Pandemia de COVID-19 em São Tomé e Príncipe

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na África
Pandemia de COVID-19 em São Tomé e Príncipe
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Origem Reino Unido, Países Baixos
Local São Tomé e Príncipe
Período 6 de abril de 2020
(4 meses e 3 dias)
Início 6 de abril de 2020
Estatísticas globais
Casos confirmados 661[1]
Casos suspeitos 1414
Mortes 12
Casos que recuperaram 177
Página Governamental
Atualizado em 00h08min, segunda-feira, 15 de junho de 2020 (UTC)

Este artigo documenta os impactos da pandemia de coronavírus de 2020 em São Tomé e Príncipe e pode não incluir todas as principais respostas e medidas contemporâneas.

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Os primeiros casos no país, quatro, foram confirmados em 6 de Abril pelo primeiro-ministro são-tomense, Jorge Bom Jesus.[2] Novos testes nos mesmos indivíduos revelaram-se negativos, pelo que o país continuava em 20 de Abril sem registar qualquer caso confirmado.[3] No entanto três casos foram confirmados em 21 de Abril.[4]

Em 3 de junho registavam-se 484 casos confirmados, 68 recuperados, e 12 óbitos.[1]

Referências

  1. a b «Situação Actual em São Tomé e Príncipe». covid.ms.gov.st. Ministério da Saúde de São Tomé e Príncipe. Consultado em 4 de junho de 2020 
  2. «Covid-19: São Tomé e Príncipe com quatro casos de infecção». RFI. 6 de abril de 2020. Consultado em 6 de abril de 2020 
  3. «Covid-19: PR de São Tomé e Príncipe renova estado de emergência por mais 15 dias». VISÃO. 20 de abril de 2020. Consultado em 21 de abril de 2020 
  4. «Covid-19: São Tomé e Príncipe anuncia três casos de infeção pelo novo coronavírus». Lusa. 21 de abril de 2020. Consultado em 23 de abril de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre epidemias é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.