Puerto Vallarta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Puerto Vallarta
Bandeira desconhecida
Brasão desconhecido
Bandeira desconhecida Brasão desconhecido
Hino
Fundação Não disponível
Gentílico Não disponível
Localização
Puerto Vallarta está localizado em: Brasil
Puerto Vallarta
Localização de Puerto Vallarta no Brasil
20° 37' 11" N 105° 15' 01" O20° 37' 11" N 105° 15' 01" O
Unidade federativa Jalisco
Microrregião Não disponível
Distância até a capital Não disponível
Características geográficas
Área Não disponível
População Não disponível
Densidade hab./km²
Altitude 7 m
Clima Não disponível
Fuso horário UTC−3
Página oficial

Puerto Vallarta é uma cidade localizada no México, estado de Jalisco. É um famoso centro turístico. O nome de Puerto Vallarta, é em honra ao advogado Ignacio Luis Vallarta, notável jurista consultor jalisciense e ex governador do estado.

A cidade pertence a segunda zona econômica mais importante do estado de Jalisco e tem o terceiro porto mais importante do México. Atualmente, é um dos lugares mais visitados do país.

Tornou-se mundialmente conhecida a partir de 1964, durante as filmagens de A Noite do Iguana, por causa do rumoroso romance entre Richard Burton, que fazia parte do elenco, e Elizabeth Taylor, que ia visitá-lo durante as filmagens.

A fama transformou o vilarejo histórico e destino de turistas. Hoje a cidade tem grande variedade de hotéis e outros pontos turísticos, além da praia.

Escudo[editar | editar código-fonte]

O escudo de armasfoi ordenado pela prefeitura de Puerto Vallarta em 1968 pelo motivo da elevação do povoado para categoria de cidade. Foi desenhado pelo artista jalisciense José Manuel Martínez Peña, e se adotou oficialmente em 31 de maio de 1968.

Está formado por quatro quadradros simétricos que representam a história de Puerto Vallarta e sua trajetoria econômica e social. O campo superior direito motra as origens do município, ostentando a primeira casa perto do mar.

O campo inferior direito representa o motivo pelo qual esquadra foi elevada a municipalidade e o porquê da mudança de nome para Puerto Vallarta. A fase superior esquerda representa a principal atividade econômica da cidade na época atual que é o turismo, representado por uma embarcação veleira, comum na baía de Puerto Vallarta.

Na parte inferior esquerda está representado o pensamento e obra dos habitantes, que sempre recebem com afeto e sinceridade todos os visitantes. O escudo está emoldurado por uma âncora marinha que fica pendurado por um cabo decorado como símbolo de que a cidade, em termos poéticos, é filha do mar.[1]

História[editar | editar código-fonte]

O capitão Francisco Cortés de San Buenaventura foi o conquistador desta região mexicana. Narram os filhos de cronistas que quando chegou ao povoado de Tintoque, estavam o esperando na entrada mais de vente mil índios armados e portando uma bandeira de plumas nas mãos, e por isso os espanhóis lhe deram ao vale o nome de Banderas e assim se chama até hoje.

O povoado de Puerto Vallarta foi fundado em 12 de dezembro de 1851, por Don Guadalupe Sánchez Torres que lhe chamo Las Peñas de Santa María de Guadalupe. O nome eventualmente ficou Puerto Las Peñas. A criação de Puerto se deve ao fato de que se necessitava transportar a prata proveniente das minas de San Sebastián del Oeste e Mascota.

O rancho Las Peñas foi crescendo e em 14 de julho de 1885 o porto foi aberto ao transporte marítimo nacional utilizando oficialmente o nome de Las Peñas. Em 31 de maio de 1918, por decreto foi concedido Las Peñas o título municipal. A partir dessa data, Las Peñas se chamaria Puerto Vallarta em memória do advogado e governador de Jalisco, Don Ignacio Luis Vallarta.

Nessa época, a agricultura era a principal fonte de riqueza da região. Também se exploravam o Óleo de palma e a pimenta que cresce selvagem nas montanhas e da pesca que atingiu o seu auge na década seguinte.

Mais tarde se estabeleceu a Montgomery Fruit Company na fazenda de Ixtapa, para a exploração de bananas para exportação aos Estados Unidos. A companhia levou os primeiros tratores a região, fizeram casas pré-fabricadas, geradores elétricos e até uma ferrovia. Havia trabalho de sobra e os comerciantes do porto se beneficiavam com o aumento de suas vendas. Os Vallartences ainda recordam esses anos como a "prosperidade de Ixtapa".

