Yakuza (série)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Disambig grey.svg Nota: Para o primeiro jogo na série, veja Yakuza (jogo eletrônico).
Yakuza
Gênero(s)
Desenvolvedora(s)
Publicadora(s)
Criador(es) Toshihiro Nagoshi
Plataformas
Primeiro título Yakuza
  • JP 8 de dezembro de 2005
  • AN 5 de setembro de 2006
  • EU 15 de setembro de 2006
Último título Yakuza: Like a Dragon
  • JP 16 de janeiro de 2020
  • WW 10 de novembro de 2020
Spin-off(s) Judgment
Página oficial
Portal Portal de jogos eletrônicos

Yakuza, chamada no Japão de Ryū ga Gotoku (龍が如く?), é uma série de jogos eletrônicos de ação-aventura beat 'em up publicada pela Sega. A série é composta por oito títulos principais, duas recriações e vários derivados.[1][2] A ideia de Yakuza foi criada por Toshihiro Nagoshi, que desejava criar um jogo diferente do que estava sendo produzido na época e que fosse direcionado, especificamente, a homens japoneses,[3] escolhendo se focar no mundo da yakuza e em seu drama humano.[4]

A história gira em torno, principalmente, de Kazuma Kiryu, um membro da yakuza que, no decorrer de sua vida, se envolve em diferentes negócios criminais ao mesmo tempo que tenta encontrar um modo mais normal de viver sua vida.[5] A jogabilidade envolve o jogador controlar Kiryu, ou outros personagens, em um mundo aberto em que é possível enfrentar inimigos em brigas de rua e também participar de diferentes atividades paralelas, como karaokê, corridas de autorama, beisebol e outras.[6]

Os jogos da série Yakuza foram grande sucessos comerciais e de crítica, especialmente no Japão,[7] com a franquia como um todo já tendo vendido mais de doze milhões de cópias mundialmente, tanto no formato físico quanto no digital.[8] Sua popularidade já gerou diversas adaptações em outras mídias fora dos jogos eletrônicos, como dois filmes,[9][10] rádio dramas,[11] uma websérie[12] e vários tipos diferentes de livros, além de diversos outros produtos como brinquedos e álbuns musicais.

Locação[editar | editar código-fonte]

Yakuza (série) (Japão)
Yakuza (série)
Yakuza (série)
Yakuza (série)
Yakuza (série)
Yakuza (série)
Yakuza (série)
Yakuza (série)
Localização aproximada das locações da série:
Eo circle red number-1.svg Kabukichō, Tóquio ("Kamurochō" no jogo) e Isezakichō, Yokohama ("Isezaki Ijincho")
Eo circle red number-2.svg Dōtonbori e Shinsekai, Osaka ("Sotenbori" e "Shinseicho")
Eo circle red number-3.svg Kokusai Dori e Centro de Naha, Okinawa ("Ryukyu")
Eo circle red number-4.svg Nakasu, Fukuoka ("Nagasugai")
Eo circle red number-5.svg Susukino, Hokkaido ("Tsukimino")
Eo circle red number-6.svg Sakae, Nagoia ("Kineicho")
Eo circle red number-7.svg Onomichi, Hiroshima

A série de jogos Yakuza se passa principalmente no distrito fictício de Kamurochō (神室町?), em Tóquio, baseado no distrito real de luz vermelha de Kabukichō.[13][14] Outras locações reais reproduzidas na série de jogos incluem os distritos de Dōtonbori e Shinsekai, em Osaka (como "Sotenbori" e "Shinseicho" no jogo, respectivamente, em Yakuza 2, 5 e 0);[15][16][17] Kokusai Dori e a área central de Naha, em Okinawa (como "Centro de Ryukyu" em Yakuza 3);[18] Nakasu, Fukuoka (como "Nagasugai" em Yakuza 5);[19] Susukino, Hokkaido (como "Tsukimino" em Yakuza 5);[20] o distrito de Sakae, em Nagoia (como "Kineicho" em Yakuza 5);[21] Onomichi, em Hiroshima (em Yakuza 6: The Song of Life);[22][23] e Isezakichō, em Yokohama (como "Isezaki Ijincho" em Yakuza: Like a Dragon).[24][25]

Os visuais dos distritos e cidades nos jogos são baseado nos locais reais, contemporâneos ao ano de lançamento do jogo, e são frequentemente renovados e remodelados para jogos mais novos.[26] Entretanto, certas lojas e edifícios muitas vezes carregam marcas fictícias ou são diferentes se comparados a suas versões reais, substituindo-os com tie-ins ou locais importantes à trama.

