Psicoacústica

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A psicoacústica estuda a relação entre sensações auditivas e as características físicas do som. As sensações auditivas são determinadas pelas características físicas do som, principalmente, freqüência e amplitude, mas também características temporais.

Segundo Zwicker1 existem pelo menos cinco sensações auditivas básicas para sinais não musicais:

  1. loudness: sensação subjetiva de volume sonoro, determinada pela pressão sonora e frequência do sinal, além de características espectrais e temporais.
  2. agudeza: sensação auditiva de grave ou agudo, determinada pela quantidade de energia em baixa ou alta frequência.
  3. intensidade de flutuação: sensação auditiva de flutuações do loudness, causada por modulações lentas do sinal sonoro em frequência ou amplitude com frequências de modulação de até 20 Hz.
  4. roughness: sensação auditiva causada por modulações rápidas do sinal sonoro em frequência ou amplitude com frequências de modulação entre 40 Hz e 300 Hz.
  5. tonalidade: sensação auditiva causada pela presença de componentes tonais no sinal.

Para sinais musicais consideram-se normalmente as sensações de loudness, altura (pitch) e timbre.

Há divergências sobre a independência destas sensações entre si. Enquanto Zwicker afirmava que as cinco sensações básicas seriam independentes entre si, estudos mais recentes confirmaram que existe interdependência entre eles.

Referências

  1. Zwicker and Fastl: Psychoacoustics - Facts and Models, Springer, 1999