Eduardo Alberto Duhalde

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta biografia de uma pessoa viva não cita as suas fontes ou referências, o que compromete sua credibilidade. (desde Julho de 2012)
Ajude a melhorar este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes. Material controverso sobre pessoas vivas sem apoio de fontes fiáveis e verificáveis deve ser imediatamente removido, especialmente se for de natureza difamatória.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Eduardo Alberto Duhalde Maldonado
53º presidente da Argentina Argentina
Período de governo 2 de janeiro de 2002
a 25 de março de 2003
Antecessor(a) Eduardo Camaño (interino)
Sucessor(a) Néstor Kirchner
Vida
Nascimento 5 de Outubro de 1941 (73 anos)
Lomas de Zamora, Argentina
Dados pessoais
Cônjuge Hilda González "Chiche" de Duhalde
Partido Partido Justicialista
Profissão advogado

Eduardo Alberto Duhalde Maldonado (Lomas de Zamora, 5 de outubro de 1941) é um advogado argentino, membro do Partido Justicialista.

Ocupou a vice-presidência da Argentina durante o primeiro mandato de Carlos Saúl Menem, renunciando ao posto para assumir o governo da Província de Buenos Aires. Foi presidente interino da Argentina de 2 de janeiro de 2002 até a posse de Néstor Kirchner, em 25 de maio de 2003.

Foi derrotado por Fernando de la Rúa nas eleições presidenciais de 1999, com 39% dos votos. Eleito para o Senado em outubro de 2001, teve expressiva votação. Buscou recuperar a confiança externa perdida quando o antigo ministro da fazenda, Domingo Cavallo, instaurou o "corralito", em novembro de 2001.

Diante dos protestos que se multiplicaram pelo país em 2002, antecipou em seis meses a eleição presidencial, no qual foi eleito Néstor Kirchner, ao qual deu seu completo apoio à época.

Precedido por
Eduardo Camaño
Interino
Presidente da Argentina
2002 - 2003
Sucedido por
Néstor Kirchner