The Prettiest Star

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"The Prettiest Star"
Capa da edição alemã do single.
Single de David Bowie
Lado B "Conversation Piece"
Lançamento 6 de março de 1970
Formato(s) Vinil - 45 rpm
Gênero(s) Glam rock
Duração 3:09 (versão original)

3:31 (versão de Aladdin Sane)

Gravadora(s) Mercury Records
Composição David Bowie
Produção Tony Visconti

Ken Scott, David Bowie (versão de Aladdin Sane)

Cronologia de singles de David Bowie
"Ragazzo solo, ragazza sola"
(1970)
"Memory of a Free Festival"
(1970)

"The Prettiest Star" é uma canção do músico britânico David Bowie, originalmente lançada como single em março de 1970.

Em janeiro de 1970, Bowie regravou uma antiga faixa lançada pela Deram records, "London Bye Ta Ta", que seria o single seguinte a "Space Oddity". Apesar disso, as sessões de regravação acabaram criando uma nova faixa chamada "The Prettiest Star", que Bowie escreveu para Angela Barnett. Diz-se que Bowie tocou a canção pelo telefone como parte de seu pedido de casamento para Barnett. Na faixa, há o estilo de dança grego "hasapiko", como homenagem à origem cipriota de Angie. Ele escolheu a canção como seu próximo single, para o desagrado do seu empresário Kenneth Pitt, que preferia "Londres Bye Ta Ta".[1]

A guitarra da faixa é de Marc Bolan, que, nos próximos anos, disputaria com Bowie a coroa de rei doglam rock. O produtor Tony Visconti, que juntou os dois aspirantes a estrelas pop no estúdio, lembrou que a sessão correu bem até o final, quando June, mulher de Bolan, disse a Bowie: "Marc é muito bom para com você, por gravar isso!"[1]

Embora tenha sido bem recebido pela crítica, o single vendeu menos de 800 cópias, uma grande decepção se comparado ao sucesso de "Space Oddity". Uma versão mais influenciada pelo glam, gravada em Nova York em dezembro de 1972,[2] foi incluída no álbum Aladdin Sane, com Mick Ronson recriando quase totalmente a parte da guitarra.[3]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "The Prettiest Star" (David Bowie) – 3:09
  2. "Conversation Piece" (Bowie) – 3:05

Créditos de produção[editar | editar código-fonte]

Tim Renwick, John "Honk" Lodge e John Cambridge eram do grupo Junior's Eyes, que serviu brevemente como banda de apoio de Bowie para apresentações ao vivo e para uma sessão na BBC Radio em outubro de 1969.[4][5][6]

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b David Buckley (1999). Strange Fascination - David Bowie: The Definitive Story: pp.80-81 Erro de citação: Código <ref> inválido; o nome "Strange Fascination" é definido mais de uma vez com conteúdos diferentes
  2. Kevin Cann (2010). Any Day Now - David Bowie: The London Years: 1947-1974: p.292
  3. Roy Carr & Charles Shaar Murray (1981). Bowie: An Illustrated Record: p.32
  4. Discografia de Junior's Eyes em Discogs.com
  5. David Bowie and Junior's Eyes BBC recording session em The Illustrated db Discography
  6. Battersea Power Station (Junior's Eyes) Liner Notes, David Wells (2000)

Ligações externas[editar | editar código-fonte]