Arabidopsis

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaArabidopsis
Arabidopsis thaliana habito.jpg

Classificação científica
Reino: Plantae
Divisão: Magnoliophyta
Classe: Magnoliopsida
Ordem: Brassicales
Família: Brassicaceae
Género: Arabidopsis
Espécies
Ver texto

Arabidopsis é um género pertencente à família das Brassicaceae, a que também pertencem as couves e a mostarda. Este género tornou-se particularmente importante em termos científicos porque inclui a Arabidopsis thaliana, que tem sido utilizada nas duas últimas décadas como organismo modelo para estudo da biologia genética vegetal.

Reclassificação do género Arabidopsis[editar | editar código-fonte]

Actualmente, o género Arabidopsis tem nove espécies, mais oito subespécies reconhecidas. Esta delimitação é relativamente recente e baseia-se em filogenias morfológicas e moleculares, da autoria de O'Kane e Al-Shehbaz, (1997, 2003), entre outros.

As suas descobertas confirmam que as espécies, antes reunidas sob este género são polifiléticas. As reclassificações mais recentes incluem duas espécies antes colocadas em Cardaminopsis e Hylandra, bem como três espécies do género Arabis. São também excluídas 50 espécies que foram movidas para os géneros Crucihimalaya, Beringia, Olimarabidopsis, Pseudoarabidopsis, e Lanhedgea.

Todas as espécies de Arabidopsis são nativas da Europa, embora duas das espécies se encontrem muito propagadas por vastas áreas da América do Norte e Ásia.

Citogenética[editar | editar código-fonte]

Análises Citogenéticas mostram que o número cromossómico haplóide varia com n = 5, 8, 13, ou 16.

A. thaliana tem n=5 - a sequenciação do DNA desta espécie terminou no final de 2000.

A. suecica tem n=13 - é uma espécie anfidiplóide originada pela hibridação entre A. thaliana e A. arenosa.

A. neglecta tem n=8, tal como as várias subespécies de A. halleri.

Várias espécies de A. lyrata e A. arenosa podem-se encontrar com n=8 (diplóide) ou n=16 (tetraplóide).

Até 2005, não há registo de estudo citológico das espécies A. cebennensis, A. croatica, e A. pedemontana.

Lista de espécies e subespécies[editar | editar código-fonte]

Distribuição: nativa da quase totalidade do território europeu até à Ásia Central, aparece actualmente dispersa por quase todo o mundo.
Distribuição: Escandinávia e Báltico.
A. arenosa subsp. arenosa
Distribuição: Europa: nativa da Áustria, Bielorrússia, Bósnia e Herzegovina, Bulgária, Croácia, República Checa, Nordeste da França, Alemanha, Hungria, Norte de Itália, Letónia, Lituânia, Macedónia, Polónia, Roménia, Eslováquia, Eslovénia, Suíça, Ucrânia e na antiga Jugoslávia; foi introduzida na Bélgica, Dinamarca, Estónia, Finlândia, Países Baixos, Noruega, Rússia e Oeste da Sibéria, e Suécia; ausente na Albânia, Grécia, Itália e Turquia.
A. arenosa (Lineu) Lawalrée subsp.'borbasii
Distribuição: Este da Bélgica, República Checa, Nordeste da França, Alemanha, Hungria, Polónia, Roménia, Eslováquia, Suíça, Ucrânia. Ocorre, menos, na Dinamarca.
Distribuição: Cárpatos (Polónia, Roménia, Eslováquia e zona adjacente da Ucrânia).
Distribuição: Bósnia, Croácia.
Distribuição: Sudeste da França.
Distribuição: noroeste da Itália e, presumivelmente extinta, na zona adjacente do sudoeste da Suíça.
A. lyrata subsp. lyrata
Distribuição: Nordeste da Rússia europeia, Alasca, Canadá (Oeste do Ontário, na Colúmbia Britânica), e Estados Unidos, no centro e sudeste (Sul de Vermont até ao norte da Geórgia e margem norte do Mississippi até ao Missouri e Minnesota).
A. lyrata subsp. petraea (Linnaeus)
Distribuição: Áustria, República Checa, Inglaterra, Alemanha, Hungria, Islândia, Irlanda, Norte de Itália, Noruega, Rússia (Nordeste da Rússia, Sibéria e Extremo Oriente), Escócia, Suécia, Ucrânia, América boreal (Alasca e Yukon). Aparentemente extinta na Polónia.
A. lyrata (Linnaeus) O'Kane & Al-Shehbaz subsp. kamchatica (Fischer ex de Candolle)
Distribuição: Alasca boreal, Canadá (Yukon, Mackenzie, Colúmbia Britânica, Saskatchewan setentrional), ilhas Aleutas, Sibéria oriental, Extremo oriente russo, Coreia, China setentrional, Japão e Taiwan.
A. halleri subsp. halleri
Distribuição: Áustria, Croácia, República Checa, Alemanha, Polónia, Roménia, Centro e Sul da Itália, Eslováquia, Eslovénia, Suíça e sul da Ucrânia. Foi introduzida, provavelmente, no norte de França e está extinta na Bélgica.
A. halleri subsp. ovirensis (Wulfen)
Distribuição: Albânia, Áustria, Nordeste da Itália, Roménia, Eslováquia, Eslovénia, Sudoeste da Ucrânia, Jugoslávia.
A. halleri subsp. gemmifera (Matsumura)
Distribuição: Extremo oriente russo, nordeste da China, Coreia, Japão, e Taiwan.

Espécies reclassificadas[editar | editar código-fonte]

As espécies seguintes, antes colocadas no género Arabidopsis, foram reclassificadas noutros géneros.

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Arabidopsis

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • O'KANE Jr, S.L., and I.A. Al-Shehbaz. (1997) A synopsis of Arabidopsis (Brassicaceae): Novon. 7 323–327.
  • AL-SHEHBAZ, Ihsan A., O'Kane, Steve L. (2002) Taxonomy and Phylogeny of Arabidopsis (Brassicaceae) The Arabidopsis Book : - pp.1-22. versão online
  • O'KANE Jr, S.L., and I.A. Al-Shehbaz. (2003) Phylogenetic position and generic limits of Arabidopsis (Brassicaceae) based on sequences of nuclear ribosomal DNA: Annals of the Missouri Botanical Garden 90 (4): 603-612 2003