Alexis Tsipras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alexis Tsipras, Líder da Coligação da Esquerda Radical, SYRIZA

Alexis Tsipras (grego Αλέξης Τσίπρας, Atenas, 28 de Julho de 1974) é um político grego e presidente do pardido de esquerda Synaspismos (SYN). Ele também e líder da Coligação da Esquerda Radical, SYRIZA.

Em 8 de maio 2012 ele recebeu o mandato para formar um governo da Grécia, pelo presidente Karolos Papoulias. No dia anterior, Antonis Samaras do Partido da Nova Democracia desistiu de sua tentativa de formar um governo.[1]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Alexis Tsipras possui um diploma de engenharia civil e alguns estudos de pós-graduação em agrimensura e planejamento. Ele trabalhou como engenheiro civil no setor de construções e é autor de vários estudos e projetos sobre o tema da cidade de Atenas.

Atividades sociais e politicas[editar | editar código-fonte]

Alexis Tsipras juntou-se à esquerda, enquanto ainda um estudante do ensino médio nas fileiras da Juventude Comunista da Grécia (KNE) e foi muito ativo durante as mobilizações 1990-91. Como estudante da Universidade ingressou nas fileiras do movimento renovador da esquerda e foi membro do Conselho Executivo da União da Faculdade de Engenharia Civil de Atenas e também atuou como representante dos estudantes no Senado Universitário. Ele foi eleito membro do Conselho Central da União Nacional de Estudantes da Grécia (EFEE) durante o período de 1995-1997.

Em 1999 foi eleito secretário da Juventude do Synaspismos, cargo que ocupou até o 3 º congresso da organização, em março de 2003. Como secretário da Juventude Synaspismos tomou parte activa no processo de criação do Fórum Social Grego e assistiu a todas as marchas e protestos internacionais contra a globalização neoliberal. No 4 º congresso da Synaspismos em dezembro de 2004, foi eleito para o comité central do partido político e, consequentemente, para a secretaria político, onde foi responsável pelas questões de educação e juventude.

Nas eleições de 2006 ele era candidato como prefeito municipal de Atenas, apoiado pelo Synaspismos e as forças aliadas do SYRIZA. Ele encabeçou a lista "ANOIHTI POLI" (cidade aberta) e teve uma campanha eleitoral, chegando terceiro (após a Nova Democracia e PASOK candidatos) ganhando 10,5% e 4 membros do Conselho Municipal. Ele foi eleito para o cargo de presidente do Synaspismos durante do 5 º Congresso do partido (Fevereiro de 2008). Ele foi eleito membro do Parlamento nas eleições nacionais de 2009 e, desde então, dirigiu o grupo parlamentar do SYRIZA.

Referencias[editar | editar código-fonte]

  1. "Veredito do povo exclui governo que aplique memorando" DN Online, 9 de maio 2012

Ligações externos[editar | editar código-fonte]