Richard Nixon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Richard Nixon
37º Presidente dos Estados Unidos
Período 20 de janeiro de 1969
a 9 de agosto de 1974
Vice-presidente Spiro Agnew (1969–1973)
Nenhum (1973)
Gerald Ford (1973–1974)
Antecessor(a) Lyndon B. Johnson
Sucessor(a) Gerald Ford
36º Vice-presidente dos Estados Unidos
Período 20 de janeiro de 1953
a 20 de janeiro de 1961
Presidente Dwight D. Eisenhower
Antecessor(a) Alben W. Barkley
Sucessor(a) Lyndon B. Johnson
Senador pela Califórnia
Período 1 de dezembro de 1950
a 1 de janeiro de 1953
Antecessor(a) Sheridan Downey
Sucessor(a) Thomas Kuchel
Membro da Câmara dos Representantes pelo 12º distrito da Califórnia
Período 3 de janeiro de 1947
a 1 de dezembro de 1950
Antecessor(a) Jerry Voorhis
Sucessor(a) Patrick J. Hillings
Vida
Nome completo Richard Milhous Nixon
Nascimento 9 de janeiro de 1913
Yorba Linda, Califórnia,
Estados Unidos
Morte 22 de abril de 1994 (81 anos)
Nova Iorque, Nova Iorque,
Estados Unidos
Dados pessoais
Progenitores Mãe: Hannah Milhous
Pai: Francis A. Nixon
Alma mater Universidade Duke
Esposa Pat Ryan (1940–1993)
Partido Republicano
Religião Quaker
Profissão Advogado
Assinatura Assinatura de Richard Nixon
Serviço militar
Serviço/ramo Marinha dos Estados Unidos
Reserva da Marinha dos Estados Unidos
Anos de serviço 1942–1946 (Marinha)
1946–1966 (Reserva)
Graduação Comandante
Batalhas/guerras Segunda Guerra Mundial
Condecorações Medalha de Louvor da Marinha e Corpo de Fuzileiros
Disambig grey.svg Nota: "Nixon" redireciona para este artigo. Para outros significados, veja Nixon (desambiguação).

Richard Milhous Nixon (Yorba Linda, 9 de janeiro de 1913Nova Iorque, 22 de abril de 1994) foi um advogado e político norte-americano que serviu como o 37º Presidente dos Estados Unidos de 1969 até 1974, quando tornou-se o primeiro e único presidente a renunciar do cargo. Antes disso ele tinha atuado como membro da Câmara dos Representantes e Senador pelo estado da Califórnia, além de 36º Vice-presidente dos Estados Unidos entre 1953 e 1961 sob Dwight D. Eisenhower.

Nixon estudou na Faculdade Whittier e depois na Universidade Duke, formando-se em 1937 em direito e retornando para a Califórnia a fim de praticar advocacia. Ele se casou com Pat Ryan em 1940 e mudou-se para Washington, D.C. com a família dois anos depois para trabalhar no governo federal. Depois disso Nixon serviu na Reserva da Marinha dos Estados Unidos durante a Segunda Guerra Mundial. Após a guerra foi eleito para a Câmara dos Representantes em 1946 e depois para o Senado em 1950. Sua participação no caso envolvendo Alger Hiss estabeleceu sua reputação como um grande anticomunista e o elevou para a proeminência nacional. Nixon foi escolhido como o companheiro de chapa de Eisenhower na eleição presidencial de 1952, sendo eleito e servindo como vice-presidente por oito anos. Ele candidatou-se à presidência na eleição de 1960, perdendo por pouco a disputa contra John F. Kennedy. Dois anos depois ele concorreu a Governador da Califórnia, perdendo outra vez agora para Pat Brown. Nixon tentou a presidência novamente em 1968, derrotando facilmente Hubert Humphrey.

Nixon acabou com o envolvimento norte-americano na Guerra do Vietnã em 1973 e conseguiu trazer seus prisioneiros de guerra de volta para casa, também sendo capaz de acabar com a convocação militar. Sua visita à China em 1972 abriu as relações diplomáticas entre os dois países, no mesmo ano conseguindo assinar o Tratado sobre Mísseis Antibalísticos com a União Soviética. Seu governo geralmente transferiu poderes federais aos estados. Ele impôs controles nos salários e preços por um período de noventa dias, forçou a desagregação de escolas sulistas e estabeleceu a Agência de Proteção Ambiental. Nixon também presidiu sobre a aterrissagem da Apollo 11 na Lua, que marcou o fim da corrida espacial. Ele foi reeleito em 1972 em uma das maiores vitórias na história das eleições presidenciais norte-americanos.

O ano de 1973 viu a crise do petróleo causar o aumento do preço da gasolina nos Estados Unidos, enquanto as revelações sobre o escândalo político do Caso Watergate escalonaram. As acusações de corrupção e revelações sobre seu envolvimento custaram a Nixon boa parte do seu apoio político, com ele finalmente renunciado da presidência em 9 de agosto de 1974 antes de um processo de impeachment e remoção do cargo quase certos. Seu sucessor na presidência, Gerald Ford, emitiu um perdão para Nixon no mês seguinte. Nixon escreveu vários livros e realizou diversas viagens pelo exterior, algo que ajudou a reabilitar sua imagem. Ele sofreu um acidente vascular cerebral em 18 de abril de 1994, morrendo aos 81 anos de idade quatro dias depois. Historiadores elogiaram Nixon por suas realizações internas e externas como congressista e presidente, porém afirmaram que o Caso Watergate deixou uma marca negativa permanente em seu legado.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nixon nasceu em uma casa que seu pai construiu em Yorba Linda, Califórnia. Filho de Francis A. Nixon e Hannah Milhous Nixon em 9 de janeiro de 1913.[1][2] Sua mãe era uma Quaker (seu pai a converteu no Metodismo depois de seu casamento), e sua educação foi marcada por observâncias conservadoras Quaker da época, tais como abster-se de dançar, álcool e xingamentos. Nixon tinha quatro irmãos: Harold (1909-1933), Donald (1914-1987), Arthur (1918-1925) e Edward. (nascido em 1930).[3]

