Shintai (artes marciais)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Shintai sosa
Shadow Karate Kick.jpg

Informações gerais
Outros nomes Shintai waza (進体芸)
Escopo Deslocamento do corpo
Técnica base Tai jutsu
Estilo(s) praticante(s) Aiquidô
Caratê
Judô
Quendô
Cronologia das artes marciaisLista de artes marciaisProjeto Artes Marciais

Shintai sosa (em japonês: 身体操作), ou Shintai waza (em japonês: 進体技), é o conjunto de técnicas de deslocamento das artes marciais japonesas. Via de regra, executam-se os deslocamentos para frente e para trás, de modo natural, ataque e defesa. Também assim se faz durante os treinamentos, para a prática dos kihons.[1][2]

Os exercícios praticados durante um treino devem ser sopesados, tendo em foco que eles serão eventualmente utilizados, ou seja, em que pese as posturas corresponderem a uma forma ideal de comportamento, durante um kumite o lutador fará movimentos aleatórios, o que nem sempre corresponde ao modelo ideal formado num kihon, isto é, numa situação real é praticamente impossível ao lutador manter numa base formal ou executar um golpe, tal como se os treinam no dojô, por isso se deve empregar mais vigor nos treinos.[3][4]

Ao deslocar-se, o lutador deve manter sempre que possível os dois pés rentes ao solo ou, quando necessário, manter sempre um dos pés plantados. Ao fazer um giro, o pé de apoio deve preferecialmente girar sobre a parte kakato, mas admite-se sobre koshi também, como forma de estabelecer um eixo corporal e não se deixar perquer o equilíbrio.

Paralelo ao aspecto físico e espacial, porque os delocamentos não se resumen a andar de um lado para outro, o lado espiritual deve ser levado em conta. Cada movimento, isto é, na execução de cada técnica, seja deslocamento de posição, do corpo ou de qualquer membro, deverá existir a união entre o físico e o espírito, em harmonia.[5]

Quando as bases têm abertura lateral igual à distância dos ombros, os pés deslocam-se em semi-cículo até juntarem-se em ayumi dashi e assim até completar o movimento. Quando se descola lateralmente, recolhe-se a perna traseira, entrando em kake dashi e terminando novamente na base; ou pode-se recolher a perna traseira, entrar em ayumi dachi e retornar à posição inicial. Quando se faz a transição de uma base para outra, ou um passo, os ajustes finais na postura são procedidos pelo giro da cintura (koshi kaiten).

A posição de luta, ou kamae, é de molde natural desenhada para dar a melhor combinação de solidez e flexibilidade, e bem assim quaisquer bases; é o ponto inicial e final. Lembrando ainda que o praticante deve executar movimentos fluidos, este faz os movimentos de forma a conduzir (aproveitar) a energia gerada (em tanden), fazendo-a seguir através do corpo, liberando seu fluxo de qualquer tensão parasitária.

Ashi sabaki[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Ashi sabaki

Ashi sabaki (足さばき? trabalho com os pés) é forma como um budoca movimenta seus pés, de modo a potencializar a energia de seus golpes. Idealmente, um carateca jamais deveria perder o contacto com o chão, pois é exatamente do chão que se extrai a força suficiente para aplicar um golpe, com as mãos ou pés. Teoricamente, o bom budoca aproveita a própria energia do planeta Terra em seu esforço.[6]

Tai sabaki[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Tai sabaki

Tai sabaki (体捌き?) é o conjunto de técnicas que englobam as esquivas, ou afastamento de ataque, sendo um particularidade da movimentação. O escopo precípuo da técnica é (logicamente) evitar um ataque, mas de forma a dar ao defendente uma posição vantajosa, seja simplesmente deixando o opoente passar para conseguir acesso à sua retaguarda, ou o início da interceptação.[7]

Referências

  1. «Glossário de termos técnicos - S». Consultado em 01.mar.2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  2. «Higashi Judô, Jiu Jitsu, Aikidô e Defesa Pessoal - Shintai (deslocamento)». Consultado em 16.nov.2012  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «《mas oyama's essential karate》 [《一百万人的空手》]_空手道吧_贴吧» (em japonês). Consultado em 01.mar.2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. «Shoto». Consultado em 01.mar.2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  5. «Kata Elements» (em inglês). Consultado em 05.mar.2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  6. «Ashi Sabaki» (PDF) (em inglês). Consultado em 01.mar.2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  7. «Karatebegriffe» (PDF) (em alemão). Consultado em 01.mar.2011  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)

Bibliografia

YOKOTA, Kousaku. Shotokan myths (em inglês). Estados Unidos: Xlibris, 2010.
NAKAZATO, Shigeo. Karate y kobudo okinawense (em castelhano). Buenos Aires: Kier, 2005.