Rainha das Rainhas do Carnaval de Belém

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rainha das Rainhas
Fundação 1947
Tipo Concurso de Fantasia de Salão
Sede Pará Belém
Proprietário
Coordenadores
Rômulo Maiorana
Adenirson Lage e Clara Pinto
Sítio oficial www.ormnews.com.br/especiais/rainhas

O Rainha das Rainhas do Carnaval, é um evento anual (Direcionado às classes: Média, média-alta e alta) que acontece no início do ano, mais precisamente no carnaval, na cidade de Belém, organizado pelas ORM. Tem como participantes uma representante por cada clube participante da capital paraense, por ano, cerca de 22 clubes participam do concurso. Atualmente é um dos maiores concursos de beleza do Brasil [carece de fontes?], e o maior do Norte e Nordeste.

História[editar | editar código-fonte]

  • Tendo sua primeira edição em 1947, criado pela família Maranhão então proprietária do jornal "Folha do Norte", na época o mais tradicional do Pará. Os irmãos Maranhão, proprietários do jornal, se reuniram com o jornalista Ossian Brito, decidiram então criar um concurso para ser usado para acalmar a briga política que havia entre os Maranhão e o então governador zacharias de Assumpção.

1ª Edição em 1947[editar | editar código-fonte]

  • O concurso aconteceu pela primeira vez na sede do Clube dos Aliados,[1] tendo como convidado especial o governador do Pará. Na época, a ideia inicial de acalmar a briga política então deu certo: Foram acalmado os ânimos entre os Maranhão e um segmento da classe política. O Jornal "Folha do Norte" fez um grande marketing do evento, que a partir da li, passou a ser realizado anualmente, tendo como coordenador: Ossian Brito, ele decidiu então, que os jurados seriam pessoas "em trânsito" pela cidade de Belém, para que de forma alguma houvesse influencia no resultado final.[1]

1966-1967[editar | editar código-fonte]

  • No ano de 1966 o jornalista Rômulo Maiorana, que na época era presidente do grupo Liberal, adquiriu o jornal Folha do Norte e em 1967 o concurso muda totalmente de comando. O Rainha das Rainhas continuou com a chancela do jornal "A Folha do Norte", mas tendo como novo presidente o jornalista Rômulo Maiorana.

1976[editar | editar código-fonte]

  • Em 1976, Rômulo Maiorana funda a TV Liberal - Afiliada da Rede Globo, e passou a transmitir o concurso ao vivo em televisão aberta.

1984[editar | editar código-fonte]

  • Neste ano, o concurso passa a ser realizado no Iate Clube do Pará, que tinha uma sede campestre monumental para a época, com amplos salões, camarotes e boxes para lanchas. Os boxes, então, foram transformados em camarins para as fantasias e este novo ambiente propiciou que as vestimentas das candidatas aumentassem de tamanho. Foi, então, que entrou em cena a música "Papaya", de autoria do tecladista Lafayette Coelho ("Lafayette e Seu Conjunto. 1976. Vol. 2) (música tema que prevalece até hoje no concurso). Quando as candidatas entravam no palco, para avaliação dos jurados, inicialmente se apresentavam sem música. Ao se dirigirem para a passarela, entrou, a partir de 1984, a ser reproduzida a música "Papaya", que passou a ser a música-tema do concurso.

1991-1993[editar | editar código-fonte]

  • Em 91 a votação do júri passou a ser totalmente eletrônica;
  • Em 92 houve problemas técnicos com o sistema e a votação voltara a ser manual;
  • Já em 93, o sistema foi totalmente aperfeiçoado. Desde então, as candidatas são julgadas por 3 quesitos: fantasia, beleza e desembaraço.

1996[editar | editar código-fonte]

  • Neste ano o Rainha das Rainhas completa 50 anos de existência e tradição, logo, os jornalistas Ossian Brito e Isaac Soares declararam que iriam se afastar da coordenação do concurso. O jornalista Adenirson Lage foi convidado para assumir a coordenação do Rainha das Rainhas juntamente com a professora de dança Clara Pinto, já que Ossian e Isaac se afastariam do evento.

1997[editar | editar código-fonte]

  • No ano de 1997, o concurso passou por reformulações. O corpo de jurados passou a ser composto por personalidades ligadas ao mundo da moda e do Carnaval e teve como membros Joãosinho Trinta e Antar Rohit. Ainda em 1997, cada Rainha passou a ter sua própria trilha individual de acordo com o tema de sua fantasia e escolhida por ela própria. No desfile para os jurados, as candidatas se apresentavam com suas músicas e, ao descerem para a passarela, desfilavam ao som de "Papaya".

