Wilson Lima

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Wilson Lima
Foto:Valter Campanato/ABr
15Governador do  Distrito Federal
Período 23 de fevereiro de 2010
19 de abril de 2010
Antecessor(a) Paulo Octávio
Sucessor(a) Rogério Rosso
Deputado Distrital do  Distrito Federal
Período De 11 de agosto de 2004
até 31 de janeiro de 2011
(2 mandatos consecutivos)
De 1º de fevereiro de 1998
até 31 de janeiro de 2003
Dados pessoais
Nascimento 20 de junho de 1953 (65 anos),
Ceres, GO
Cônjuge Márcia Maria de Freitas Lima
Partido PR
Profissão Empresário, Político
linkWP:PPO#Brasil

Wilson Ferreira de Lima (Ceres, 20 de junho de 1953) é um empresário e político do Distrito Federal.

Migrou para o Distrito Federal em 1968, instalando-se na cidade do Gama. Ali tornou-se empresário do ramo supermercadista.[1] Casado com Márcia Maria de Freitas Lima, tem quatro filhos: Wilmar, William, Wolney e Stella.

Carreira política[editar | editar código-fonte]

Deputado[editar | editar código-fonte]

Estreou na política em 1990 concorrendo a deputado distrital pelo Partido do Solidarismo Libertador, sem lograr êxito. O mesmo ocorreu em 1994, quando era filiado ao PMN. Em 1998 elege-se pela primeira vez, então pelo PSD.

Tenta a reeleição em 2002 mas obtém a suplência. Exerce eventualmente o mandato até 11 de agosto de 2004, quando assume o mandato em definitivo em razão da cassação do mandato do deputado Carlos Xavier.[2]

Presidente da Câmara Legislativa[editar | editar código-fonte]

Em 2006 foi novamente eleito Deputado Distrital, desta vez pelo Prona,foi o deputado que teve a terceira menor votação dentre os 24 deputados distritais.[3] Em meio a crise política e institucional que atingiu o governo do Distrito Federal ocasionadas pela Operação Caixa de Pandora em outubro de 2009, e a renúncia de Leonardo Prudente, então presidente da Câmara Legislativa do Distrito Federal, foi eleito como novo presidente da Câmara em 2 de fevereiro de 2010.[4]

Governador interino[editar | editar código-fonte]

Ainda na esteira da crise, com a prisão preventiva do titular do governo José Roberto Arruda, que formalmente se licenciou do cargo, assumiu o vice, Paulo Octávio, mas permanceu apenas 12 dias no cargo, renunciando em 23 de fevereiro de 2010. Como determina o artigo 93 da Lei Orgânica local,[5] Wilson Lima assumiu interinamente o governo do Distrito Federal.[6]

Em eleicão indireta realizada em 17 de abril de 2010, o advogado Rogério Rosso foi eleito governador do Distrito Federal para um "mandato-tampão", Rosso assumiu o cargo em 19 de abril de 2010, permanecendo até 1º de janeiro de 2011. Em seu lugar assumiu Agnelo Queiroz

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Precedido por
Paulo Octávio
Governador do Distrito Federal
2010
Sucedido por
Rogério Rosso
Ícone de esboço Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.