Catedral de Puerto Vallarta.

Na segunda metade dos anos 30 ela primeira dos anos 40, a pesca de tubarão teve grande importância: sua carne era enviada Cidade do México onde era vendida. O óleo de fígado era exportado para alguns países da União de Nações Sul-Americanas, onde era transformado en cápsulas que eram entregadas aos soldados em batalha na Segunda Guerra Mundial como complemento vitamínico. Também se exportava a pele de tubarão, crocodilo, e pérolas.

Em 1951, a cidade celebrou com grandes festas o primeiro centenário de sua fundação. Em 12 de dezembro daquele ano, a armada do México se apresentou na baía para saudar aos vallartences com sua salva de 21 canhões, e na praça central os 80 executantes da banda da Marinha entonaram as notas do Himno Nacional Mexicano.

A chegada de capital externo e a abertura de negócios relacionados com o turismo, a entrada da companhia Mexicana de Aviación que reinstalou a rota aérea que foi abandonada dois anos, e o estabelecimento de alguns programas do governo estatal para o desenvolvimento da costa, encorajaram a economia local.

Um feito muito importante marcou o início da década dos anos 70. Em 20 de agosto de 1970, se reuniram no porto os presidentes Gustavo Díaz Ordaz do México e Richard Nixon dos Estados Unidos. Durante sua visita, o presidente do México inaugurou obras de muita importância: a rodovía Compostela-Puerto Vallarta e uma ponte sobre o rio Ameca, o aeroporto internacional, a subestação eléctrica de CFE e novas docas no porto.

Estas obras fizeram possíveis a chegada de mais cruzeiros maritímos, e o novo aeroporto permitiu o aumento de voos de companhias já existentes e a entrada de companhias aéreas estrangeiras. Puerto Vallarta fica assim ligada com as principais cidades do país e do mundo.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Puerto Vallarta a noite.

O município de Puerto Vallarta está situado a oeste do estado, nas coordenada 20° 40′ N 105° 16′ O, a uma altura de 2 metros sobre o nível do mar.

Tem limite ao norte com o estado de Nayarit, ao sul com o município de Cabo Corrientes e Talpa de Allende, ao leste com San Sebastián del Oeste e Mascota, ao oeste com o Oceano Pacífico. Sua extensão territorial é de 1.300,67 km².

Dada sua situação geográfica, no fundo da Bahía de Banderas, em Nayarit, Puerto Vallarta quase nunca é diretamente atingida por furacões. No entanto, em 25 de outubro de 2002 o Furacão Kenna, o terceiro de mais forte na história recente do México,[2] depois de mudar bruscamente de direção chegou a terra com pouca distância ao norte de Puerto Vallarta, com ventos de até 260 km² por hora, e ondas de até 8 metros de altura, afetando o porto seriamente.

Topografia[editar | editar código-fonte]

O município conta com poucas zonas planas, estas se localizam principalmente na margem direita do rio Ameca, e pela costa desemboca no rio Cuale até o sul. A maior parte da superfície está ocupada por zonas acidentadas, ao leste as serras de San Sebastián e de Cuale parte do escudo intervulcánico do ocidente, que forma parte da Sierra Madre Ocidental, a protegem dos ventos e servem como moderadores do clima.

A Serra de Cuale chega até a costa formando imponentes a partir de falésias ao sul do município, e continua ao sul até chegar a cidade de Cabo Corrientes. As principais alturas são encontradas: no Picacho de Palo María de 1600 metros, o Cerro de la Aguacatera de 1500, e La Torrecilla de 1250 metros sobre o nível do mar.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O município está regado ao norte pelo rio Ameca que serve de límite entre os estados de Jalisco e Nayarit, e o município de Mascota que descarrega suas águas próximo aos povoados de Las Juntas, El Pitillal, La Vena de Santa María e El Cuale, que cruza a cidade. Ao sul se encontra os córregos de Las Amapas, Las Estacas, El Carrizo, Palo María, Mismaloya, Los Horcones e de Quimixto, assim como o Tomatlán que serve de limíte com o vizinho município de Cabo Corrientes. Ao norte da cidade se encontra o estero de El Salado. Seguindo a estrada até Ameca via Mascota veremos as localidades de Santiago de pino, Copales, o rancho El Carrizo, San Felipe de hijar, Amatanejo, Los charcos, La casa colorada, La tierra blanca, La cofradía, o rio Ameca, La estancia, e La tortuga.

