São Carlos (Santa Catarina)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde dezembro de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Município de São Carlos
"Capital da Hospitalidade"
Bandeira de São Carlos
Brasão de São Carlos
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 24 de outubro
Fundação 1927 (90 anos)
Emancipação 1954 (63 anos)
Gentílico são-carlense[1]
Prefeito(a) Rudi Miguel Sander (PP)
(2017–2020)
Localização
Localização de São Carlos
Localização de São Carlos em Santa Catarina
São Carlos está localizado em: Brasil
São Carlos
Localização de São Carlos no Brasil
27° 04' 40" S 53° 00' 14" O27° 04' 40" S 53° 00' 14" O
Unidade federativa  Santa Catarina
Mesorregião Oeste Catarinense IBGE/2008 [2]
Microrregião Chapecó IBGE/2008 [2]
Municípios limítrofes Saudades, Cunhataí, Águas de Chapecó, Palmitos, e Alpestre (RS)
Distância até a capital 605 km
Características geográficas
Área 158,988 km² [3]
População 11 132 hab. estimativa IBGE/2017[4]
Densidade 70,02 hab./km²
Altitude 264 m
Clima Mesotérmico úmido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,769 elevado PNUD/2010[5]
PIB R$ 141 277,626 mil IBGE/2008[6]
PIB per capita R$ 13 081,26 IBGE/2008[6]
Página oficial

São Carlos é um município brasileiro do estado de Santa Catarina. Localiza-se a uma latitude 27º04'39" sul e a uma longitude 53º00'14" oeste, estando a uma altitude de 264 metros.

A cidade tem como seus pontos fortes as belezas naturais, a produção agrícola, e o turismo em águas termais. [7]

História[editar | editar código-fonte]

O inicio da colonização ocorreu em 1927, realizada basicamente por alemães vindos do Rio Grande do Sul. A emancipação da cidade veio em fevereiro de 1954.[8]

Teve início com a instalação de quatro colonos vindos do Vale do Taquari (RS), em 1927. Eles vieram atraídos pelas ofertas vantajosas para aquisição de terras férteis, oferecidas pela Companhia Territorial Sul Brasil. O núcleo inicial recebeu o nome de Porto dos Cantadores, que mais tarde foi substituído por São Carlos, numa carinhosa homenagem da população local ao engenheiro chefe da empresa de colonização, Carlos Culmey. A par da preservação da língua materna, o alemão, os são - carlenses sempre se destacaram por sua forte religiosidade. Outrora pertencente ao vastíssimo município de Chapecó, São Carlos se emancipou no dia 21 de fevereiro de 1954. A vocação pelo trabalho agropastoril fez com que dessa atividade proviessem os principais recursos econômicos do município. Mas o futuro preserva um espaço especial para o turismo, em função do incalculável potencial de suas águas minerais, que atraem muitos turistas a cada ano, ressaltando-se as temporadas de verão. O empenho maior da administração municipal é dotar a cidade e o balneário de uma infraestrutura capaz de instalar bem os turistas que vêm das mais variadas procedências para beneficiarem-se das qualidades terapêuticas das águas minerais.[7]

Economia[editar | editar código-fonte]

A renda do município gira em torno da produção agrícola (73% da renda total). Conforme dados de 2009, de todo o movimento econômico que a agricultura gerou em São Carlos, 44,5% provém da suinocultura. A cidade também produz aves, bovinocultura de corte e de leite, ovelhas e caprinos, entre outros, além de produzir também grãos. Na área leiteira, conforme dados do IBGE de 2008, foi o sétimo maior produtor de leite em Santa Catarina.[9]

Na área industrial, o município é grande produtor do setor de corte e costura, abrigando empresas de renome nacional e internacional de materiais esportivos, moda masculina e jovem. Possui também empresas nas áreas moveleira, metalúrgica, tintas, iogurte e derivados de leite, entre outras.[10]

Turismo[editar | editar código-fonte]

A cidade também tem turismo das águas termais. Às margens do rio Uruguai, os visitantes encontram camping com churrasqueiras, banheiros e área para prática de esportes e lazer para as crianças. No Balneário Pratas, que já conta com complexo de piscinas, hotéis e pousadas, será construído um parque aquático moderno.[11]

Principais eventos[editar | editar código-fonte]

  • Reveillon Luz: Um dos mais importantes eventos da cidade, onde mais de 4 mil pessoas dão as boas vindas para o ano que se aproxima no Balneário de Águas de Pratas, com DJS e bandas, completa infraestrutura e mais de 11 minutos de show pirotécnico, fogos e muito brilho.
  • Natal luz: Desde 2005, a cidade conta com uma grande decoração de natal, principalmente enfeites confeccionados a partir de litros pet, produzidos pelo grupo de mulheres voluntárias da cidade. Vale destacar a praça do natal (praça matriz), o altar da pátria e a cidade em geral, onde todo o comércio, prefeitura e as casas se enfeitam com um verdadeiro brilho de luzes.

Principais pontos turísticos[editar | editar código-fonte]

  • Ciclovia: São 4 km de ciclovia até o balneário de Águas de Pratas.
  • Monumentos arquitetônicos: Pela cidade, você vai encontrar divinas e diversas construções antigas, em estilo germânico, fruto da colonização alemã. Muitas delas se encontram restauradas e nas mesmas estão localizadas hoje clubes, museus, restaurantes e comércios em geral.
  • Casa da Cultura: A casa da cultura funciona hoje onde antigamente se encontrava um colégio de freiras. A construção possui vitrais em estilo gótico e está aberta para visitação.
  • Altar da Pátria: O altar da Pátria é com certeza um dos cartões postais da cidade. Localizado em frente a Igreja Matriz São Carlos Bartolomeu e Praça da Matriz, o altar está sempre florido, iluminado, e possui uma escadaria no meio do mesmo. Em frente ao altar acontece o desfile de 7 de setembro.
  • Praças: Possui 2 praças, a praça Matriz, localizada no centro da cidade que possui 5 estátuas (de médio e pequeno porte) e um atelier de produtos artesanais produzidos na cidade, além de que seus canteiros são cheios de bancos, árvores e flores. A outra praça, conhecida como Praça dos Imigrantes, localizada também no centro possui diversos tipos de árvores, parque infantil, pista de skate, local para realização de eventos como teatro, e um rio na sua parte de trás, podendo se tirar fotos.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Histórico de São Carlos no site do IBGE
  2. a b «Divisão Territorial do Brasil». Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 1 de julho de 2008. Consultado em 11 de outubro de 2008 
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). «Área territorial oficial». Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Consultado em 5 de dezembro de 2010 
  4. «Estimativa populacional 2017 IBGE». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 30 de agosto de 2017. Consultado em 26 de setembro de 2017 
  5. «Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil». Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD). 2010. Consultado em 15 de fevereiro de 2014 
  6. a b «Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008». Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Consultado em 11 de dezembro de 2010 
  7. a b Dados sobre São Carlos
  8. Dados sobre São Carlos
  9. Dados sobre São Carlos
  10. Dados sobre São Carlos
  11. Dados sobre São Carlos

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado de Santa Catarina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.