Nova FM (Campinas)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de NovaBrasil FM Campinas)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Nova FM
{{{alt}}}
Rede Central de Comunicação Ltda.
País Brasil
Frequência(s) FM 103.7 MHz
Sede Campinas, SP
Fundador Monsenhor Geraldo Azevedo
Pertence a Grupo Solpanamby
Antigo(s) proprietário(s) Orestes Quércia
Formato Comercial
Gênero Musical (MPB, pop, rock, adulto-contemporâneo)
Afiliações anteriores Antena 1 (1985-1994)
NovaBrasil FM (2000-2016)
Idioma Português
Prefixo ZYD 810
Nome(s) anterior(es) Rádio Andorinhas (1958-1985)
Antena 1 (1985-1994)
NovaBrasil FM Campinas (2000-2016)
Emissoras irmãs
Dados técnicos Potência: 60 kW
Classe: A1
Página oficial novafmcampinas.com.br

Nova FM é uma emissora de rádio brasileira sediada em Campinas, cidade do estado de São Paulo. Opera no dial FM, na frequência 103.7 MHz, e é de propriedade do Grupo Solpanamby.

História[editar | editar código-fonte]

A frequência 103.7 MHz surgiu em Campinas sob iniciativa do Monsenhor Geraldo Azevedo, que obteve a concessão em 1958 e lançou a Rádio Andorinhas, com sinal restrito. A transmissão foi liberada somente em 1972, quando a emissora é repassada para Pontifícia Universidade Católica de Campinas, sendo controlada por Vidal Ramos. A programação passa a ser essencialmente religiosa, incluindo também programação adulta com notícias e música brasileira, orquestrada, serestas, comentários e poesias.[1]

A partir do início da década de 1980, a emissora é repassada para diversos proprietários. Vidal Ramos se associa ao Coronel José Gomes e vende sua parte para o empresário José Luiz Junqueira. Posteriormente, Junqueira compra a parte de José Gomes e muda radicalmente a grade da emissora, transformando numa rádio voltada ao público jovem.[1] Em 1985, Junqueira repassa a rádio para Orlando Negrão, proprietário da Rede Antena 1, tendo José Pires como concessionário. A partir de então, a emissora muda de nome para Antena 1. Em outubro de 1987, Orlando Negrão assume integralmente seu controle.[1]

Em 1.º de janeiro de 1989, a emissora é vendida para a Rede Central de Comunicação, empresa criada em 1986 a partir da compra da Rádio Central do Monsenhor Geraldo Azevedo pela família do então governador Orestes Quércia. O nome fantasia continuou como Antena 1, até agosto de 1994, quando a frequência passou a se chamar Nova FM, mantendo a programação implantada por Orlando Negrão. O novo projeto foi o embrião de uma futura rede de rádios que viria a ser implantada nos anos seguintes.[1]

Em dezembro de 1996, a emissora passa a repetir a programação adulto-contemporânea da Nova FM de São Paulo.[1] Com a compra das emissoras que formavam a rede Manchete FM, do Grupo Bloch, as emissoras de São Paulo e Campinas que já pertenciam ao Grupo Solpanamby passaram a integrar a rede NovaBrasil FM a partir de 1.º de junho de 2000, sendo que a 103.7 MHz passa a se chamar NovaBrasil FM Campinas.[2] A emissora repetia integralmente a programação da cabeça de rede e só inseria intervalos comerciais.

Em 4 de junho de 2016, a NovaBrasil FM Campinas deixa a rede e volta a se chamar Nova FM, retornando também ao projeto adulto-contemporâneo, mesclando a tradicional MPB com sucessos internacionais.[3] Mesmo fora da rede, a emissora destinou duas faixas horárias para transmissão de programas da NovaBrasil FM.

Referências

  1. a b c d e Ivete Cardoso do Carmo-Roldão (2008). «O rádio FM em Campinas: 35 anos de história» (PDF). Campinas: Pontifícia Universidade Católica de Campinas. 6º Encontro Nacional da Associação Brasileira de Pesquisadores de História da Mídia (em português brasileiro): 1-15. Consultado em 24 de junho de 2018 
  2. Magaly Prado (15 de junho de 2002). «Rede Nova FM consegue promover a MPB no azul». Folha de S.Paulo. Consultado em 24 de junho de 2018 
  3. Daniel Starck (4 de junho de 2016). «Plantão: Nova FM estreia em Campinas com perfil adulto-contemporâneo». Tudo Rádio. Consultado em 24 de junho de 2018 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]