Pandemia de COVID-19 em Cabo Verde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ver artigo principal: Pandemia de COVID-19 na África
Pandemia de COVID-19 em Cabo Verde
    Concelhos com 300 a 2999 casos relatados pelo INSP
    Concelhos com 30 a 299 casos relatados pelo INSP
    Concelhos com 3 a 29 casos relatados pelo INSP
    Concelhos com 1 ou 2 casos relatados INSP[1]
Doença COVID-19
Vírus SARS-CoV-2
Origem Wuhan, China

(via Reino Unido e Países Baixos)

Local Cabo Verde
Período 20 de março de 2020
(8 meses e 10 dias)
Início 20 de março de 2020
Estatísticas globais
Casos confirmados 2 107
Mortes 21
Casos que recuperaram 1 100
Página Governamental (em português)
Atualizado em 15h15min, quarta-feira, 22 de julho de 2020 (UTC)

Este artigo documenta os impactos da pandemia de COVID-19 em Cabo Verde e pode não incluir todas as principais respostas e medidas contemporâneas.

Casos[1][editar | editar código-fonte]

Por faixa etária[editar | editar código-fonte]

Por género[editar | editar código-fonte]

Cronologia[editar | editar código-fonte]

Até 19 de março de 2020, Cabo Verde não registara nenhum caso de covid-19,[2][3] com todos os casos suspeitos prévios tendo obtido resultado negativo.

Em 20 de março, o primeiro caso do país foi confirmado, tratando-se de um homem de 62 anos de idade que havia viajado do Reino Unido.[4][5]

No dia seguinte, em 21 de março, mais 2 casos foram confirmados. Ambos eram turistas, um vindo dos Países Baixos, de 60 anos de idade, e outra vindo do Reino Unido, de 62 anos. Estes dois casos mais o anterior estavam todos situados na Ilha da Boa Vista.[6]

A primeira morte foi anunciada[7] em 24 de março, dizendo respeito ao primeiro caso confirmado em Cabo Verde.

Em 25 de março, um quarto caso foi confirmado, um cidadão nacional de 43 anos que regressara da Europa, sendo o primeiro caso detetado na capital do país, Praia, na ilha de Santiago.[8][9] No dia seguinte, 26 de março, o ministro da saúde de Cabo Verde anunciou que o teste da esposa desse cidadão também tinha dado positivo, sendo assim, o primeiro caso relatado de transmissão local.[10]

Em 21 de julho havia 2 107 casos confirmados - 1568 na ilha de Santiago (74,4%), 426 na do Sal (20,22%), 57 na da Boa Vista (2,71%), 37 na de São Nicolau (1,76%), 13 na de São Vicente (0,62%) e 4 na de Santo Antão (0,19%) e 2 na do Maio (0,09%)-, 1100 recuperados, dois "transferidos" e 21 óbitos.[1]

Reações[editar | editar código-fonte]

Desde 16 de março[11] testes vêm sendo realizados em Cabo Verde, pelo Laboratório de Virologia de Cabo Verde, na Praia.

Em 17 de março, como medida de contingência, o Primeiro Ministro Ulisses Correia e Silva anunciou[12][13][14] a suspensão te todos os voos provenientes da Europa, Estados Unidos, Brasil, Senegal e Nigéria. A suspensão estará em vigor por pelo menos três semanas. Exceções são feitas para voos cargueiros e voos para o regresso de cidadãos estrangeiros. A interdição também se aplica à acostagem de navios de cruzeiro, veleiros e desembarque de passageiros ou tripulação de navios de carga, pesca e similares. Mais medidas excecionais[15] foram tomadas no dia seguinte, e o nível de contingência foi elevado[16] em 27 de março.

A Cabo Verde Airlines já tinha, anteriormente, tomado a decisão de suspender voos.[17] Desde 28 de fevereiro que os voos para Milão, na Itália estão suspensos. Em 6 de março, os voos para Lagos, na Nigéria, Porto Alegre, no Brasil e Washington, nos Estados Unidos foram também suspensos. Em 17 de março, de acordo com a decisão do Governo, a Cabo Verde Airlines suspendeu todas as suas outras rotas.

Em 26 de março, o Governo declara Situação de Risco de Calamidade em Cabo Verde, como reforço das medidas de segurança. Foi também anunciado que a partir do dia seguinte, 27 de março, serão encerrados todos os serviços e empresas públicas, devendo optar-se pelo teletrabalho.[18]

Em 28 de março, pela primeira vez na sua existência, o estado de emergência foi declarado[19] em Cabo Verde, implementando uma série de medidas[20] visando uma redução do contacto social, e encerrando muitas atividades económicas.

