Ahmad Shah Massoud

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Ahmad Shah Massoud (em persa: احمد شاه مسعود) (c. 2 de setembro de 19539 de setembro de 2001) nasceu no Panjshir, Afeganistão e formou-se em engenharia na Universidade de Kabul. Tornou-se o líder militar que articulou a expulsão do exército soviético do Afeganistão e ganhou o título de "Leão de Panjshir". Seus seguidores o chamam de "Amer Sahib e Shaheed", ou seja, "Nosso Comandante Martirizado".

Tornou-se Ministro da Defesa do Afeganistão em 1992 sob o governo do presidente Burhanuddin Rabbani. Durante o colapso do governo de Rabbani e a ascensão do regime dos Talibã, Massoud firmou-se como o líder militar da Frente da União Islâmica para a Salvação do Afeganistão, a Aliança do Norte.

Em 9 de setembro de 2001 Massoud foi assassinado por agentes da al Qaeda por sua cumplicidade com Abdul Rasul Sayyaf, apenas dois dias antes dos ataques de 11 de Setembro de 2001. No ano seguinte foi nomeado "Herói Nacional" por ordem do presidente afegão Hamid Karzai.

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Ahmad Shah Massoud