Luke Plunkett da Kotaku elogiou a recriação detalhada de distritos específicos, incluindo "coisas trivias e incidentais" que permite a exploração virtual de locais reais.[27] Apesar de não ser explicitamente vendido como "turismo virtual", Malindy Hetfeld, da Eurogamer, notou que "Yakuza ainda te dá a melhor chance de realmente se engajar com um país e suas pessoas. [...] [Ele] se tornou uma conexão a um país que eu amo muito, não por causa das paisagens que ele me mostra, mas por causa de todas as coisas triviais que ele me deixa fazer."[28] Alguns fãs foram inspirados pelos jogos a visitar os distritos e cidades reais.[29][30]

Jogabilidade[editar | editar código-fonte]

Todos os jogos Yakuza contam com três modos distintos mas conectados chamados Evento, Aventura e Batalha. O personagem principal encontra aleatoriamente inimigos em seu caminho, iniciando uma Batalha. Em lutas, o personagem do jogador usa combate corpo a corpo, com habilidades como combos, agarrões, arremessos e ataques de finalização, e alguns jogos permitem que o jogador escolha entre vários estilos de luta. Armas e objetos também podem ser usado, mas armas de fogo são raras. Vencer algumas dessas batalhas resulta em dinheiro ou itens que podem ser vendidos ou usados para comprar equipamento ou uma variedade de itens em lojas, aposta ou jogar minijogos. Batalhas causadas pela história podem ser terminadas mais rapidamente derrotando o líder dos inimigos, bem como usando movimentos poderosos chamados ações "Heat", que requerem o preenchimento do medidor "Heat" para serem usadas. Algumas dessas ações incluem quick time events. A medida que o protagonista luta, ele ganha pontos de experiência que podem ser usados para aumentar suas estatísticas e se tornar um lutador mais forte. O jogo mais recente da série, Yakuza: Like a Dragon, inclui um novo sistema de batalha onde o jogador recruta membros para seu grupo para lutarem a seu lado em batalhas por turnos, e para ajudá-lo em minijogos. Graças ao sucesso de Like a Dragon, a Sega confirmou que futuros jogos da série Yakuza continuarão a usar a jogabilidade por turnos, enquanto a série Judgment continuará com a jogabilidade de ação de títulos anteriores.[31]

A série tem um grande número de subtramas, que muitas vezes complementam a história principal.[32] Elas dão ao jogador pontos de experiência adicionais. Há muitos minijogos, que vão de atividades como boliche, dardos e jogos de fliperama, a jogos muito mais complexos, como profissões que podem levar horas para completar. Um chefão recorrente conhecido como Amon aparece em grande parte dos jogos. Dependendo no título, pode haver mais de um. Por exemplo, Yakuza 5 inclui um Amon para cada personagem jogável, incluindo uma versão idol para Haruka.[33]

Personagens[editar | editar código-fonte]

O protagonista principal da série é Kazuma Kiryu, que é jogável em todos os jogos da série principal até Yakuza 6: The Song of Life. Alguns jogos, como Yakuza 4 e Yakuza 5, incluem vários personagens jogáveis, com o jogador trocando entre eles em pontos predeterminados na história.[34] A partir de Yakuza: Like a Dragon, Ichiban Kasuga se tornou o novo protagonista da série, apesar de Kiryu continuar a aparecer como um NPC.

