Samuele Dalla Bona

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Samuele Dalla Bona
Informações pessoais
Nome completo Samuele Dalla Bona
Data de nasc. 6 de fevereiro de 1981 (36 anos)
Local de nasc. San Donà di Piave,  Itália
Altura 1,85 m
Informações profissionais
Clube atual Atalanta
Número 81
Posição Meio-campo
Clubes de juventude
19951998
19981999
Itália Atalanta
Inglaterra Chelsea
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
19992002
20022003
20032004
20042005
20052006
20062010
20092010
2010
2010
Inglaterra Chelsea
Itália Milan
Itália Bologna (emp.)
Itália Lecce (emp.)
Itália Sampdoria (emp.)
Itália Napoli
Grécia Iraklis (emp.)
Itália Verona (emp.)
Itália Atalanta (emp.)
00055 000(6)
00004 000(0)
00019 000(3)
00036 000(6)
00029 000(0)
00034 000(3)
00002 000(0)
00002 000(0)
00000 000(0)
Seleção nacional
19961998
19992000
20022003
Flag of Italy.svg Itália Sub-16
Flag of Italy.svg Itália Sub-18
Flag of Italy.svg Itália Sub-21
00027 000(9)
00010 000(2)
00009 000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 23 de setembro de 2010.


Samuele Dalla Bona (San Donà di Piave, 6 de Fevereiro de 1981) é um futebolista italiano. Atualmente, defende a Atalanta.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Chelsea[editar | editar código-fonte]

Considerado uma grande promessa nas categorias de base, Dalla Bona foi contratado pelo Chelsea, da Inglaterra, em outubro de 1998, após defender a Atalanta por três temporadas em seu país natal. Por conta disso, a FIGC alterou a legislação de venda de jogadores menores de dezoito anos.[1]

Após sua vinda, acabou permanecendo durante uma temporada nas categorias de base, defendendo também a equipe reserva do Chelsea, onde foi artilheiro com dezesseis gols.[2] Nessa mesma temporada, conquistou o prêmio de revelação do clube.

Sua estreia pela equipe principal aconteceu em sua segunda temporada em Londres, contra o neerlandês Feyenoord, pela Liga dos Campeões. Ainda chegou a participar de algumas partidas durante a temporada. Mais tarde, com a saída dos veteranos Dennis Wise e Gustavo Poyet, Dalla Bona acabou ganhando mais espaço na equipe, participando regularmente das partidas.

Na temporada seguinte, Dalla Bona recusou uma renovação de contrato, citando o seu desejo de retornar à Itália, sendo colocado à venda pela diretoria.[3] Por conseguinte, acabou sendo obrigado a treinar com equipe reserva pelo treinador Claudio Ranieri.[4]

Milan[editar | editar código-fonte]

Dalla Bona acabou retornando à Itália, assinando um contrato de um milhão de euros com o Milan, em junho de 2002. Antes, acabou recebendo uma proposta do Venezia de cinco milhões de euros, mas recusando.[5] Durante suas três temporadas na equipe principal do Chelsea, Sam disputou setenta e três partidas, marcando seis tentos.

Em Milão, Dalla Bona estreou em 6 de outubro, contra o Torino, na partida onde o rossonero venceu por 6 a 0. Durante a temporada, não participou de muitas partidas na Serie A e Liga dos Campeões (onde foi campeão), mas participou regularmente da conquista da Copa da Itália.

Na temporada seguinte, Dalla Bona continuaria sem espaço (devido a forte concorrência em sua posição), então acabou sendo emprestado durante uma temporada ao Bologna.[6] Em seu retorno, foi novamente emprestado, agora ao Lecce[7] e, mais tarde, a Sampdoria.[8]

Napoli[editar | editar código-fonte]

Após voltar do empréstimo a Sampdoria, Dalla Bona retornou a Milão, onde permaneceu apenas algumas semanas, sendo posteriormente, contratado pelo Napoli. Em sua primeira temporada, Dalla Bona teve participação importante ao retorno da equipe à Serie A, tendo marcado um golaço de fora da área contra o Treviso. Apesar disso, após a contratações de novos jogadores, acabou ficando sem espaço, sendo deixado de lado.

Em 4 de fevereiro de 2009, Dalla Bona anunciou que tinha deixado o Napoli, indo treinar com o West Ham United, tentando garantir um contrato com a equipe treinada por seu ex-companheiro de Chelsea: Gianfranco Zola.[9] Durante esse período, recusou uma proposta do Triestina e, posteriormente, acabou não sendo contratado pelo Hammers. Ainda chegou a treinar com o Fulham, mas também não foi contratado. Por isso, acabou retornando ao Napoli.

Com tudo isso, acabou em 7 de agosto, emprestado durante uma temporada ao Iraklis, da Grécia.[10][11] Novamente sem espaço, acabou retornando antes do tempo, sendo emprestado dessa vez ao Verona, que disputa as divisões inferiores da Itália.[12] Disputaria apenas quatro partidas no clube, anotando ainda um tento, durante os seis meses em que permaneceu. Acabaria não tendo seu empréstimo renovado e, seria repassado pouco tempo depois à Atalanta, para a disputa da segunda divisão italiana.[13]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de ItáliaSoccer icon Este artigo sobre futebolistas italianos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.