Diagnóstico por imagem

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Merge-arrow 2.svg
Este artigo ou secção deverá ser fundido com Imagiologia médica. (desde julho de 2018)
Se discorda, discuta sobre esta fusão aqui.
Flag of Brazil.svgGnome-globe.svg
Esta página ou seção está redigida sob uma perspectiva principalmente brasileira e pode não representar uma visão mundial do assunto.
Por favor aperfeiçoe este artigo ou discuta este caso na página de discussão.
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2011). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Diagnóstico por imagem ou Imagiologia é uma especialidade médica que se ocupa do uso das tecnologias de imagem para realização de diagnósticos.

No Brasil o Conselho Federal de Medicina reconhece a especialidade pelo nome de "Radiologia e Diagnóstico por imagem".[1] O médico após cursar 6 anos da faculdade de medicina, deve realizar mais 3 anos de Residência em Radiologia (R1, R2, R3) para tornar-se Médico Radiologista. As provas de acesso para Residência Médica em Radiologia estão entre as mais concorridas. Há também a possibilidade do Médico Radiologista realizar subespecialização (Quarto ano de Residência Médica - R4) em áreas específicas como, neurorradiologia, angiorradiologia, radiologia intervencionista, radiologia pediátrica, imaginologia do sistema músculoesquelético e outras.

Entre as tecnologias mais comumente utilizadas tem-se:

História da radiologia no Brasil[editar | editar código-fonte]

A primazia de realizar a primeira radiografia no Brasil é disputada por vários pesquisadores. Como a história não relata dia e mês conclui-se que as diferenças cronológicas sejam muito pequenas. Esses pesquisadores pioneiros no Brasil são Silva Ramos em São Paulo; Alfredo Brito na Bahia; Francisco Pereira Neves no Rio de Janeiro e físicos do Pará.

Primeiro aparelho de raio-X instalado no interior do Brasil[editar | editar código-fonte]

Dr. José Carlos Ferreira Pires foi o primeiro médico a instalar um aparelho de Raios-X no interior do Brasil, na cidade de Formiga, Minas Gerais, a 600 km do Rio de Janeiro. Este aparelho se encontra hoje em exposição no museu de Cirurgia de Chicago.

Colégio Brasileiro de Radiologia[editar | editar código-fonte]

Fundado em 15 de setembro de 1948, em São Paulo, durante a realização da primeira Jornada Brasileira de Radiologia. Nas fotos abaixo, Rafael de Barros, primeiro professor de radiologia de São Paulo e José Maria Cabello Campos, primeiro presidente do Colégio Brasileiro de Radiologia.

Legislação Portuguesa específica[editar | editar código-fonte]

A legislação existente respeitante a Serviços de Imagiologia incide basicamente na proteção contra os perigos resultantes das radiações ionizantes produzidas pelos equipamentos radiológicos. O Decreto-Lei n.º 180/2002 de 8 de Agosto constitui a atual legislação em vigor em Portugal, sobre a matéria, sendo a transposição da Diretiva do Conselho n.º 97/43/EURATOM de 13 de Maio.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre Medicina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.