Atentado em Londres de 29 de junho de 2007

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde Março de 2008).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

Em 29 de junho de 2007, foram descobertos, em Londres, dois carros-bombas. As bombas foram desarmadas antes que pudessem ter sido detonadas. Um dos carros foi encontrado próximo a boate Tiger Tiger, em Haymarket, mais ou menos às 1h30min; o outro carro foi encontrado na Rua Cockspur, na mesma área da cidade, em que se encontrava o primeiro.[1]

O primeiro carro chegou ao conhecimento da polícia por meio de tripulantes de uma ambulância que estava no local por causa de um incidente secundário na boate Tiger Tiger.[1]

O segundo carro foi descoberto por que ele estava estacionado em um lugar ilegal.[1] [2] Pessoas que estavam no local disseram que havia um cheiro forte de petróleo, e, por causa do primeiro carro, elas ligaram para a polícia e informaram sobre o carro.

Os veículos eram Mercedes[3] , o primeiro era um verde claro 300E, taverna metálica, número de inscrição G824 VFK, e o segundo um modelo semelhante, mas azul.

Foram recuperados os carros e os dispositivos foram desativados e levados para exame e em ambos foram encontrados petróleo em lata, latas de gás[2] e telefones celulares.[1] Se tivessem explodido, poderiam ter matado quase 40 pessoas.

Referências

  1. a b c d BBC (30 de Junho de 2007). Polícia britânica busca responsáveis por carros-bomba. bbc.co.uk. Página visitada em 19 de Agosto de 2013.
  2. a b Folha Online (29 de Junho de 2007). Polícia encontra segundo carro-bomba em Londres. folha.uol.com.br. Página visitada em 19 de Agosto de 2013.
  3. Folha Online (29 de Junho de 2007). Polícia britânica desativa carro-bomba no centro de Londres. folha.uol.com.br. Página visitada em 19 de Agosto de 2013.