Andrei Kolmogorov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou se(c)ção não cita fontes fiáveis e independentes (desde julho de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as no texto ou no rodapé, conforme o livro de estilo. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Andrei Kolmogorov
Matemática
Nacionalidade Rússia Russo
Nascimento 25 de Abril de 1903
Local Tambov
Morte 20 de Outubro de 1987 (84 anos)
Local Moscou
Atividade
Campo(s) Matemática
Instituições Universidade Estatal de Moscou
Alma mater Universidade Estatal de Moscou
Tese 1925
Orientador(es) Nikolai Luzin[1]
Orientado(s) Vladimir Arnold, Sergei Artemov, Grigory Barenblatt, Roland Dobrushin, Eugene Dynkin, Sergei Fomin, Israel Gelfand, Boris Gnedenko, Leonid Levin, Anatoly Maltsev, Per Martin-Löf, Robert Minlos, Andrei Monin, Sergey Nikolsky, Alexander Obukhov, Yuri Prokhorov, Vladimir Abramovich Rokhlin, Albert Shiryaev, Yakov Sinai, Vladimir Tikhomirov, Vladimir Uspensky, Anatoli Vitushkin, Akiva Yaglom
Conhecido(a) por Complexidade de Kolmogorov, Teste Kolmogorov-Smirnov
Prêmio(s) Prêmio Stalin (1941), Prêmio Balzan (1962), Prêmio Wolf de Matemática (1980), Medalha Lobachevsky (1986)

Andrei Nikolaevich Kolmogorov (em russo: Андрей Николаевич Колмогоров; Tambov, 25 de Abril de 1903Moscou, 20 de Outubro de 1987) foi um matemático soviético.

Kolmogorov participou das principais descobertas científicas do século XX nas áreas de probabilidade e estatística, e em teoria da informação. Autor da principal teoria científica no campo das probabilidades: a teoria da medida, que revolucionou o cálculo de integrais, permitindo que as integrais fossem generalizadas para domínios "exóticos" (para além da integral de Riemann, a integral de Lebesgue).

Kolmogorov em 1973, durante o Simpósio Soviético sobre Teoria da Informação em Tallin

Um de seus principais trabalhos publicados foi "Grundbegriffe der Wahrscheinlichkeitsrechnung" ("Fundamentos de Teoria das Probabilidades"), em que ele lança as bases da axiomatização da teoria das probabilidades e esboça o que seria a teoria da medida.

Como grande cientista que era, Kolmogorov recebeu diversas honrarias ao longo de sua carreira. Em 1939 foi eleito para a Academia de Ciências da URSS. Ele recebeu um dos primeiros prêmios científicos dados pelo estado soviético em 1941, o prêmio Lenin de 1965, a Ordem de Lenin em seis ocasiões diferentes, a Medalha Lobachevsky em 1986, entre outros. Ele também foi eleito para inúmeras outras academias e sociedades científicas, como por exemplo a Sociedade Estatística Real de Londres em 1956.

Kolmogorov teve muitos interesses fora da matemática, em particular na forma e estrutura da poesia russa do autor Pushkin.

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Precedido por
Jean Leray e André Weil
Prêmio Wolf de Matemática
1980
com Henri Cartan
Sucedido por
Lars Valerian Ahlfors e Oscar Zariski
Precedido por
Herbert Busemann
Medalha Lobachevsky
1986
Sucedido por
Friedrich Hirzebruch


Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) matemático(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Andrei Kolmogorov