Calpúrnia Pisão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde Outubro de 2011). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Trechos sem fontes poderão ser removidos.
Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoYahoo!Bing.
Calpurnia Pisonis.jpg

Calpúrnia Pisão (em latim: Calpurnia Pisonis; ca. 77 a.C.[carece de fontes?] — ?), filha de Lúcio Calpúrnio Pisão Cesonino, foi uma nobre romana, a terceira e última esposa de Júlio César, os quais se uniram em 59 a.C. sem jamais ter filhos.[1] [Nota 1]

Previsão do assassinato de César[editar | editar código-fonte]

De acordo com fontes históricas, Calpúrnia teve um sonho que previa o assassinato de seu marido [2] e procurou avisá-lo, mas em vão.[3]

De acordo com Plutarco, ela tinha sonhado que segurava o corpo morto do marido, ou, segundo outras versões, que ela tinha visto uma roupa, votada como presente pelo Senado Romano, e esta roupa estava rasgada.[2]

Na peça de William Shakespeare, ela sonha com uma estátua de César da qual sangue jorrava. Por ironia, ela também pediu a Bruto que comunicasse ao Senado que seu marido estava enfermo, mas César recusou-se a mentir.

Assim que César saiu para o Senado, um escravo correu, e pediu proteção a Calpúrnia, dizendo que tinha notícias importantes para César.[4]

Viúva de César[editar | editar código-fonte]

Após a morte de César nos idos de março em 44 a.C., Calpúrnia entregou todos os papéis pessoais de César, inclusive o seu testamento e possessões preciosas, um total de quatro mil talentos, a Marco Antônio, um dos sucessores de seu marido.[5] Ela jamais voltaria a casar-se.


Notas e referências

Notas

  1. De acordo com Plutarco, Pisão foi feito cônsul por César no ano seguinte ao casamento de César com Calpúrnia; o ano do consulado de Pisão, de acordo com outras fontes, foi 58 a.C. As outras informações (terceira esposa, não tiveram filhos) estão no texto de Plutarco.

Referências

  1. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de César 14.8 [em linha]
  2. a b Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de César 63.9
  3. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de César 63.11
  4. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de César 64.6
  5. Plutarco, Vidas Paralelas, Vida de Marco Antônio 15.1-2 [em linha]

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Vita Caesaris, cap. 19–24, relata o assassinato de César; extracts are quoted in The Assassination of Julius Caesar, 44 BC EyeWitness to History. Visitado em 9 de novembro de 2005.. For an assessment of Nicolaus and his sources see Sihler, E.G. Annals of Caesar: A Critical Biography with a Survey of the Sources (New York : G. E. Stechert, 1911), pp. 293–4
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Calpúrnia Pisão