O início da vida de Nixon foi marcado por dificuldades. O rancho da família Nixon faliu em 1922, e a família se mudou para Whittier, Califórnia. Em uma área com muitos Quakers, Frank Nixon abriu uma mercearia e posto de gasolina.[4] O irmão mais novo de Richard, Arthur morreu em 1925 depois de uma breve doença.[5] Aos doze anos, Nixon foi diagnosticado com tuberculose e proibido de praticar esportes.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Em 1953, foi eleito vice-presidente enquanto Dwight Eisenhower se elegia presidente dos Estados Unidos.

Em 1960, foi derrotado pelo democrata John Kennedy na eleição presidencial, por menos de 80 mil votos de diferença e por pequena margem no Colégio Eleitoral. Persistente, voltou a candidatar-se pelo Partido Republicano em 1968, vencendo a eleição contra o democrata Hubert Humphrey. Em 1972, foi reeleito com esmagadora maioria no Colégio Eleitoral (520 votos a 17) sobre o oponente George McGovern.

Nixon negociou a retirada das forças dos Estados Unidos durante a Guerra do Vietnã, aproximou o país da República Popular da China e viajou a Moscou, onde deu impulso às negociações com a União Soviética sobre a redução de armamento. Sempre se posicionou de forma contrária à difusão do comunismo, considerando-o uma ideologia nociva.[6][7][8][9][10][11][12][13]

Na política interna, Nixon travou dura luta contra a inflação, mediante o controle de preços e salários e a redução dos gastos públicos.

Caso Watergate, pedido de impeachment e renúncia[editar | editar código-fonte]

Renunciou em 9 de agosto de 1974, depois de ter sido julgado pela Suprema Corte dos Estados Unidos, cuja decisão final foi que Nixon utilizou os privilégios de seu cargo executivo para ocultar provas no julgamento criminal no escândalo Watergate. A renúncia ocorreu poucos dias antes da votação pelo Congresso pela cassação de seu mandato - o impeachment. O trauma político causado pelo episódio foi grande (tanto que os americanos acabariam por escolher na eleição seguinte Jimmy Carter, um candidato religioso e apegado a valores morais). Nixon só retornaria à vida pública americana vinte anos depois do fiasco de Watergate, ao qual está permanentemente ligada a sua declaração: "I'm not a crook" ("Eu não sou um criminoso").

Morte[editar | editar código-fonte]

Morreu no dia 22 de abril de 1994, aos 81 anos. Encontra-se sepultado na Biblioteca e Museu Presidencial Richard Nixon (en), em Yorba Linda, no Condado de Orange, na Califórnia, nos Estados Unidos.[14]

Um fato curioso é que o presidente Dwight Eisenhower morreu no mandato de Nixon. Eisenhower havia escolhido Nixon para ser seu candidato a vice-presidente dos Estados Unidos (ambos foram eleitos).

Referências

  1. «Richard M. Nixon Birthplace» (em inglês). National Park Service. Consultado em 8 de setembro de 2012 
  2. Gary W. Ferris (1999). Presidential Places: A Guide to the Historic Sites of the U.S. Presidents (em inglês). Winston Salem, N.C.: John F. Blair. ISBN 978-0-89587-176-3 
  3. «Childhood». Richard Nixon Presidential Library and Museum. Consultado em 8 de setembro de 2012 
  4. Jonathan Aitken (1996). Nixon: A Life (em inglês). Washington, D.C.: Regnery Publishing. ISBN 978-0-89526-720-7 
  5. Stephen E. Ambrose. Nixon: The Education of a Politician 1913–1962 (em inglês). Nova Iorque: Simon & Schuster. ISBN 978-0-671-52836-2 
  6. «The Senator». The Life. Richard Nixon Presidential Library. Consultado em July 18, 2008  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. «Richard Milhous Nixon». www.infoplease.com. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  8. «library» 
  9. «WGBH American Experience . Nixon | PBS». American Experience. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  10. «Herblock! | Exhibitions - Library of Congress». www.loc.gov. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  11. «Richard M. Nixon :: The Militant Anti-Communist -- Kids Encyclopedia | Children's Homework Help | Kids Online Dictionary | Britannica». kids.britannica.com. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  12. «Nixon and the Jews». historynewsnetwork.org. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  13. «Nixon vs. Douglas -- Let the Better Anti-Communist Win». SFGate. Consultado em 25 de outubro de 2015 
  14. Richard Nixon (em inglês) no Find a Grave
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Richard Nixon
Precedido por
Lyndon B. Johnson
Seal of the President of the United States.svg
37.º Presidente dos Estados Unidos
19691974
Sucedido por
Gerald Ford
Ícone de esboço Este artigo sobre um Presidente dos Estados Unidos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.