Outros personagens já apareceram como protagonistas de títulos spin-off. Os títulos ambientados na era dos samurais Ryū ga Gotoku Kenzan! e Ryū ga Gotoku Ishin! são baseados em versões ficcionalizadas das figuras históricas Miyamoto Musashi e Sakamoto Ryōma, respectivamente, ambos com modelos baseados em Kiryu. A subsérie Kurohyō: Ryū ga Gotoku conta com seu próprio protagonista Tatsuya Ukyo, enquanto a série Judgment segue o detetive particular Takayuki Yagami.

Jogos[editar | editar código-fonte]

Logo original da série

Até 2021, a série Yakuza inclui oito jogos principais, lançados em ordem cronológica (com a exceção da pré-sequência Yakuza 0), com cada título seguindo os eventos do título anterior. Também há diversos jogos spin-off lançados. Um deles, Ryū ga Gotoku Kenzan!, relata a história de um suposto antepassado de Kazuma Kiryu, a figura histórica Miyamoto Musashi, durante os séculos XVI e XVII; outro, Yakuza: Dead Souls, segue uma invasão zumbi de Kamurochō, a locação principal da série; uma série spin-off para PlayStation Portable, Kurohyō: Ryū ga Gotoku, é sobre um lutador de rua adolescente de Kamurochō que acaba por matar um yakuza do clã Tojo em uma batalha.[35]

Com exceção dos títulos da série Kurohyō: Ryū ga Gotoku, que foram desenvolvidos pela Syn Sophia, todos os jogos foram desenvolvidos pelo time da Sega Consumer Research and Development Dept. 1 (Sega CS1 R&D), mais tarde renomeado para Ryu Ga Gotoku Studio.

Lançamento original Lançamento em inglês Plataforma(s) Coleções
Ano Título Ano Título
2005 Ryū ga Gotoku 2006 Yakuza
2006 Ryū ga Gotoku 2 2006 Yakuza 2
  • PS2 The Best
  • PS3 The Best(c)
2008 Ryū ga Gotoku Kenzan! PS3
  • PS3 The Best
2009 Ryū ga Gotoku 3 2010 Yakuza 3
  • PS3 The Best
2010 Ryū ga Gotoku 4: Densetsu o Tsugomono 2011 Yakuza 4
  • PS3 The Best
Kurohyō: Ryū ga Gotoku Shinshō PSP
  • PSP The Best
2011 Ryū ga Gotoku OF THE END 2012 Yakuza: Dead Souls PS3
  • PS3 The Best(c)
2012 Kurohyō 2: Ryū ga Gotoku Ashura-hen PSP
  • PSP The Best(c)
Ryū ga Gotoku 5: Yume Kanaeshi Mono 2015 Yakuza 5
  • PS3 The Best
2014 Ryū ga Gotoku Ishin!
  • PS3
  • PS4
  • PS4 The Best
2015 Ryū ga Gotoku 0: Chikai no Basho 2017 Yakuza 0
  • PS4 The Best
  • PS4 Hits
2016 Ryū ga Gotoku: Kiwami Yakuza Kiwami
  • PS3(a)
  • PS4
  • Xbox
    One
  • Windows
  • PS4 The Best
  • PS4 Hits
Ryū ga Gotoku 6: Inochi no Uta 2018 Yakuza 6: The Song of Life
  • PS4
  • Xbox One
  • Windows
  • PS4 Hits
2017 Ryū ga Gotoku: Kiwami 2 Yakuza Kiwami 2
  • PS4
  • Xbox One
  • Windows
  • PS4 Hits
2018 Hokuto ga Gotoku Fist of the North Star: Lost Paradise PS4
  • PS4 Hits
Ryū ga Gotoku Online
Judge Eyes: Shinigami no Yuigon 2019 Judgment
2020 Ryū ga Gotoku 7: Hikari to Yami no Yukue 2020 Yakuza: Like a Dragon
  • PS4
  • Xbox One
  • PS5
  • Xbox
    Series X/S
  • Windows
  • Luna
2021 Lost Judgment: Sabakarezaru Kikoku 2021 Lost Judgment
  • PS4
  • Xbox One
  • PS5
  • Xbox
    Series X/S
  • Notas:
  •  Spin-off 
  •  Remake 
  • Nota a: apenas no Japão.
  • Nota b: em uma coleção remasterizada.
  • Nota c: apenas na Ásia.

