Rio Itajaí-Açu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Rio Itajaí-Açu
Rio Itajaí-Açu com pôr do sol ao fundo em Itajaí
Nascente Rio Itajaí do Sul e Rio Itajaí do Oeste
Foz Oceano Atlântico
Afluentes
principais
Rio Itajaí do Norte, Rio Benedito, Rio Luis Alves, Rio Itajaí do oeste, Rio Itajaí do sul e Rio Itajaí-Mirim
País(es)  Brasil

O rio Itajaí-Açu é um rio do estado de Santa Catarina, no Brasil.

Topônimo[editar | editar código-fonte]

O nome "Itajaí-Açu" é de origem tupi e foi adotado pelos índios que ocuparam a Praia de Cabeçudas, no município de Itajaí, estando ligado à formação de pedra conhecida atualmente como Bico do Papagaio. Na sua forma original, esta formação assemelhava-se à cabeça de uma ave, o jaó. Por este motivo, a palavra Itajaí-Açú significa: ita = pedra; jaí = o pássaro, a ave; açu = grande . Ou seja: rio grande do jaó de pedra.[carece de fontes?]

Alternativamente, o nome "Itajaí-açu" pode significar "grande rio repleto de pedras", através da junção dos termos tupis itá ("pedra"), îá ("repleção"), 'y ("rio") e gûasu ("grande").[1]

Descrição[editar | editar código-fonte]

O rio Itajaí-Açu é o rio mais importante do Vale do Itajaí. Forma-se no município de Rio do Sul, pela confluência do rio Itajaí do Sul com rio Itajaí do Oeste. Seus maiores afluentes pela margem esquerda são o rio Itajaí do Norte (na divisa de Lontras e Ibirama), o rio Benedito (em Indaial) e o rio Luís Alves (em Ilhota). No município de Itajaí, oito quilômetros antes de sua foz com o oceano Atlântico, o rio Itajaí-Açú recebe as águas do principal afluente pela margem direita: o rio Itajaí-Mirim. Passa, a partir daí, a chamar-se rio Itajaí.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

A bacia hidrográfica do rio Itajaí-Açu, está situada no domínio da Mata Atlântica, sendo nela encontrados os mais significativos remanescentes no estado na Serra do Itajaí, que constitui o divisor de águas entre os rios Itajaí-Açu e Itajaí-Mirim. O território da bacia divide-se em três grandes compartimentos naturais - o alto, o médio e o baixo vale - em função das suas características geológicas e geomorfológicas. O alto vale compreende toda a área de drenagem à montante da confluência do rio Hercílio.

Tem sua nascente na serra do Espigão, em Rio do Campo, no Alto Vale do Itajaí, onde o ribeirão Verde, afluente do rio Azul, e este, por sua vez, afluente do rio Itajaí do Oeste. Ao chegar ao município de Rio do Sul vem somar suas águas com o rio Itajaí do Sul e, a partir deste ponto, passa se chamar de rio Itajaí-Açu. [carece de fontes?]

Municípíos às margens do rio[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. NAVARRO, E. A. Dicionário de tupi antigo: a língua indígena clássica do Brasil. São Paulo. Global. 2013. p. 572.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]