitler, os aviões foram modificados para carregar bombas), apresentando resultados sofríveis, devido à alta velocidade de aproximação.

Somente em 1944 foram utilizados na sua função natural de interceptador, com alguns sucessos frente aos numerosos bombardeiros e caças aliados.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Ficou muito famoso entre os aliados, chegando a ser tão temido quanto o Junkers Ju 87. Seu traço característico, a imponente fuselagem em forma de triângulo, as asas enflechadas com seus dois motores junkers jumo causava pânico entre os aliados, e por seu formato peculiar ganhou o apelido de "rato".[3] Desenvolvia uma velocidade superior a 900km/h. Apesar dessa velocidade incrivel para a época, carecia muito de manobrabilidade. A maioria dos Me 262 derrubados durante a guerra se perderam em combates a baixa velocidade ou quando realizavam curvas. Os únicos aviões aliados capazes de enfrentá-lo a altura seriam o inglês Gloster Meteor e o americano P-80 Shooting Star. Porém nunca os enfrentou, deixando o primeiro duelo jato versus jato para a guerra da Coreia. Entretanto, aviões como o Hawker Tempest, o Typhoon (ambos ingleses) e o P-51 Mustang americano enfrentaram-nos com êxito nos céus.

O Me-262 derrubou 735 aviões aliados, a maioria deles bombardeiros como o Boeing B-17 Flying Fortress e o Handley Page Halifax. Na versão A-1a Schwalbe, o armamento era composto por quatro canhões MK108 de 30mm agrupados no nariz, já na versão A-2a Sturmvogel o armamento consistia de dois canhões Mk 108 de 30mm e duas bombas de 250 kg utilizando-se racks externos na parte frontal da fuselagem. Ambas as versões também podiam carregar 24 foguetes R4M de 55 mm. Foi precedido pelo interceptador foguete Me 163 Komet.

Usuários[editar | editar código-fonte]

Alemanha Nazi Alemanha

Tchecoslováquia Tchecoslováquia

  • Força aérea tcheca (No pós-guerra, nove S-92 e três CS-92)

Imagens[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Loftin, L.K. Jr. Quest for Performance: The Evolution of Modern Aircraft. NASA SP-468.
  2. Radinger e Schick 1996, p.110
  3. (em português)Grandesguerras - Caça ao "Rato": As experiências do curitibano Pierre Clostermann, ao enfrentar os caças Me-262.
  4. (em inglês)Nationalmuseum
  5. (em inglês)Zap16

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • (em espanhol) Socías, Maciel, in Historia y vida, nº 470, Maio de 2007, informações e fotografia, p.12-13.
  • (em inglês) Brown, Eric. Wings on My Sleeve. London: Weidenfeld & Nicolson, 2006. ISBN 0-297-84565-9.
  • (em alemão) Radinger, Will e Walter Schick. Me 262. Berlin: Avantic Verlag GmbH, 1996. ISBN 3-925505-21-0.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Commons Imagens e media no Commons
Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.