Série principal[editar | editar código-fonte]

Linha do tempo de anos de lançamento
2005Yakuza
2006Yakuza 2
2007
2008
2009Yakuza 3
2010Yakuza 4
2011
2012Yakuza 5
2013
2014
2015Yakuza 0
2016Yakuza Kiwami
Yakuza 6: The Song of Life
2017Yakuza Kiwami 2
2018
2019
2020Yakuza: Like a Dragon
  • Yakuza 2: lançado para PlayStation 2 em dezembro de 2006[39] no Japão e em setembro de 2007 na América do Norte e Europa.[40] Na história, Kiryu é encarregado pelo Clã Tojo de manter boas relações com a rival Aliança Omi.[6]
  • Yakuza 3: lançado para PlayStation 3 em fevereiro de 2009 no Japão[41] e em março de 2010 na América do Norte e Europa.[42] Na história, Kiryu enfrenta yakuzas que são donos do terreno do orfanato que administra e que assassinaram o chefe do Clã Tojo.[6]
  • Yakuza 4: lançado para PlayStation 3 em março de 2010 no Japão[43] e em março de 2011 na América do Norte e Europa.[44][45] A história acompanha Kiryu, o policial corrupto Masayoshi Tanimura, o ex-yakuza Taiga Saejima e o agiota Shun Akiyama.[6]
  • Yakuza 5: lançado para PlayStation 3 em dezembro de 2012 no Japão[46] e em dezembro de 2015 no resto do mundo.[47] A narrativa acompanha cinco personagens diferentes, incluindo Kiryu, em cinco locais, com as histórias lentamente convergindo.[6]
  • Yakuza 0: lançado para PlayStation 3 e PlayStation 4 em março de 2015 no Japão[48] e para PlayStation 4 em janeiro de 2017 no resto do mundo. A história acompanha Kiryu e suas tentativas reconquistar sua honra e limpar seu nome diante de seus chefes, e também Goro Majima enquanto administra um cabaret e tenta voltar para yakuza depois de ser expulso.[49]
  • Yakuza 6: The Song of Life: lançado para PlayStation 4 em dezembro de 2016 no Japão[50] e em abril de 2018 no resto do mundo.[51] Na história, depois de algum tempo preso, Kiryu é solto e descobre que Haruka desapareceu, ao mesmo tempo em que é forçado a realizar um último trabalho para o Clã Tojo.[6]
  • Yakuza: Like a Dragon: lançado para PlayStation 4 em janeiro de 2020 no Japão.[52] A história acompanha Ichiban Kasuga, um membro do Clã Tojo que é libertado da prisão e precisa descobrir os verdadeiros motivos que o levaram a assumir um crime que não tinha:cometido.

Spin-Off[editar | editar código-fonte]

  • Ryū ga Gotoku Kenzan!: lançado para PlayStation 3 no Japão.[53] é o primeiro spin-off da série, conhecido informalmente como Yakuza Kenzan!, A história acompanha Miyamoto Musashi após o mesmo se aposentar da vida de samurai e vivendo sob um novo nome, conhecido como Kazumanosuke Kiryu enquanto Haruka tenta o contratar para um assassinato.
  • Kurohyou: Ryū ga Gotoku Shinshō:
  • Yakuza Dead Souls:
  • Kurohyou 2: Ryū ga Gotoku Ashura-hen:
  • Ryū ga Gotoku Ishin!:
  • Fist of the North Star: Lost Paradise:

