Power Glove

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Power Glove
Periférico
NES-Power-Glove.jpg
Versão americana da Power Glove
Fabricante Mattel (Estados Unidos)
PAX (Japão)
Lançamento 1989


A Power Glove foi um acessório no formato de luva virtual para o Nintendo Entertainment System (NES) lançado em 1989 com a característica de simular recursos de mecânica de realidade vitual, contudo, o produto não obteve o sucesso esperado devido a imprecisão dos sensores e a dificuldade para usar os controles, tendo apenas 2 jogos feitos especificamente para o acessório Super Glove Ball e Bad Street Brawler.[1] Foram vendidas 100 mil unidades nos Estados Unidos.

O produto foi desenvolvido a partir da VPL Dataglove, mas com modificações para reduzir o custo, enquanto a Dataglove usava sensores de fibra ótica, conseguia detectar os 3 eixos de rotação e tinha 256 posições diferentes, a Power Glove utilizava um sensor de tinta condutiva e detectava apenas um eixo de rotação e tinha apenas 4 posições[2]

Apesar do baixo número de vendas na época, o acessório acabou ganhando o status de cult, tendo inclusive o documentário "The Power of Glove" lançado em 2017.[3] A dupla australiana de synthwave, Power Glove, que produziu a trilha sonora da série "GDLK" da Netflix, homenageia o joystick no nome.[4]


Referências

  1. «Backwards Compatible - The Power Glove». ABC - Good Game Stories (em inglês). Australian Broadcasting Corporation (ABC). 19 de maio de 2008. 
  2. Townsend, J. Eric. «PowerGlove FAQ». Mellot's VR (em inglês). Consultado em 18 de julho de 2016. Arquivado do original em 22 de dezembro de 2015. 
  3. Feature: Uncovering The Unlikely Story Of The World's Worst Controller In The Power Of Glove: https://www.nintendolife.com/news/2019/09/feature_uncovering_the_unlikely_story_of_the_worlds_worst_controller_in_the_power_of_glove
  4. Australian synth wave duo Power Glove share ‘Feel It’ theme from Netflix docuseries ‘High Score’: https://dancingastronaut.com/2020/10/australian-synth-wave-duo-power-glove-share-feel-it-theme-from-netflix-docuseries-high-score