Canto do Buriti

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Canto do Buriti
Bandeira de Canto do Buriti
Brasão de Canto do Buriti
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 15 de dezembro
Fundação 15 de dezembro de 1938
Gentílico cantoburitiense
Prefeito(a) Marcos Nunes Chaves (Marquinhos) (DEM)
(2013–2016)
Localização
Localização de Canto do Buriti
Localização de Canto do Buriti no Piauí
Canto do Buriti está localizado em: Brasil
Canto do Buriti
Localização de Canto do Buriti no Brasil
08° 06' 36" S 42° 56' 38" O08° 06' 36" S 42° 56' 38" O
Unidade federativa  Piauí
Mesorregião Sudoeste Piauiense IBGE/2008[1]
Microrregião São Raimundo Nonato IBGE/2008[1]
Municípios limítrofes (No sentido horário) Pajeú do Piauí, Brejo do Piauí, Tamboril do Piauí, Guaribas, Cristino Castro, Alvorada do Gurguéia, Colônia do Gurgueia, Eliseu Martins e Pavussu.
Distância até a capital 405 Km km
Características geográficas
Área 4 409,804 km² [2]
População 20 619 hab. IBGE/2014[3]
Densidade 4,68 hab./km²
Altitude 269 m
Clima Semi-árido
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,616 médio PNUD/2000[4]
PIB R$ 71 573,831 mil IBGE/2008[5]
PIB per capita R$ 3 481,89 IBGE/2008[5]
Página oficial

Canto do Buriti é um município brasileiro do estado do Piauí. Localiza-se a uma latitude 08º06'36" sul e a uma longitude 42º56'40" oeste, estando a uma altitude de 269 metros.

História[editar | editar código-fonte]

As terras do atual município começaram a ser povoadas graças á exploração da borracha, quando famílias oriundas de São João do Piauí fixaram residência no local. Logo surgiu um povoado que foi chamado de Guaribas. Em 1915, foi elevado a município com o nome de vila Canto do Buriti. Com a decadência da borracha, o município perdeu sua autonomia, anexando-se ao território de São João do Piauí, em 1931. Em 1938, restaurou sua autonomia, sendo elevada a cidade.

A vila de Canto do Buriti, após a inauguração, sofreu o impacto da queda busca da maniçoba, prejudicando sua economia. A sua recuperação se deve ao esforço empregado no desenvolvimento da agricultura e da pecuária. Deve-se isso à sua elevação à categoria de cidade, em 15 de Dezembro de 1938.

Em tempos atuais, a economia é fortalecida principalmente com a agricultura, como por exemplo da cana-de-açúcar, milho, manga, e de outras culturas. Além disso a pecuária, a apicultura está em outros pontos como fonte econômica. A exploração de comércios de pequeno e grande porte, vem conduzindo novas ofertas de trabalho na cidade.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Nossa Senhora Sant'Ana é a padroeira da cidade ocorrendo, portanto, em julho os festejos da cidade que iniciam no dia 17 seguindo até o dia 26, dia da padroeira. Nesse mês ocorre diversas atividades religiosas na igreja. Após as missas noturnas também ocorrem várias atividades comemorativas que são desenvolvida pela própria paróquia num espaço na praça da cidade. Além da programação religiosa nesse mesmo mês ocorre também diversas festas com bandas do cenário regional e nacional.

Composição Política Atual[editar | editar código-fonte]

Prefeito: Marcos Nunes Chaves (Marquinhos)

Vice: Sandra de Sousa Andrade Neiva

Vereadores: (Ordem de Votação Eleitoral)

Raimundo Nonato Barbosa de Miranda

Reginaldo Aluísio de Moura Chaves – Presidente da Câmara Municipal de Vereadores

Átila de Moura Ribeiro

Francisco das Chagas Valente de Sá

Raimundo Amorim da Luz

Sandosval Pinheiro Cavalcante

Edvaldo Borges de Sousa

José Ilio de Sousa Rodrigues

Antônio de Noronha Silva

Aroli Nunes Pereira

Ranildo Pereira Dos Santos

Fonte: http://www.tre-pi.jus.br/eleicoes/eleicoes-2012

Lista de prefeitos[editar | editar código-fonte]

1934-1945 - José Vicente de Moura

1945-1947 - (Vários Nomeados)

1947-1950 - Manoel Barbosa e Silva

1951-1954 - José da Silva Dias (Dudu)

1955-1958 - Abel da Silva Pimentel

1959-1962 - Heli de Carvalho Cronemberger

1963-1966 - Miguel Valente de Figueiredo

1967-1970 - José da Silva Dias (Dudu)

1971-1972 - Heli de Carvalho Cronemberger

1973-1976 - Eneas Nunes Maia

1977-1982 - Heli de Carvalho Cronemberger

1983-1988 - Nilmar Valente de Figueiredo

1989-1992 - Péricles Pires Chaves (Pereca)

1993-1996 - Maria de Lourdes Pessa Valente

1997-2000 - Eurimar Nunes de Miranda

2001-2004 - Péricles Pires Chaves (Pereca)

2004-2004 - Madalena de Moura Chaves

2005-2008 - Nilmar Valente de Figueiredo

2009-2012 - Nilmar Valente de Figueiredo

2013-2016 - Marcos Nunes Chaves (Marquinhos)

Referências

  1. a b Divisão Territorial do Brasil Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  2. IBGE (10 out. 2002). Área territorial oficial Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Visitado em 5 dez. 2010.
  3. Estimativa populacional 2014 IBGE Estimativa populacional 2014 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2014). Visitado em 29 de agosto de 2014.
  4. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil Atlas do Desenvolvimento Humano Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2000). Visitado em 11 de outubro de 2008.
  5. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008 Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Visitado em 11 dez. 2010.
Ícone de esboço Este artigo sobre municípios do estado do Piauí é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.