Acordo de San Nicolás

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

O Acordo de San Nicolás (em espanhol: Acuerdo de San Nicolás) foi um pacto assinado em 31 de maio de 1852 por 13 das 14 províncias das Províncias Unidas do Rio da Prata, sendo a exceção a província de Buenos Aires. O tratado consistia de 19 artigos, e seu objetivo era estabelecer as bases para a organização nacional do jovem estado argentino. Também serviu como precedente à sanção da Constituição Argentina de 1853.

O acordo nomeou Justo José de Urquiza como "Diretor Supremo" provisório da Confederação Argentina, confirmou a aplicação do Pacto de 1831, e marcou uma reunião para um Congresso Constitucional Geral na cidade de Santa Fé.

Ícone de esboço Este artigo sobre a Argentina é um esboço relacionado ao Projeto América do Sul. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.