Justo José de Urquiza

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Justo José de Urquiza y García
Justo José de Urquiza y García
Presidente da  Argentina
Mandato 5 de março de 1854 - 5 de março de 1860
Vice-presidente Salvador María del Carril
Antecessor(a) Governadores de Buenos Aires
Sucessor(a) Santiago Derqui
Vida
Nascimento 10 de outubro de 1801
Talar de Arroyo Largo, Entre Ríos, Argentina
Morte 11 de abril de 1870 (68 anos)
Palácio San José, Concepción del Uruguay, Entre Ríos, Argentina
Dados pessoais
Primeira-dama Segunda Calvento de Urquiza
Dolores Costa de Urquiza
Cruz López Jordán de Urquiza
Partido Partido Federal
Profissão Militar (general)

Justo José de Urquiza y García (Entre Ríos, 18 de outubro de 1801 - assassinado no Palácio San José, na cidade de Concepción del Uruguay, província de Entre Ríos, a 11 de abril de 1870) foi um militar e político argentino, e presidente da Argentina entre 1854 e 1860.

Como governador de Entre Ríos ajudou a sustentar no poder a Juan Manuel de Rosas, porém logo, ressentido pela dominação política e econômica da Província de Buenos Aires sobre as demais, se sublevou contra este por meio do chamado Pronunciamiento de Urquiza, a 1º de maio de 1851). Com a ajuda do Brasil e dos liberais uruguaios, obrigou Manuel Oribe a capitular, após longo cerco a Montevidéu em outubro de 1851, e derrotou Rosas na Batalha de Monte Caseros, em 3 de fevereiro de 1852.

Urquiza se lançou imediatamente à tarefa de organização da Argentina, convertendo-se no director provisional da Confederação Argentina em maio de 1852. A Assembléia Constitucional adotou em 1853 uma constituição inspirada nas idéias de Juan Bautista Alberdi, e Urquiza se converteu no primeiro presidente constitucional em março de 1854. Seu vice-presidente era Salvador María del Carril.

Durante sua presidência foram melhoradas as relações exteriores, se impulsionou a educação pública, se promoveu a colonização e se iniciaram planos para a construção de ferrovias. Seu trabalho de organização nacional foi, entretanto, atrapalhado pela oposição de Buenos Aires, que protagonizou sua secessão da Confederação. A guerra começou em 1859. Urquiza derrotou o exército provincial comandado por Bartolomé Mitre em outubro daquele ano na Batalha de Cepeda. Depois disso, a província rebelde aceitou reingressar na Confederação.

As emendas constitucionais propostas por Buenos Aires foram adotadas em 1860. A paz teve, entretanto, vida curta, iniciando-se nova guerra civil. Urquiza novamente enfrentou o exército de Buenos Aires sob o comando de Mitre na Batalha de Pavón, em setembro de 1861. Mesmo com o resultado da batalha não parecendo se inclinar para nenhum dos lados, Urquiza se retirou, deixando a vitória nas mãos de Mitre. Posteriormente se retirou para sua província natal, Entre Ríos, a qual governou na forma de autocracia patriarcal até seu assassinato em 1870.

Precedido por
Governadores da Província de Buenos Aires
Presidente da Argentina
1854 - 1860
Sucedido por
Santiago Derqui