Vegetação[editar | editar código-fonte]

A flora é muito variada; Há árvores como chilte, madeira duras como pau brasil e madeiras como: amapa, primavera, parota, cedro e nogal apropiadas para a fabricação de móveis. Na faixa litorânea proliferam as palmeiras e outras árvores frutíferas como graviola, manga e abacate. Uma das espécies que mais sofreu pelo crescimento urbano é a arvore que produz coquinho do óleo de palma que crescem em uma área muito restrita e deve ser protegida.

Clima[editar | editar código-fonte]

O clima em Puerto Vallarta é tropical para uma cidade litorânea, muito quente no verão, com temperatura variando acima dos 30°C, e com boas precipitações com uma média anual acima de 1.000 msm de chuvas, as temperaturas ficam amenas no inverno, não chegando a ser muito frio em média 19°C.


Dados climatológicos para Puerto Vallarta
Mês Jan Fev Mar Abr Mai Jun Jul Ago Set Out Nov Dez Ano
Temperatura máxima registrada (°C) 34 35 36 33 35 37 36 37 37 38 36 36 35
Temperatura máxima média (°C) 28 29 29 29 31 32 33 33 33 33 32 29 30
Temperatura mínima média (°C) 16 16 16 17 20 22 22 23 22 22 19 18 19
Temperatura mínima registrada (°C) 12 11 10 15 15 18 20 20 20 18 10 10 15
Precipitação (mm) 125 26 20 11 168 634 709 746 842 276 133 132 1,392
Fonte: Servicio Meteorológico Nacional[3] 07/04/2010

População[editar | editar código-fonte]

De acordo com os resultados que apresentou o II Recenseamento Geral da População e Habitação 2005, o município contava com um total de 220,368 habitantes.[4]

Se calculou que 92% da população municipal é de religião católica. E os 8% restante se divide entre evangélicos, judeus e outras religiões.

Econômia[editar | editar código-fonte]

Cerca de 50% da força de trabalho é empregada em indústrias relacionadas com turismo: hotéis, restaurantes, serviços pessoais e transporte. O município tem no entanto e continuam a ter forte setores agrícola, industrial e comercial.

Indústrias[editar | editar código-fonte]

Especialmente importante é a agricultura no vale do nordeste de Ameca no centro da cidade. As principais culturas incluem farinha de milho, batata doce, feijão, pimenta, melancia e fumo. Na fruticultura as operações são mais dispersas, com plantações de banana no vale Ameca, manga nos montes baixos, e as fazendas de abacate em alguns dos mais elevados acima do solo da cidade.

Há também significativas operações na pecuária operações no vale de Ameca, e a pesca na Baía de Banderas é também significativa para a indústria local.

Os produtos industriais incluem alimentos e bebidas, móveis e material de construção. Trinta anos de consistente Desenvolvimento Puerto Vallarta ter dado sector da construção emprega muito forte que quase 10% da força de trabalho Puerto Vallarta.

Compreende o setor comercial quase 17% da força de trabalho, incluindo o transporte, caminhões, as operações de atacado e varejo. Embora o setor de varejo é subestimado provavelmente por causa da grande econômia em outros setores.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Entardecer em Puerto Vallarta.

O turismo é um dos principais fatores para el desenvolvimento econômico deste município. Puerto Vallarta oferece a seus habitantes e visitantes um bom número de praias que são visitadas cotidianamente. Se pode admirar grande cantidade de belezas naturais, monumentos históricos e obras de arte, o qual atrai muitos turistas nacionais e extrangeiros. O turismo se encontra ampliamente formado em Puerto Vallarta, pois o município conta também com zonas arqueológicas, ecológicas e de montanhas com belas paisagens, fatores que fazem ampliamente atrativos para esta atividade econômica.

Assim mesmo, construções históricas e ampliamente significativas como obras de arte, costumes locais, tradidições e leendas muito próprias de Puerto Vallarta, sem deixar de lado os eventos nacionais e internacionais que aqui se celebram, representam para seus habitantes e turistas um foco de atrações muito interessantes.