1998[editar | editar código-fonte]

  • Em 1998, o Rainha das Rainhas do Carnaval promoveu o "Disque Rainha" - Promoção que oferecia prêmios para o clube que tivesse mais ligações do público e também sortearia um carro Gol 0 km para um participante que houvesse ligado para a numeração da sua candidata preferida no período do evento. O custo da ligação era de R$3,95.

2000-2007[editar | editar código-fonte]

  • No ano de 2000 o evento muda novamente de local de realização. A partir de então, o Rainha das Rainhas passou a ser realizado na sede campestre da Assembléia Paraense (Clube que participa do concurso desde a primeira edição e que detém o maior número de títulos). Neste ano, ficou definido que haveria limites de peso e tamanho para as fantasias das candidatas, quais sejam: 2,40 metros de largura por 2 metros de altura a partir da cintura, e 20 quilos de peso para o resplendor.
  • Em 2007 foi a última vez que o concurso foi realizado na sede campestre da Assembléia Paraense.

2008-2009[editar | editar código-fonte]

  • Com mais de 60 anos de tradição, atraindo a atenção de todo o país o Rainha das Rainhas do Carnaval inova e mais uma vez muda de local de realização. Desta vez o Hangar - Centro de Convenções e Feiras da Amazônia foi escolhido para sediar o evento, uma vez que tem a melhor estrutura para para sediar um evento deste porte e por ser um dos 5 melhores, maiores e mais modernos centro de convenções do país.
  • Em 2009, uma fato curioso chamou a atenção do público paraense: Pela primeira vez, desde 1976 (Ano da primeira transmissão ao vivo em televisão aberta do concurso), a TV Liberal não transmite em televisão aberta o concurso, transmite apenas pela ORM Cabo - Canal 23 e Portal ORM (www.orm.com.br). Porém, nada perde o concurso com isso e em uma grande e luxuosa noite de festa, Naiane Alves deu um verdadeiro show para mais de 5.000 pessoas no Hangar e leva o título de Rainha das Rainhas do Carnaval Paraense 2009.

2010-Até os dias de hoje[editar | editar código-fonte]

  • Prestes a comemorar 65 anos de tradição, o Rainha das Rainhas do Carnaval inova e dessa vez o Rainhas começou até atrações especiais.
  • Em 2010, quem se apresentou no palco do Rainhas foi a humorista Felizmunda - Comediante Paraense e chamou a atenção do público presente ao Hangar.
  • Em 2011, foi o ano dos 65 anos do Rainha das Rainhas do Carnaval. Desta vez, a atração ficou com o cantor baiano Ricardo Chaves, que animou o público, e a Escola de Samba Rancho Não Posso Me Amofiná.
  • Em 2012, o Rainha das Rainhas coroou a candidata Thalita Maués, do Grêmio Literário e Recreativo Português. Novamente a Escola de Samba de Belém Rancho Não Posso me Amofiná animou o público presente ao Hangar.
  • Em 2013, a Escola de Samba Império Pedreirense animou o público que acompanhava o concurso. O concurso elegeu a candidata Samara Carvalho, da Tuna Luso Brasileira, que arrebatou o título de soberana do carnaval com a fantasia "Encantaria".
  • Em 2014, em noite de brilho, beleza e luxo, a grande ganhadora do concurso foi a bela Ingrid Paola Gomes de Oliveira, que deu um show com sua beleza e luxuosa fantasia, “Orchidaceae e as serpentes de Bornéu” no palco, representando o clube Grêmio Literário e Recreativo Português. Novamente foi convidada para animar o público a Escola de Samba de Belém Império Pedreirense, que deu um show de samba antes e depois dos desfiles das Rainhas.
  • Em 2015, o concurso passa a ser exibido no padrão HD, através do canal 523 da ORM Cabo. Para contagiar os mais de 4.000 telespectadores no Hangar , a escola de samba Quem são eles se apresentou. O corpo dos jurados estavá composto por vários famosos como Fafá de Belém e Dr Rey . E continua a hegemonia dos dois clubes Tuna Luso e Grêmio Literário Português como campeões do concurso.
  • Em 2016, o evento completa 7 décadas de beleza, fantasia, luxo e tradição. A escola de samba Quem são eles animou a noite de 70 anos e a hegemonia dos clubes lusos brasileiro terminou com a vitória da Rainha do Clube dos Advogados, que quebrou um jejum de 22 anos sem ganhar o título de Rainha das Rainhas. Tereza Haianne deu um show de sensualidade na passarela do Hangar, arrebatando a coroa de soberana do carnaval de 2016..