Referências

  1. Vinha, Felipe (17 de abril de 2018). «Yakuza: conheça a história de todos os games da saga». Techtudo. Consultado em 8 de junho de 2020 
  2. Ramsey, Robert (5 de março de 2020). «Guide: Which Yakuza Games to Play and Where to Start». Push Square. Consultado em 8 de junho de 2020 
  3. Palumbo, Alessio (15 de agosto de 2018). «Yakuza Creator Says Series Was Initially Shunned by Microsoft and Nintendo, But Now They'd Love to Have it». Wccftech. Consultado em 8 de junho de 2020 
  4. «Toshihiro Nagoshi Interview Summer 2006». Kikizo. 22 de junho de 2006. p. 1. Consultado em 8 de junho de 2020 
  5. Marroquin, Luis Francisco (5 de setembro de 2017). «From Zero to Six: The History of the Yakuza Series». Cultured Vultures. Consultado em 8 de junho de 2020 
  6. a b c d e f g «Like a Dragon: a guide to the Yakuza series». Destructoid. 21 de janeiro de 2017. Consultado em 8 de junho de 2020 
  7. Fletcher, J. C. (17 de abril de 2018). «The Yakuza games, ranked». Polygon. Consultado em 8 de junho de 2020 
  8. «『龍が如く7』転職可能なジョブに"用心棒"と"ホスト"が追加! ジャストアクションや極技など、本作ならではのバトルテクニックを公開!». Famitsu. 20 de novembro de 2019. Consultado em 8 de junho de 2020 
  9. «Watch Sega's Yakuza live action movie online». Siliconera. 15 de agosto de 2006. Consultado em 8 de junho de 2020 
  10. McWhertor, Michael (19 de junho de 2008). «Ryu Ga Gotoku Movie Screening In New York». Kotaku. Consultado em 8 de junho de 2020 
  11. «龍が如くPresents神室町Radiostation». Ryu Ga Gotoku. Sega. Consultado em 8 de junho de 2020 
  12. «神室町キャバ嬢TV». Ryu Ga Gotoku. Sega. Consultado em 8 de junho de 2020 
  13. «Explore 5 Japanese Cities in Ambitious Yakuza 5». Wired (em inglês). ISSN 1059-1028. Consultado em 13 de julho de 2021 
  14. Riesenbach, Jon (10 de fevereiro de 2020). «Last but not least, Kamurocho, Tokyo (based on real-world Kabukicho)!». Twitter (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  15. Cryer, Hirun (20 de dezembro de 2019). «Yakuza: Like a Dragon Will Return to Sotenbori in Osaka». USgamer (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  16. «Review: Yakuza Kiwami 2». Destructoid (em inglês). 26 de agosto de 2018. Consultado em 13 de julho de 2021 
  17. Riesenbach, Jon (10 de fevereiro de 2020). «Third up is Sotenbori, Osaka (based on real-world Dotonbori)». Twitter (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  18. «Mean streets of Naha». Stars and Stripes (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  19. Riesenbach, Jon (10 de fevereiro de 2020). «First up: Nagasugai, Fukuoka (based on real-world Nakasu)». Twitter (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  20. Riesenbach, Jon (10 de fevereiro de 2020). «Second comes Tsukimino, Sapporo (based on real-world Susukino).». Twitter (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  21. Riesenbach, Jon (10 de fevereiro de 2020). «Fourth is Kineicho, Nagoya (based on the real-world Nishiki district of central Nagoya).». Twitter (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  22. Hetfeld, Malindy (25 de novembro de 2018). «A day trip to Yakuza 6's Onomichi». Eurogamer (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  23. «Yakuza 6's New Town Is The Best». Kotaku (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  24. «'Yakuza: Like a Dragon' will be available on November 10th across platforms». Engadget (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  25. «Yakuza: Like a Dragon details the areas of Isezaki Ijincho». Gematsu (em inglês). 13 de dezembro de 2019. Consultado em 13 de julho de 2021 
