Reino da Matamba

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Reino da Matamba

Reino

1631 – 1744 Flag of Portugal.svg
Localização de Reino da Matamba
Em cinza, o reino da Matamba em 1648
Continente África
Região África Central ou África Austral
País Angola
Capital Não especificada
Língua oficial Kimbundu
Religião religiões tradicionais africanas
cristianismo
Governo Monarquia
ngola Ngola Mbandi
Ana de Sousa
História
 • 1631 Fundação
 • 1744 Dissolução
Atualmente parte de Angola Angola

O Reino da Matamba foi um estado pré-colonial Africano, localizado no que é hoje a Baixa de Kassange, na província de Malanje. Era um reino poderoso que resistiu muito às tentativas de colonização portuguesa, vindo apenas a ser integrado em Angola no final do século XIX.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira menção documental do Reino da Matamba é uma referência de uma homenagem efetuada ao rei Afonso I do Kongo em 1530. Posteriormente, em 1535, Afonso mencionou o Reino da Matamba como uma das regiões sobre as quais ele governava. Não há informações da história da antiguidade do reino, e as tradições orais modernas do reino, de momento, não adiantam nenhu m dado nas presentes investigações. No entanto, não parece provável que o Reino do Kongo tivesse mais do que uma presença leve e simbólico no Reino da Matamba, e os seus governantes foram, provavelmente, bastante independentes. O Reino da Matamba, sem dúvida, tinha relações mais estreitas com o seu vizinho ocidental, o Reino do Ndongo, à altura, tão poderoso como o Reino do Kongo.

Durante meados do século XVI, o Reino da Matamba era governado por uma rainha desconhecida, que recebeu missionários enviados pelo rei Diogo I do Kongo, isto entre 1545 e 1561. Embora esta rainha tivesse recebido os missionários e, talvez, permitido-lhes pregar, não há nenhuma indicação de que o reino se tivesse convertido ao cristianismo.

A chegada dos colonos Portugueses a Luanda em 1575 sob o comando de Paulo Dias de Novais alterou a situação política, com os portugueses a envolverem-se nos assuntos do Reino do Ndongo, o que levou à guerra entre o Reino do Ndongo e Portugal em 1579. Apesar de o Reino da Matamba ter desempenhado um pequeno papel no início da guerra, a ameaça de uma vitória portuguesa incentivou o governante da Matamba (provavelmente, um rei chamado Kambolo Matamba) a intervir. Ele enviou um exército para ajudar o Reino do Ndongo contra os portugueses e, com as forças dos exércitos combinados, foram capazes de derrotar os portugueses na Batalha do Lucala em 1590.