Campeãs do concurso (desde sua primeira edição)[editar | editar código-fonte]

Ano Candidata Clube Tema
2016 Tereza Haianne Souza Araújo Clube dos Advogados "A Última Dama do Fogo"
2015 Dayane Dourado Marcos Tuna Luso Brasileira "Abracadabra"
2014 Ingrid Paola Gomes de Oliveira Grêmio Literário e Recreativo Português “Orchidaceae e as serpentes de Bornéu”
2013 Samara Carvalho da Costa Tuna Luso Brasileira "Encantaria"
2012 Thalita Maria de Brito Maués Grêmio Literário e Recreativo Português "Aracne"
2011 Marta Inez Cardoso Antunes Lima Bancrevea "Lili - A Melindrosa"
2010 Bruna dos Santos Pontes Assembléia Paraense "Sherazade"
2009 Naiane Figueiredo Alves Grêmio Literário e Recreativo Português "Tinker Bell - Um Delírio da Disney"
2008 Kamilla Salgado Assembleia Paraense "Uirapuru - O Pássaro da Sorte"
2007 Aline Sales dos Reis Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) "Do esplendor das festas do Deus Baco ao fascínio da terra do samba"
2006 Aniela Santos Kalif Sesc "Belém - Abençoada Chuva Vespertina"
2005 Paula Nancy Lima Diocesano Guerreiro Clube do Remo "Tuluperê - A Encantada Cobra Grande"
2004 Taíze Corrêa da Costa Clube dos Médicos "Deusa Tália - Musa inspiradora de artistas e escritores"
2003 Luciana Araújo de Souza Leão Assembléia Paraense "Ópera de Pequim"
2002 Rafaela Ismael Rezende Assembléia Paraense "Bali - Obra-prima dos Deuses"
2001 Izabella Lustoza Bentes Assembléia Paraense [2] "Kamasutra - A Sedução Indiana"
2000 Shirley Rose Salazar de Aaraújo COPM (Clube dos Oficiais da Polícia Militar) "Araraúna"
1999 Geruzah da Costa Souza Clube do Remo "A Incrível Josephine Baker"
1998 Maria Magarete Reis Barbosa Clube Monte Líbano "Brilho e Luz do Taj Mahal"
1997 Renata Maroja Gemaque Pará Clube "Minehah - Encanto Amazônico"
1996 Carolina Fontes Venturiere Clube de Engenharia "Acorda Belém - Patrimônio de Fé"
1995 Silvana Raquel Salazar de Araújo Clube de Engenharia "Mitho Amazônica Viagem"
1994 Luciana Elke Duarte de Athayde Clube Monte Líbano "Shiva - A Deusa do Bem e do Mal"
1993 Patrícia Fonseca Machado Clube dos Advogados "Têmis - A Deusa da Justiça"
1992 Patrícia Ângela Rizzi CEPE (Clube dos Engenheiros da Petrobrás) "Enigma"
1991 Andréa Marina Lopes Cáceres da Silva Clube de Engenharia "África I'u Ayê"
1990 Maria Cecília Monteiro de Lima Tênis Clube "Arican Look"
1989 Valéria Porpino Nunes Clube do Remo "Nirvana"
1988 Simone Maria Morgado Ferreira Clube de Engenharia "Axé"
1987 Gisele Jacob Morgado Clube de Engenharia "Anfitrite"
1986 Conceição Maria Pinto de Lima Assembléia Paraense "Mistério - O Outono das Matas"
1985 Izabel Cristina de Arruda Mendonça Tênis Clube "Tropicália"
1984 Marina Ramos Neves Tênis Clube "A Favorita de Montezuma"
1983 Renata Cláudia Martins Ferreira Assembléia Paraense "Nuryahan - Luz do Mundo"
1982 Elba Trindade de Araújo Clube do Remo "Afrodite - Deusa do Mar e do Amor"
1981 Izabel Cristina de Andrade Rodrigues Assembléia Paraense "Feitiço Indiano"
1980 Vanja Santos Bordalo Pará Clube "Exaltação ao Brasil do Carnaval e do Samba"
1979 Patrícia Coral Signo's Clube "Selvagem"
1978 Sheila Chady Pará Clube "Broadway Star"
1977 Martha Nazaré Santos Corrêa Clube do Remo "Dançarina do Nepal"
1976 Frida Azulay Guerra Clube do Remo "Dançarina da Ilha de Bali"
1975 Suely Figueiredo de Castro Clube do Remo "Espanhola de Madrid"
1974 Marluce Revorêdo Silva Jóquei Clube
1973 Sandra Gil Padrão Massoud Tuna Luso Brasileira "My Fair Lady"
1972 Eliane de Souza Clube do Remo "Vaidade Oriental"
1971 Ana Júlia Brito Chermont Assembléia Paraense "Dançarina Oriental"
1970 Flora Maria Cardoso Pará Clube "Chamian - Escrava de Cleópatra"
1969 Maria Regina Reis Souza Círculo Militar
1968 Celina Amorim Pará Clube "Nefertite - Rainha do Egito"
1967 Lúcia Maria Lobão da Silva Clube do Remo "A Favorita do Faraó"
1966 Ceres Charles Platon Ribeiro Jóquei Clube "Rainha da Tailândia"
1965 Fátima Maria Lobão da Silva Jóquei Clube "Cleópatra"
1964 Sue Ann Stegmann Clube do Remo "Constelação"
1963 Cila Kabacznik Automóvel Clube "Rainha da Galiléia"
1962 Maria Nilda Rodrigues Medeiros Automóvel Clube "Rainha do Nepal"
1961 Maria José Pereira Clube do Remo "Autêntico Faisão Imperial"
1960 Marília Matos Winkler Assembleia Paraense "Tentação"
1959 Edna Azevedo de Azevedo Clube do Remo "Mademoiselle Frou-Frou"
1958 Léa Fiúza de Mello Mizzerani Bancrévea "Deusa do Mar Vermelho"
1957 Tereza Cristina Lima Bancrévea "Lila Bella Aqcua"
1956 Cléa Camié Chady Assembléia Paraense "Águia de Marte"
1955 Marly Braga Rodrigues Bancrévea "Caucasiana"
1954 Silvia Mutran Bancrévea
1953 Maria de Nazaré Martins Assembléia Paraense
1952 Ieda Guimarães Assembléia Paraense
1951 Maria Lúcia Veiga Chaves Assembléia Paraense "Touradas em Madrid"
1950 Terezinha Andrade Pará Clube
1949 Brigitte Riabisch Teixeira Clube dos Aliados
1948 Maria Lúcia Chaves Braga Assembléia Paraense
1947 Odete Chaves Braga Clube dos Aliados "Laveski"

