Bikonta

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaBikonta
Aulacanthas 01.jpg

Classificação científica
Domínio: Eukaryota
(sem classif.) Bikonta
Supergrupos
Apusozoa (?)

Cabozoa

Rhizaria
Excavata

Corticata

Archaeplastida (= Primoplantae)
Chromalveolata
(Chromista + Alveolata)

Um Bikonta é uma célula eucariota com dois flagelos. Outra característica partilhada pelos Bikonta é a fusão de dois genes: os genes para a timidilato sintase (TS) e dihidrofolato reductase (DHFR) codificam uma só proteína com duas funções (Cavalier-Smith, 2006). Estes genes são traduzidos em separado nos Unikonta.

Algumas investigações sugerem que um Unikonta (uma célula eucariota com um só flagelo) foi o antepassado dos Opisthokonta e Amoebozoa, enquanto que um Bikonta foi antepassado dos Archaeplastida, Excavata, Rhizaria e Chromalveolata (que inclui os Chromista e Alveolata).

Cavalier-Smith sugeriu que os Apusozoa, que tipicamente são considerados como incertae sedis são, de facto, Bikonta.

A seguinte árvore filogenética mostra as relações entre os principais grupos de Eukaryota de acordo com Cavalier-Smith:

Eukaryota [A] 
 [B] [C] Bikonta 
 ?

Apusozoa


 [E] Corticata 
 [I] 

Archaeplastida


 [J] Chromalveolata 
 [M] 

Chromista



Alveolata




 [F] Cabozoa 
 [K] 

Rhizaria


 [L] 

Excavata




 [D] Unikonta 

Amoebozoa


 [G] [H] 

Opisthokonta





Legenda: [A] Eukaryota ancestral heterótrofo uniflagelado e unicentriolar; mitocôndrias com cristas tubulares. [B] Ancestral biflagelado. [C] Fusão de genes DHFR-TS. [D] Fusão tripla de genes da biossíntese da pirimidina. [E] Alvéolos corticais. [F] Aquisição de cloroplastos por endossimbiose secundária de uma alga verde (Viridiplantae). [G] Flagelo posterior e mitocôndrias com cristas planas. [H] Inserção de EF1-alpha. [I] Aparição dos cloroplastos por endossimbiose primária de uma Cyanobacteria. [J] Aquisição de cloroplastos por endossimbiose secundária de uma alga vermelha (Rhodophyta). [K] Inserção de poliubiquitina. [L] Sulco de alimentação ventral. [M] Cerdas tubulares em flagelos e plastos dentro do retículo endoplasmático rugoso.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências gerais[editar | editar código-fonte]

  • Thomas Cavalier-Smith. (2006). "Protist phylogeny and the high-level classification of Protozoa". European Journal of Protistology 39 (4): 338-348.
  • Alexandra Stechmann and Thomas Cavalier-Smith. (2003). "The root of the eukaryote tree pinpointed". Current Biology 13 (17).