Fashion (canção de David Bowie)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
"Fashion"
Single de David Bowie
do álbum Scary Monsters (and Super Creeps)
Lado B "Scream Like a Baby"
Lançamento 24 de outubro de 1980
Formato(s) Vinil - 45 rpm (sete polegadas)
Gravação The Power Station, Nova York, fevereiro de 1980; Good Earth Studios, Londres, abril de 1980
Gênero(s) Funk rock, new wave e pós-punk
Duração 3:23 (versão do single de sete polegadas)

4:46 (versão do álbum)

Gravadora(s) RCA Records

BOW 7

Composição David Bowie
Produção David Bowie e Tony Visconti
Cronologia de singles de David Bowie
"Ashes to Ashes"
(1980)
"Scary Monsters (And Super Creeps)"
(1981)

"Fashion" é uma canção composta pelo músico britânico David Bowie e lançada no seu álbum Scary Monsters (And Super Creeps), de 1980. Foi lançada como segundo single do álbum e, assim como seu antecessor, "Ashes to Ashes", a faixa foi acompanhada por um videoclipe aclamado por público e crítica.[1][2]

Música e letra[editar | editar código-fonte]

De acordo com o co-produtor Tony Visconti, "Fashion" foi a última canção gravada nas sessões de Scary Monsters, sendo que a sonoridade do baixo e parte da melodia foram inspiradas em "Golden Years", hit de Bowie de 1975.[2] O guitarrista convidado Robert Fripp contribuiu com com uma série de riffs ásperos e mecânicos para complementar o arranjo de funk e reggae da banda.

A faixa é notável pelo seu vago efeito de coro e pela recorrente onomatopeia "beep beep", originalmente usada por Bowie na canção de 1971 "Rupert the Riley", que não foi lançada.[3] Outra parte da letra que Bowie resgatou do passado foi "People from bad homes", faixa-título de um álbum gravado com The Astronettes, seus "protegidos". "People from Bad Homes" somente foi lançada em 1995.[4]

Referências a um "goon squad" ("grupo de valentões") vindo à cidade geraram teorias de que a faixa na verdade fala sobre fascismo ("A Frente Nacional invade as discotecas", inferiram Roy Carr e Charles Shaar Murray, críticos da NME). Bowie, porém, negou essa interpretação numa entrevista dada pouco após o lançamento de Scary Monsters, dizendo que o que estava tentando fazer era "passar por aquele conceito de Ray Davies sobre a determinação e a incerteza das pessoas que trabalham com a moda".[5] O biógrafo David Buckley afirmou que a canção "cutucou divertidamente a banalidade das pistas de dança e os fascistas de estilo" do movimento New Romantic.[3]

Videoclipe[editar | editar código-fonte]

David Mallet dirigiu um videoclipe para o single "Fashion" num famoso clube noturno chamado Hurrah, cujo dono era seu amigo Robert Boykin. A cena de abertura do clipe mostra Bowie no palco do clube (que estava com telas caqui para a gravação). As paredes espelhadas ao redor da pista de dança podem ser ao fundo em várias partes do vídeo e todas as cenas com a banda foram gravadas no clube. Cenas em outras locações perto de Manhattan entrecortam o clipe. Entre uma série de contorções faciais e outros gestos, Bowie faz uso de algo que empregara no vídeo de "Ashes to Ashes": rastejar lentamente e abaixar seu braço até o chão num arco vertical. Os leitores da Record Mirror votaram "Fashion" e "Ashes to Ashes" como os melhores videoclipes de 1980.[2]

O vídeo apresenta Carlos Alomar, G. E. Smith (Hall & Oates), Khandi Alexander, o guitarrista Steve Love (que toca bateria no vídeo), John Kay, May Pang (casada com o produtor musical Tony Visconti) e Alan Hunter, que se tornou um dos primeiros VJs da MTV e também o primeiro VJ a aparecer num videoclipe.

Lançamento e consequências[editar | editar código-fonte]

"Fashion" foi o segundo single do album Scary Monsters e o primeiro lançado após o álbum, que foi lançado em setembro de 1980. A edição de sete polegas chegou ao n°5 no Reino Unido e ao n°70 nos EUA, sendo, dessa forma, o primeiro single do cantor a entrar para as paradas americanas em quatro anos. O design do encarte britânico é uma adaptação da arte de capa da compilação Best of Bowie, de 1980.[1] Bowie tocou "Fashion" em várias turnês e a faixa está presente na apresentação de 1983 do filme Serious Moonlight. A canção também aparece no filme Clueless. Durante a Cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos de Verão de 2012, em Londres, "Fashion" foi usada numa homenagem à industria britânica de moda, em um desfile em que apareceram vários modelos britânicos de alto escalão.

Recepção crítica[editar | editar código-fonte]

A canção recebeu uma posição entre as dez melhores "Faixas do ano" de 1980 pela NME.[6]

Faixas[editar | editar código-fonte]

  1. "Fashion" (Bowie) – 3:23
  2. "Scream Like a Baby" (Bowie) – 3:35

A edição japonesa do single teve "It's No Game (No. 1)" como Lado B.

Créditos[editar | editar código-fonte]

Outros lançamentos[editar | editar código-fonte]

  • A faixa apareceu nas seguintes compilações:
    • Changestwobowie (1981) – versão do single
    • Golden Years (1983) – versão do álbum
    • Fame and Fashion (1984) – versão do álbum
    • ChangesBowie (1990) – versão do álbum
    • The Singles Collection (1993) – versão do álbum
    • Best of Bowie (2002) – versão do single
    • The Best of David Bowie 1980/1987 (2007) – versão do single
    • Nothing Has Changed (2014) – "versão do single" incorretamente editada

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. a b Roy Carr & Charles Shaar Murray (1981). Bowie: An Illustrated Record: pp.113-114
  2. a b c Nicholas Pegg (2000). The Complete David Bowie: pp.75-76
  3. a b David Buckley (1999). Strange Fascination - David Bowie: The Definitive Story: pp.372–374
  4. David Buckley (1999). Ibid: p.207
  5. Angus MacKinnon (1980). "The Future Isn't What It Used to Be". NME (13 September 1980): p.37
  6. «Albums and Tracks of the Year». NME. 2016. Consultado em 30 de outubro de 2016