Roberto Ortiz

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Roberto Marcelino Ortiz Lizardi
Roberto Marcelino Ortiz Lizardi
22° Presidente da  Argentina
Período 20 de fevereiro de 1938
até 27 de junho de 1942
Vice-presidente Ramón S. Castillo
Antecessor(a) Agustín Pedro Justo
Sucessor(a) Ramón S. Castillo
Vida
Nascimento 24 de setembro de 1886
Buenos Aires, Argentina
Morte 15 de julho de 1942 (55 anos)
Buenos Aires, Argentina
Dados pessoais
Primeira-dama María Luisa Iribarne Daubert
Partido Radical Antipersonalista
Concordancia
Profissão advogado e político

Roberto Marcelino Ortiz Lizardi (Buenos Aires, 24 de setembro de 1886Buenos Aires, 15 de julho de 1942) foi presidente de Argentina entre 1938 e 1940.[1]

Como aluno da Universidade de Buenos Aires participou da mal sucedida revolução de 1905. Em 1909 formou-se advogado. Tornou-se ativo na Unión Cívica Radical e se elegeu para o Congresso Argentino em 1920. Atuou como ministro de obras públicas entre 1925 e 1928. Apoiou o golpe contra Hipólito Yrigoyen em 1930 e atuou como ministro das finanças entre 1935 e 1937.[1]

Nas eleições presidenciais de 1937 ele foi o candidato oficial e venceu, apesar da oposição acusá-lo de fraude eleitoral. Ortiz nunca negou estas fraudes, mas quando assumiu o poder tentou tornar a política argentina mais aberta e democrática. Em uma década marcada pelo autoritarismo e fraudes, Ortiz se propôs a limpar o sistema político, voltando à legalidade eleitoral.

A Segunda Guerra Mundial tem início durante o seu mandato. A política interna fica abalada depois de cortar relações com a Inglaterra, o que prejudica o país no contexto mundial. Ortiz dissolve associações de atividades nazistas, provocando também um enfrentamento ideológico interno. O país torna-se cenário de profundas divergências entre os simpatizantes do neofascismo e os defensores dos aliados.[2]

Ortiz não conseguiu concretizar seus planos políticos pois, pouco mais de dois anos depois de assumir a presidência, sofre graves complicações de saúde devido ao diabetes, tendo que transferir o poder em agosto de 1940 ao seu vice, Ramón S. Castillo. Morreu em 15 de julho de 1942, um mês depois de renunciar.[2]

Precedido por
Agustín Pedro Justo
Presidente da Argentina
19381942
Sucedido por
Ramón S. Castillo
  1. a b Roberto Marcelino Ortiz Lizardi (em espanhol) Genealogía Familiar. Visitado em 19/3/2015.
  2. a b Galeria de presidentes (em espanhol) Presidencia de la Nación Argentina. Visitado em 19/3/2015.