Renildo Calheiros

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Renildo Calheiros
Renildo Calheiros em 2007.
Prefeito de Olinda Bandeira de Olinda.png
Período 1 de janeiro de 2009
1 de janeiro de 2017
Antecessor(a) Luciana Barbosa de Oliveira Santos
Sucessor(a) Professor Lupércio
Dados pessoais
Nascimento 20 de abril de 1959 (58 anos)
Murici, Alagoas
Partido PCdoB
Profissão Geólogo

Renildo Vasconcelos Calheiros (Murici, 20 de abril de 1959) é um geólogo e político brasileiro do estado de Pernambuco.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Natural de Alagoas, formou-se em Geologia pela Universidade Federal de Pernambuco em 1987, iniciou sua vida política ainda na faculdade integrando o diretório acadêmico de geologia e o diretório central dos estudantes da UFPE.[1]

No período de 1984 a 1986, foi presidente da União Nacional dos Estudantes (UNE), sendo assim o primeiro presidente legal da entidade estudantil.[2]

Filiou-se ao Partido Comunista do Brasil em 1985, do qual foi vice-presidente nacional.

Em novembro de 1988 elegeu-se vereador em Recife na legenda do PCdoB, depois da decisão do Tribunal Regional Eleitoral de Pernambuco que aumentou de 33 para 35 as vagas na Câmara Municipal em decorrência do crescimento populacional registrado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Exerceu o mandato até 1991.

Em outubro de 1990 elegeu-se deputado federal por Pernambuco. No pleito de 2002, foi eleito pela segunda vez deputado federal por Pernambuco, sendo reeleito em 2006. Foi vice-líder do governo Lula na Câmara dos Deputados em Brasília entre 2003 e 2007.[3]

Foi eleito prefeito de Olinda no primeiro turno das eleições de 2008, com 56,43% dos votos válidos[4] e reeleito, também no primeiro turno, nas eleições de 2012, com 50,45% dos votos válidos.[5]

Desde 2017, Renildo Calheiros está sendo processado pelo Ministério Público de Pernambuco por não prestar contas da aplicação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação. Segundo o Ministério Público, Renildo recebeu R$ 1,437 milhões em 2011 para aplicação no fundo, através do Programa Nacional de Inclusão de Jovem Urbano, que visa a qualificação de jovens entre 18 e 29 anos. O prazo para a prestação de contas se encerrou em dezembro de 2016. Renildo será investigado por crime de responsabilidade e improbidade administrativa.[6][7]

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

É irmão do senador por Alagoas e ex-presidente do Senado, Renan Calheiros[8] e do deputado estadual por Alagoas, Olavo Calheiros,[9] e pai de Iris, Pedro, Lis e Rafael Calheiros[carece de fontes?].

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. Social, Hall. «Perfil: Conheça a história e as propostas de Renildo Calheiros | LeiaJá». www.leiaja.com. Consultado em 21 de junho de 2017 
  2. «Renildo Calheiros». UNE - União Nacional dos Estudantes. Consultado em 21 de junho de 2017 
  3. «Orlando Silva é escolhido 1º vice-líder do governo». www.liderancapcdob.org.br. Consultado em 21 de junho de 2017 
  4. «G1 > Eleições 2008 - NOTÍCIAS - Em Olinda (PE), Renildo Calheiros é eleito no primeiro turno». g1.globo.com. Consultado em 21 de junho de 2017 
  5. «Renildo Calheiros é reeleito prefeito de Olinda». Eleições 2012 em Pernambuco. 7 de outubro de 2012 
  6. «Renildo Calheiros é processado pelo Ministério Público de Pernambuco» 
  7. «MPF processa ex-prefeito de Olinda Renildo Calheiros - Política - Política - Blog da Folha». Folha - PE. Consultado em 21 de junho de 2017 
  8. «Blog Jair Sampaio». www.jairsampaio.com. Consultado em 21 de junho de 2017 
  9. Arapiraca, Diário. «Matriarca da família Calheiros abençoa candidatura de Olavo Neto em Murici / Política / Bernardino Souto | Diário Arapiraca | Portal de Notícias». Diário Arapiraca | Portal de Notícias. Consultado em 21 de junho de 2017