Títulos por Clubes[editar | editar código-fonte]

Títulos Clube Vitórias
15 Assembleia Paraense 1948, 1951, 1952, 1953, 1956, 1960, 1971, 1981, 1983, 1986, 2001, 2002, 2003, 2008, 2010
12 Clube do Remo 1959, 1961, 1964, 1967, 1972, 1975, 1976, 1977, 1982, 1989, 1999, 2005
6 Pará Clube 1950, 1968, 1970, 1978, 1980, 1997
5 Bancrévea 1954, 1955, 1957, 1958, 2011
5 Clube de Engenharia 1987, 1988, 1991, 1995, 1996
3 Tuna Luso Brasileira 1973, 2013, 2015
3 Grêmio Literário e Recreativo Português 2009, 2012, 2014
3 Tênis Clube 1984, 1985, 1990
3 Jóquei Clube 1965, 1966, 1974
2 Clube dos Advogados 1993, 2016
2 Monte Líbano 1994, 1998
2 Automóvel Clube 1962, 1963
2 Clube dos Aliados 1947, 1949
1 Associação Atlética Banco do Brasil (AABB) 2007
1 SESC 2006
1 Clube dos Médicos 2004
1 COPM (Clube dos Oficiais da Polícia Militar) 2000
1 CEPE (Clube dos Empregados da Petrobrás) 1992
1 Signo's Clube 1979
1 Círculo Militar 1969

Ranking[editar | editar código-fonte]

  • Abaixo estão a quantidade de classificações dos clubes:
P Clube RR 1ªP 2ªP 3ªP 4ªP T
Assembleia Paraense 15 8 4 4 2 33
Clube do Remo 12 1 4 1 1 19
Pará Clube 6 1 3 3 13
Clube de Engenharia 5 5 2 2 3 17
Bancrévea 5 1 4 10
Tênis Clube 3 3 2 1 2 11
Grêmio Literário e Recreativo Português 3 1 1 1 1 7
Tuna Luso Brasileira 3 1 2 6
Jóquei Clube 3 3
10º Monte Líbano 2 1 2 5
11º Clube dos Advogados 2 1 3
12º Automóvel Clube 2 2
13º Clube dos Aliados 2 2
14º COPM 1 2 2 1 2 8
15º AABB 1 1 2 3 7
16º Círculo Militar 1 2 1 4
17º Clube dos Médicos 1 1 1 1 4
18º CEPE 1 1 1 3
19º SESC 1 1
20º Signo's Clube 1 1 2 4
21º Caixaparah 3 2 2 2 9
22º Pinheirense 1 2 1 3 7
23º ASBEP 1 1 1 3
24º Paysandu 1 6 7
25º Cassazum 1 2 3
26º ASDECELPA 1 1 2
27º Iate Clube 1 1
28º AAAM 2 2
29º COCB 1 1 2
30º AEAPA 1 1
31º CSSA 1 1
32º T-1 2 2
33º ASALP 1 1
34º TELECLUBE 1 1
35º ACLEP
36º ASTECEMP
37º ASSUBSAR
38º ASSINDELPA
39º ASTRA
40º Country Clube Hípico
41º Park Clube Vivarah
42º Araçay Praia Clube

OBS: Falta registro das classificações das princesas do ano de 1947 à 1980 e de 1982 à 1984.