Em 14 de maio já todas as ilhas à exceção de Santiago não se encontravam em estado de emergência. Tendo em Santiago sido prorrogado, pelo Presidente da República, por mais 15 dias, terminando a 29 de maio.[21]

Em 29 de maio, termina o estado de emergência em Santiago - a última ilha nessa situação - entrando em vigor o estado de calamidade.[22][23] Também nesse dia, o Primeiro-Ministro apresentou o plano de desconfinamento para o país, por forma a levantar algumas das restrições impostas pelo estado de emergência, reiterando que os cuidados de segurança sanitária (por exemplo, distanciamento social, uso de máscara e lavagem das mãos) deverão ser mantidos mesmo com o fim do mesmo. Foram divulgadas as seguintes datas:[22][24]

  • 1 de junho: Os restaurantes deixam de estar limitados ao encerramento às 21 horas. As ligações marítimas à ilha da Boa Vista são retomadas;
  • 30 de junho: São repostas as ligações aéreas entre ilhas;
  • A partir de 31 de outubro: Eventos culturais e desportivos voltam a ser permitidos.

Referências

  1. a b c «Página inicial». COVID-19. Consultado em 22 de julho de 2020 
  2. Expresso das ilhas “Cidadão francês em Santo Antão livre de coronavírus”
  3. A Nação “Covid-19: caso suspeito em Santo Antão dá negativo”
  4. «Cabo Verde regista um Primeiro Caso Positivo de COVID-19». Instituto Nacional de Saúde Pública. 20 de março de 2020. Consultado em 24 de março de 2020 
  5. «Coronavírus: Inglês de 62 anos é o primeiro caso confirmado em Cabo Verde». publico.pt. 20 de março de 2020. Consultado em 20 de março de 2020 
  6. SAPO. «Covid-19: Há mais dois casos confirmados na Boa Vista. Suspeito de São Vicente é negativo». SAPO Lifestyle. Consultado em 21 de março de 2020 
  7. «COVID-19: Confirmada a primeira morte por coronavírus em Cabo Verde». Instituto Nacional de Saúde Pública. 24 de março de 2020. Consultado em 25 de março de 2020 
  8. «Confirmado primeiro caso de COVID-19 na Praia». expressodasilhas.cv. Consultado em 25 de março de 2020 
  9. «Cabo Verde regista o quarto caso positivo do COVID-19». insp.gov.cv. 25 de março de 2020. Consultado em 27 de março de 2020 
  10. «Teste à esposa do primeiro caso da Praia dá positivo (em actualização)». expressodasilhas.cv. Consultado em 26 de março de 2020 
  11. «Covid-19: Laboratório de Cabo Verde com capacidade para 300 testes diários». A Semana. 16 de março de 2020. Consultado em 20 de março de 2020 
  12. O'Hare, Maureen & Hardingham, Tamara (17 de março de 2020). «Coronavirus: Which countries have travel bans?». CNN. Consultado em 17 de março de 2020 
  13. «COVID19: Governo declara situação de contingência a nível da Proteção Civil». Governo de Cabo Verde. 17 de março de 2020. Consultado em 20 de março de 2020 
  14. «Governo declara situação de contingência, a nível de Proteção Civil, por causa do Covid-19». TCV. 17 de março de 2020. Consultado em 20 de março de 2020 
  15. «Confira as novas medidas anunciadas pelo governo no âmbito da prevenção do COVID-19». Instituto Nacional de Saúde Pública. 18 de março de 2020. Consultado em 24 de março de 2020 
  16. «"Elevámos o nível de contingência da Protecção Civil à situação de risco de calamidade" – Ulisses Correia e Silva». insp.gov.cv. 27 de março de 2020. Consultado em 27 de março de 2020 
  17. «Corona Virus: Flights suspensions». Cabo Verde Airlines. 17 de março de 2020. Consultado em 20 de março de 2020 
  18. Expresso das Ilhas (26 de março de 2020). «Cabo Verde entra em Situação de Risco de Calamidade». expressodasilhas.cv. Consultado em 30 de maio de 2020 
  19. «Declaração de Estado de emergência pelo Presidente da República de Cabo Verde». insp.gov.cv. 28 de março de 2020. Consultado em 11 de abril de 2020 
  20. Boletim Oficial da República de Cabo Verde — Suplemento, I Série, Número 38
  21. «Presidente da República decide prorrogar pela terceira vez o Estado de Emergência na ilha de Santiago. – COVID 19». 14 de maio de 2020. Consultado em 30 de maio de 2020 
  22. a b Agência Lusa (29 de maio de 2020). «Cabo Verde anuncia plano de desconfinamento com retoma de voos em 30 de junho». SAPO. Consultado em 30 de maio de 2020 
  23. Agência Lusa (29 de maio de 2020). «Santiago em Cabo Verde sai de emergência e entra em estado de calamidade». SAPO. Consultado em 30 de maio de 2020 
  24. «Ulisses Correia e Silva apresentou hoje Plano de Desconfinamento – COVID 19». 29 de maio de 2020. Consultado em 30 de maio de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre a pandemia de COVID-19 é um esboço relacionado ao Projeto Saúde. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.