Crise dos reféns do teatro de Dubrovka

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

A crise dos reféns do teatro Dubrovka, em Moscou,1 refere-se ao sequestro dos espectadores de um teatro, na área de Dubrovka, em Moscou, entre 23 e 26 de outubro de 2002, por separatistas chechenos.

Durante a apresentação do espetáculo musical Nord-Ost ("Norte-Leste" em alemão), 42 militantes chechenos armados ocuparam o teatro lotado, anunciando pertencer ao movimento separatista da Chechênia, e tomaram as 850 pessoas presentes como reféns. Em troca da libertação dessas pessoas, exigiram a retirada das forças russas da Chechênia, bem como o fim da Segunda Guerra da Chechênia. Oficialmente, a ação foi liderada por Movsar Barayev, de 23 anos.

Depois de mais de dois dias de ocupação do teatro, as forças especiais russas (Spetsnaz) bombearam um gás tóxico desconhecido através do sistema de ventilação do edifício e começaram a invasão.1 Oficialmente, 39 dos sequestradores foram mortos pelas forças russas, além de pelo menos 129 reféns (incluindo nove estrangeiros), sendo que algumas estimativas referem-se a mais de 200.

Quase todos os reféns que morreram durante a ocupação foram mortos pela substância tóxica bombeada para dentro do teatro. Poucos morreram em consequência de ferimentos por arma de fogo.2 3

O uso do gás foi amplamente condenado.4 Os médicos de Moscou também condenaram o segredo acerca da natureza da substância, pois, se ela fosse conhecida, eles poderiam administrar um antídoto específico e salvar mais vidas. Vários reféns morreram a caminho do hospital ou logo que chegaram.5

Referências

  1. a b Modest Silin, Hostage, Nord-Ost siege, 2002, Russia Today, October 27, 2007
  2. Gas 'killed Moscow hostages', BBC News, October 27, 2002.
  3. Moscow court begins siege claims, BBC News, 24 December, 2002
  4. Moscow siege gas 'not illegal'. BBC, 29 October, 2002
  5. Mystery of Russian gas deepens por Debora MacKenzie. New Scientist, 29 October 2002.
Ícone de esboço Este artigo sobre a Rússia é um esboço relacionado ao Projeto Europa e ao Projeto Ásia. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.