Curiosidades[editar | editar código-fonte]

  • 1994:

O concurso acontecia dia 04 de Fevereiro, com 23 candidatas. O certamente teve a volta dos clubes: Cassazum e TELECLUBE, ausentes por um ano certamente. Após 1 ano fora do top 5 o COPM leva o título de 4ª Princesa. Longe do top 5 há 4 anos era o Pinheirense que garante o título de 3ª Princesa. Estrando no concurso e levando o título de 2ª Princesa foi a ASBEP. Entrando no top 5 pela primeira vez foi o CASSAZUM que levou o título de 1ª Princesa. Se classificando pelo 2° ano consecutivo entre as mais bem votadas está o Monte Líbano que se tornou a Rainha das Rainhas.

  • 1995:

17 de Fevereiro, ocorria mais uma edição do certamente com 23 concorrentes. O TELECLUBE deixou de participar do concurso mas o T-1 após 1 ano retorna ao concurso. Obtendo a mesma classificação de 1994 o COPM estagnou como 4ª Princesa. Tênis Clube retorna ao top 5 após 4 anos e obteve o título de 3ª Princesa. Quebrando um jejum de 9 anos sem entrar no top 5 o Círculo Militar se torna a 2ª Princesa. O Clube do Remo faturou o título de 1ª Princesa após 3 anos sem entrar no top 5. Faturando o 5° título de RR foi o Clube de Engenharia que retorna após 1 ano ao top 5. A 3ª Princesa foi para o CEPE o clube não se classificava há 3 anos.

  • 1996:

A 50ª edição ocorreu dia 09 de Fevereiro, com 28 clubes. Estreando no certamente foram os clubes Country Clube Hípico, Clube dos Médicos e Park Clube Vivarah. Tiveram o retorno dos clubes ASALP e TELECLUBE respectivamente um não participava há 3 anos e outro há 1 ano. Após 7 anos o T-1 retorna ao time de finalista e ficou com título de 4ª Princesa. A 3ª Princesa foi do CEPE o clube não se classificava há 3 anos. Após 5 anos sem calgar uma finalista o AAAM recebeu o título de 2ª Princesa. Invictos por 2 anos seguidos no top 5 o Tênis Clube e Clube de Engenharia receberam o título de 1ª Princesa e RR respectivamente. Mais o Clube de Engenharia conquistou o título de RR por dois anos seguidos esse é o 5° título.

  • 1997:

O concurso aconteceu no dia 31 de Janeiro, o certamente foi marcado pelo maior número de clubes concorrentes que foram 29. O Iate Clube Após 14 anos sem participar do concurso retornou. Quem saiu do concurso foi a ASALP. Há 3 anos sem entrar para o top 5 o Pinheirense recebeu o título de 4ª Princesa. Estreando no certamente foi o CSSA que logo recebe o título de 3ª Princesa. Retornando do jejum de 3 anos sem se classificar no top 5 Assembleia Paraense foi a 2ª Princesa. Há 3 anos no top 5 o Clube de Engenharia recebeu o título de 1ª Princesa. A Rainha das Rainhas foi do Pará Clube que conquistou seu 6° título e o clube não entrava no top 5 há 10 anos.

  • 1998:

O concurso estaca marcado para ocorrer no dia 13 de Fevereiro, onde contou com 19 candidatas um número bem inferior do ano passado que eram 29 candidatas pois não participaram os clubes: ASBEP, ASDECELPA, Araçagy Praia Clube, CASSAZUM, CSSA, Clube dos Médicos, Country Clube Hípico, Park Clube Vivara, T-1 e TELECLUBE. Após 1 ano fora do top 5 o Tênis Clube foi a 4ª Princesa. O Paysandu se classifica pela primeira vez no top 5 e foi a 3ª Princesa. Retornando ao quadro de finalista foi o COPM que parou como 2ª Princesa. Invicto há 4 anos entre as 5 mais votadas é o Clube de Engenharia que foi a 1ª Princesa. Trazendo o 2° título o Monte Líbano retorna ao top 5 após 2 anos.