  26. «How Yakuza's City Changes From Game To Game». Kotaku (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  27. Plunkett, Luke. «The Joys of Using Games For Virtual Tourism». Kotaku (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  28. Hetfeld, Malindy (30 de junho de 2018). «After I stepped into Yakuza's world, Yakuza's world seeped into mine». Eurogamer (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  29. Kelly, Andy (12 de novembro de 2019). «I visited locations from Yakuza and Shenmue in real life and it was very surreal». PC Gamer (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  30. «Foreign tourist comes to Japan hoping to see yakuza from Yakuza video game series». SoraNews24 -Japan News- (em inglês). 29 de janeiro de 2020. Consultado em 13 de julho de 2021 
  31. McWhertor, Michael (7 de maio de 2021). «Yakuza sequels will be turn-based while Judgment focuses on action, Sega says». Polygon (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  32. Yong, Ced. «You Will Love These 10 "Yakuza 0" Substories!». LevelSkip (em inglês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  33. «(Y5) Yakuza 5 : Haruka Vs Noa Amon (Dance Off)». Selphie1999Gaming (em inglês). 24 de agosto de 2020. Consultado em 13 de julho de 2021 
  34. GameSpot Reviews - Yakuza 4 (PS3), consultado em 13 de julho de 2021 
  35. Inc, Aetas. «名越稔洋氏率いる龍が如くチームが「龍が如くスタジオ」を設立。「クロヒョウ2 龍が如く 阿修羅編」は2012年春発売,「龍が如く5」プロジェクトも始動». www.4gamer.net (em japonês). Consultado em 13 de julho de 2021 
  36. «2005年テレビゲームソフト売り上げTOP500». Geimin.net. Consultado em 9 de junho de 2020. Arquivado do original em 28 de dezembro de 2014 
  37. «The PS2 Games of Fall 2006». IGN. 1 de setembro de 2006. Consultado em 9 de junho de 2020 
  38. «Yakuza». Eurogamer. Consultado em 9 de junho de 2020 
  39. «Yakuza Sequel Announced». IGN. 30 de agosto de 2006. Consultado em 9 de junho de 2020 
  40. Plunkett, Luke (2007). «Yakuza 2 Gets American Release Date». Kotaku. Consultado em 9 de junho de 2020 
  41. «Ryu ga Gotoku 3 Update». IGN. 10 de dezembro de 2008. Consultado em 10 de junho de 2020 
  42. Robinson, Martin (8 de dezembro de 2009). «Yakuza 3 Goes West». IGN. Consultado em 10 de junho de 2020 
  43. Reilly, Jim (8 de junho de 2010). «Yakuza 4 Heads West». IGN. Consultado em 11 de junho de 2020 
  44. Thomsen, Michael (2 de fevereiro de 2011). «Yakuza 4 Demo Hitting PSN This Month». IGN. Consultado em 11 de junho de 2020 
  45. Phillips, Tom (20 de janeiro de 2011). «Yakuza 4 release date revealed». Eurogamer. Consultado em 11 de junho de 2020 
  46. Ashcraft, Brian (23 de maio de 2012). «Yakuza 5 Is a Brand New Yakuza, Ready To Punch Your Face In». Kotaku. Consultado em 12 de junho de 2020 
  47. Sliva, Marty (5 de dezembro de 2015). «Yakuza 5 Western Release Date Announced». IGN. Consultado em 12 de junho de 2020 
  48. Romano, Sal (27 de outubro de 2014). «Yakuza 0 launches in Japan on March 12». Gematsu. Consultado em 12 de junho de 2020 
  49. Romano, Sal (27 de julho de 2011). «Yakuza 0 launches January 24 in the west». Gematsu. Consultado em 12 de junho de 2020 
  50. Barker, Sammy (26 de julho de 2016). «PS4 Sequel Yakuza 6 Rips Off Its Shirt on 8th December in Japan». Push Square. Consultado em 13 de junho de 2020 
  51. Tailby, Stephen (2 de fevereiro de 2018). «Yakuza 6 Delayed, Demo to Release This Month». Push Square. Consultado em 13 de junho de 2020 
  52. Moon, Mariella (29 de agosto de 2019). «'Yakuza 7' is coming in 2020 with turn-based combat». Engadget. Consultado em 13 de junho de 2020 
  53. «Ryū ga Gotoku: Kenzan! (2008) PlayStation 3 release dates». MobyGames. Consultado em 23 de setembro de 2021 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]