Puerto Vallarta vista do alto.

Depois do filme A Noite do Iguana, Puerto Vallarta continuou a lser ocalização de filmes. Nas áreas de floresta foi filmado Predator, protagonizado por Arnold Schwarzenegger assim como a série televisiva Acapulco Heat, Puerto Vallarta Squeeze em 2003 com atores como Héctor Soberón, Harvey Keitel, Mariano Maddio e o já falecido ator Jonathan Brandis, que protagonizou seu último filme Beverly Hills Chihuahua em 2008. Graças a sua infraestrutura hoteleira, a cidade também tem sido a sede de eventos de beleza (recentemente, "A garota Maxim 2005-2006") e de conferências internacionais, como a de 1994 da Comissão Baleeira Internacional na qual se criou o santuário baleeiro nos mares do sul.

O consiste movimento maritímo de cruzeiros, que chegam diariamente, e as visitas ocasionais das fragatas da Marinha dos Estados Unidos e Marinha mexicana, mantém uma base no porto, bem como para treinar hospital naval no centro da cidade, que é agora um Museu Naval. Puerto Vallarta, no entanto, não é muito ativa como um porto comercial. A maioria das mercadorias que chegam em Puerto Vallarta são por caminhão, pela estrada Compostela a partir de Guadalajara.

Turismo e Viagens representam grande parte de Puerto Vallarta, com o aluguel de muitos e acomodações disponíveis. Enquanto nos Estados Unidos a economia criou uma recessão no turismo de negócios, outros mercados como Canadá e Europa são fortes no setor.[5]

Cidades-irmãs[editar | editar código-fonte]

A cidade está geminada com:

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Puerto Vallarta


Flag of Mexico.svg México | Jalisco Coat of arms of Jalisco.svg
Regiões:

Região Norte | Região Altos Norte | Região Altos Sur | Região Ciénega | Região Sureste | Região Sur | Região Sierra de Amula | Região Costa Sur | Região Costa Norte | Região Sierra Occidental | Região Valles | Região Centro |

Municipios

Acatic | Acatlán | Ahualulco | Amacueca | Amatitán | Ameca | Antonio Escobedo | Arandas | Atemajac | Atengo | Atenguillo | Atotonilco | Atoyac | Autlán | Ayotlán | Ayutla | Bolaños | Cabo Corrientes | Cañadas | Capilla de Guadalupe | Casimiro Castillo | Cihuatlán | Cocula | Colotlán | Concepción | Cuautitlán | Cuautla | Cuquío | Chapala | Chimaltitán | Chiquilistlán | Degollado | Ejutla | El Arenal | El Grullo | El Limón | El Salto | Encarnación | Etzatlán | Gómez Farías | Guachinango | Guadalajara | Hostotipaquillo | Huejúcar | Huejuquilla | Ixtlahuacán de los Membrillos | Ixtlahuacán del Río | Jalostotitlán | Jamay | Jesús María | Jilotlán | Jocotepec | Juanacatlán | Juchitlán | La Barca | La Huerta | La Manzanilla | Lagos | Magdalena | Mascota | Mazamitla | Mexticacán | Mezquitic | Mixtlán | Ocotlán | Ojuelos | Pihuamo | Poncitlán | Puerto Vallarta | Quitupan | San Cristóbal | San Diego | San Gabriel | San Juan | San Julián | San Ignacio | San Marcos | San Martín | San Martín Hidalgo | San Miguel | San Sebastián | Santa María de los Ángeles | Santa María | Sayula | Tala | Talpa | Tamazula | Tapalpa | Tecalitlán | Tecolotlán | Techaluta | Tenamaxtlán | Teocaltiche | Teocuitatlán | Tepatitlán | Tequila | Teuchitlán | Tizapán | Tlajomulco | Tlaquepaque | Tolimán | Tomatlán | Tonalá | Tonaya | Tonila | Totatiche | Tototlán | Tuxcacuesco | Tuxcueca | Tuxpan | Unión | Unión de Tula | Valle de Guadalupe | Valle de Juárez | Villa Corona | Villa Guerrero | Villa Hidalgo | Villa Purificación | Yahualica | Zacoalco | Zapopan | Zapotiltic | Zapotitlán | Zapotlán del Rey | Zapotlán | Zapotlanejo