  • 1999:

O certamente contou com 20 candidatas que ocorreu no dia 05 de Fevereiro. Os clubes AAAM e Bancrévea não participaram da edição, já a ASALP retornou após 2 anos. Quem retornou após 1 ano foi o ASDECELPA, CASSAZUM e TELECLUBE. A 4ª Princesa foi do Monte Líbano o clube está a 2 anos seguidos no top 5. Pela primeira vez entre as mais bem votadas o Grêmio Português se tornou a 3ª Princesa. Se classificando desde 1995 no top 5 o Clube de Engenharia recebeu o título de 2ª Princesa. Há 6 anos fora do top 5 o Caixaparah recebe o título de 1ª Princesa. Conquistando seu 11° título foi o Remo que retorna ao top 5 após 3 anos.

  • 2000:

Dia 25 de Fevereiro, ocorria com 20 candidatas mais uma edição do certamente. O Círculo Militar, ASDECELPA e Pinheirense não apresentaram candidatas e teve o retorno do clube AAAM que não participava há 1 ano do rainhas. 3 anos seguidos no top 5 e 2 anos como 4ª Princesa o Monte Líbano conquista a posição. Após 1 ano ausente do top 5 o Paysandu classifica como 3ª Princesa. A 7 anos o Clube de Engenharia permanece no top 5 dessa vez foi a 1ª Princesa. COPM conquistou pela primeira vez o título de RR e retorna após 1 ano ao quadro de finalistas. Após 4 anos sem entrar no top 5 o título de 3ª Princesa ficou para o Tênis Clube. Quebrando um jejum de 9 anos sem calguar o top 5 o Círculo Militar se torna a 2ª Princesa. O título de 1ª Princesa foi da Rainha do Clube do Remo o clube não entrava para o top 5 há 3 anos. Faturando o 5° título foi o Clube de Engenharia que retorna para o top 5 após 1 ano.

  • 2001:

Os 55 anos do concurso que ocorreu no dia 16 de Fevereiro, o concurso aguardava a participação de 22 clubes mais Teleclube, ASALP e AAAM não concorreram ao título de RR. Mas teve o retorno do Pinheirense após 1 ano ausente, o Bancrévea volta após 2 anos e o Clube dos Médicos após 3 anos. Pela primeira vez no top 5 o Clube dos Médicos conquistou o título 4ª Princesa. Pelo segundo ano consecutivo o Paysandu repetiu o efeito de 2000 levando o título de 3ª Princesa. 2 anos fora do top 5 estava o Tênis Clube que parou na posição de 2ª Princesa. Detentora pelo segundo ano consecutivo do título de 1ª Princesa foi o Clube de Engenharia e permanece pela 8ª vez seguida no top 5. Retornando ao top 5 após 3 anos ausente foi a Assembléia Paraense que logo levou o 11° título de campeã.

  • 2002:

01 de Fevereiro, ocorria a mais uma edição do rainhas. Grêmio, AABB e Monte Líbano não participaram do concurso. Já a ASALP retornou ao evento que contou com 17 clubes dos 21 esperado. Após 5 anos sem calguar uma finalista o CEPE recebe o título de 4ª Princesa. Pela segunda vez consecutiva no top 5 o Clube dos Médicos alcançou o título de 3ª Princesa. Quebrando um jejum de 12 anos sem classificação entre as finalistas o Bancrévea fatura a posição de 2ª Princesa. O Caixaparah após 2 anos sem se classificar no top 5 recebeu o título de 1ª Princesa. Assembleia Paraense foi coroada pela segunda vez consecutiva como RR.

  • 2003:

Com 18 candidatas o RR acontecia dia 21 de Fevereiro, a ASALP não participou do certamente. O Grêmio Português e Monte Líbano retornaram para o concurso após 1 ano ausente. Há 1 ano fora do top 5 estavam o Tênis Clube e o Paysandu que retornaram a configurar as finalistas respectivamente 4ª e 3ª Princesa. O Clube do Remo após 3 anos sem classificação volta ao time de finalista e logo tornou se 2ª Princesa. O Clube de Engenharia se torna a 1ª Princesa o clube não se classicava há 1 ano. Estagnado está a Assembleia Paraense conquistando o terceiro título consecutivo.

  • 2004:

Dia 13 de Fevereiro, data marcada para ocorrer a edição do certamente onde contou com 18 candidatas e a ASBEP volta a participar após 6 anos ausente. O Tênis Clube não participou da edição. A 4ª Princesa foi a rainha do Grêmio Português que não se classificava há 4 anos no top 5. Quebrando um jejum de 9 anos sem conquistar uma vaga no top 5 o Cassazum obteve o título de 3ª Princesa. O título de 2ª Princesa foi para o COPM que volta ao top 5 após 3 anos. Pelo 4° ano consecutivo no top 5 é a Assembleia Paraense alcançou o título de 1ª Princesa. Sem entrar há 3 anos entre as finalistas foi o Clube dos Médicos que logo segurou o título de RR-14.

  • 2005:

No dia 29 de Janeiro, com participação de 19 candidatas das 20 esperadas já que o Iate Clube não apresentou sua candidata. Após 7 anos sem participar do certamente o CSSA retorna. O Pará Clube após 7 anos sem calguar uma posição retorna como 4ª Princesa. Após 10 anos sem se classificar a ASBEP recebe o título de 3ª Princesa. Estreando no concurso a AEAPA logo ocupou o título de 2ª Princesa. Estagnado está Assembleia Paraense pela 5ª vez no top 5 e permanece com o título de 1ª Princesa mesma classificação de 2004. E quem conquistou seu 12° título foi o Clube do Remo que após 1 ano retornou ao quadro de finalistas.

  • 2006:

17 de Fevereiro, ocorria a 60ª edição do RR. O concurso teve a volta do clube AABB que não participava há 4 anos e ASALP que retorna após 3 anos. Teve a saída do Paysandu então o concurso teve 21 candidatas. Há 3 anos sem classificar entre as 5 primeiras colocadas o Caixaparah ocupa a posição de 4ª Princesa. Já o COPM e o Clube dos Médicos receberam respectivamente o título de 3ª e 2ª Princesa os clubes não ficavam entre as 5 mas votadas há 1 ano. E o SESC estreando no concurso logo faturou o título de RR.

  • 2007:

No dia 09 de Fevereiro, foi a data do certamente que esperava 21 candidatas mais os clubes AEAPA, COPM e Clube dos Médicos não apresentaram suas candidatas o concurso acabou tendo apenas 18 candidatas. Após 9 anos sem classificação entre as 5 mais votadas o Pinheirense se tornou a 4ª Princesa. Bancrévea faturou o título de 3ª Princesa após um período de 4 anos sem entrar no top 5. O Clube do Remo e Assembleia Paraense conquistaram o título de 2ª e 1ª Princesa respectivamente após sem se classificar há 1 ano no top 5. E AABB após 6 anos se classifica no top 5, mas dessa vez trouxe o título de RR.

  • 2008:

25 de Janeiro, em novo local o concurso acontecia no Hangar Centro de Convenções da Amazônia. O certamente teve a volta de vários clubes há 2 anos sem participar o Paysandu retorna junto com a AEAPA e COPM que não participaram da edição anterior já o SESC não participou desta edição no total 20 candidatas das 21 esperadas participaram. A 4ª Princesa foi a candidata da Tuna Luso Brasileira o clube não entrava para o top 5 há 2 anos. Já o CASSAZUM leva o título de 3ª Princesa o clube estava 3 anos sem calgar uma classificação. Estreando no concurso e logo faturou a classificação de 2ª Princesa foi a COCB. Se classificando a 2 anos seguidos foi o Pinheirense que fatura o título de 1ª Princesa. Conquistando o 14° título foi a Assembleia Paraense que está há 2 anos seguidos no top 5.

  • 2009:

No dia 13 de Fevereiro, data em que acontece mais uma edição do RR. Onde contou com a participação de 21 clubes. O certamente contou também com a volta do Clube dos Médicos após 2 anos ausente e a saída do CSSA. Pela primeira vez ASALP entrou no top 5 e se classificou como 4ª Princesa. Pelo 3° ano consecutivo se classificando entre as 5 primeiras votadas a Assembleia Paraense se classifica como 3ª Princesa. Após 1 ano ausente do top 5 o Clube do Remo retorna como 2ª Princesa. O título de 1ª Princesa foi para o Pará Clube que não calgava uma classificação há 3 anos. A grande campeã foi a Rainha do Grêmio Português que deu o 1° título ao clube.

  • 2010:

05 de Fevereiro, ocorria o RR com 18 candidatas das 22 esperadas, pois Clube dos Advogados, Clube dos Médicos, Monte Líbano e Pinheirense não apresentaram candidatas. E teve clube estreante que foi ASTRA. Após 3 anos sem entrar no top 5 o Caixaparah se classificou como 4ª Princesa. Pelo segundo ano consecutivo entre as 5 mais bem votadas o Clube do Remo, Pará Clube e o Grêmio Literário Português tiveram respectivamentes o título de 3ª, 2ª e 1ª Princesa. Alcançando seu 15° título de RR Assembleia Paraense permanece invicto há 4 anos no top 5.

  • 2011:

Em seus 65 anos o certamente ocorreu dia 25 de Fevereiro. 18 candidatas estavam em busca do título, o concurso teve participação de um novo clube a ASTECEMP, e o retorno do Clube dos Advogados e do Monte Líbano após 1 ano ausente. E os clubes ASTRA e AEAPA não participou do certamente. Há 3 anos está o Pará Clube no top 5 dessa vez parou como 4ª Princesa. Já o Clube de Engenharia que não se classificava a 6 anos ocupou o título de 3ª Princesa. Pelo segundo ano consecutivo o Caixaparah se classifica no top 5 esse ano parou como 2ª Princesa. Há 5 anos entre as 5 mais bem votadas a Assembleia Paraense se tornou a 1ª Princesa do concurso. Após um jejum de 52 anos e 3 anos sem se classificar no top 5 o clube Bancrévea se torna a Rainha das Rainhas.

  • 2012:

A data marcada foi dia 10 de Fevereiro, o concurso teve 20 candidatas e retornaram ao Rainha os clubes COPM e Pinheirense que não participava há 2 anos, AEAPA que estava ausente há 1 ano. O título de 4ª Princesa foi para a candidata do Clube do Remo o clube estava ausente há 1 ano do quadro de finalistas. Há 3 anos invicto no Top 5 é o Caixaparah que acabou como 3ª Princesa. E quem permanece por dois anos seguidos entre as 5 mais bem votadas é o Clube de Engenharia que conseguiu o título de 2ª Princesa. Há 2 anos está a Assembleia Paraense como 1ª Princesa e permanece a 6 anos no Top 5. O Grêmio Literário Português trouxe seu segundo título e retorna ao Top 5 após 1 ano.

  • 2013:

O concurso ocorreu dia 01 de Fevereiro, o concurso contou com 21 clubes. E teve o retorno do Tênis Clube que não participava do concurso há 10 anos. A 4ª Princesa foi do COCB onde volta a se classificar após 4 anos. Já a 3ª Princesa foi do Paysandu que retornou a configurar o top 5 após 10 anos. A classificação de 2ª Princesa foi para a AABB o clube não se classificava há 6 anos. E Assembleia Paraense permanece na classificação de 1ª Princesa algo que ocorre há 3 anos e 7 anos no top 5. Após 39 anos a Tuna Luso Brasileira trás seu segundo título.

  • 2014:

Dia 21 de Fevereiro data marcada para o concurso onde esperavam 24 clubes acabou tendo 22 clubes apenas. ASALP e AABB desistiram de participar do certamente. E o concurso foi marcado com a estréia de 2 clubes o ASSUBSAR e ASSINDELPA. E teve o retorno após 2 anos o Clube dos Advogados que logo se classificou como 4ª Princesa e não conquistava uma classificação ha 21 anos. O título de 3ª Princesa foi para o Paysandu que estagnou a mesma classificação de 2013. Invicta esta a Assembleia Paraense que há 8 anos está entre as 5 primeiras colocadas e calgou a posição de 2ª Princesa. A ASBEP foi a 1ª Princesa o clube não se classificava entre as 5 finalistas há 8 anos. O Grêmio trouxe o 3° título de RR e retorna após 1 ano sem classificações.

  • 2015:

Com a data marcada para o dia 06 de Fevereiro, o concurso esperava a participação de 24 clubes infelizmente tiveram a participação de 21 clubes pois Pinheirense, ASSINDELPA e COPM não apresentaram suas candidatas. ASALP e AABB retornaram ao concurso após 1 ano ausente.O Clube de Engenharia e Bancrévea que não se classificavam desde 2011 e respectivamente acabaram se tornando 4ª e 3ª Princesa, já Assembleia Paraense estagnou o efeito de 2014 se classificando como 2ª Princesa e continua há 9 anos entre as 5 mais bem votadas. O Tênis Clube acabou como 1ª Princesa e retorna apos 12 anos sem classificação. Já a Tuna Luso Brasileira que ganhou em 2013 e nesse ano consegue o terceiro título.

  • 2016:

No dia 29 de Janeiro ocorreria a edição de número 70 do certamente, o concurso esperava a participação de 23 clubes. Mas Pará Clube, Cassazum, ASALP, Monte Líbano não participaram do concurso junto com o COPM que não participa há 2 anos do concurso. Então o concurso contou com 18 clubes e a volta do Pinheirense após 1 ano ausente. A Assembleia Paraense está há 10 anos entre as 5 classificadas, esse ano ocupou a colocação de 4ª Princesa. O Bancrévea conseguiu pelo segundo ano consecutivo o título de 3ª Princesa. O Grêmio e Paysandu retornam ao quadro de classificadas após 1 ano ausente respectivamente 2ª e 1ª Princesa. E o clube dos Advogados quebra o jejum de 22 anos sem conseguir o titulo.


Referências

  1. a b [1]
  2. ORM. «Rainha das Rainhas 2010». Internet Archive. Consultado em 23 de setembro de 2010. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]