Cazuza – O Tempo não Para

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita nenhuma fonte ou referência, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2009).
Por favor, melhore este artigo providenciando fontes fiáveis e independentes, inserindo-as no corpo do texto por meio de notas de rodapé. Encontre fontes: Googlenotícias, livros, acadêmicoScirusBing. Veja como referenciar e citar as fontes.
Cazuza – O Tempo não Para
 Brasil
2004 • cor • 98 min 
Direção Sandra Werneck
Walter Carvalho
Roteiro Fernando Bonassi
Victor Navas
Elenco Daniel de Oliveira
Marieta Severo
Leandra Leal
Reginaldo Faria
Andréa Beltrão
Género drama
Idioma Português
Página no IMDb (em inglês)
Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o

Cazuza – O Tempo não Para é um filme brasileiro de 2004, do gênero drama biográfico, dirigido por Sandra Werneck e Walter Carvalho, e com roteiro baseado na vida do cantor e compositor Cazuza.

O roteiro foi escrito por Fernando Bonassi e Victor Navas, é baseado no livro Cazuza, Só As Mães São Felizes, escrito pela mãe do cantor, Lucinha Araújo, e pela jornalista Regina Echeverria.

Sinopse[editar | editar código-fonte]

O filme retrata a vida do compositor e cantor Cazuza desde quando começou a carreira, atuando na peça Pára-quedas do Coração, no Circo Voador, o sucesso com o Barão Vermelho e sua carreira solo até sua morte em 1990, em decorrência de complicações causadas pela AIDS.

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

  • Teve o título provisório de Eu Preciso Dizer Que Te Amo.
  • Daniel de Oliveira usou lentes de contato e emagreceu 11 quilos para o papel, em um regime radical. O ator ainda fez aulas de canto para chegar ao timbre de Cazuza.
  • Em algumas cenas, algumas das pessoas que foram representadas pelos atores aparecem verdadeiramente. Durante a canção Maior Abandonado, quando o personagem Zeca, vivido por Emílio de Mello, joga um copo no palco e Cazuza corta o pé, aparece, ao seu lado, o verdadeiro Zeca (Ezequiel Neves). Pouco depois, durante a canção O Tempo Não Pára, aparece a verdadeira socialite Lucinha Araújo (vivida no filme por Marieta Severo), aplaudindo e jogando uma rosa ao palco.

== Principais prêmios == Grande Prêmio Cinema Brasil

  • Venceu nas categoria de melhor filme, melhor ator (Daniel de Oliveira), Melhor Roteiro Adaptado, Melhor Edição, Melhor Som, Melhor Trilha Sonora e Melhor Fotografia. Também foi indicado a Melhor Direção de Arte, Melhor Figurino, Melhor Ator Coadjuvante (Emílio de Melo), Melhor Atriz Coadjuvante (Andréa Beltrão) e Melhor Atriz Coadjuvante (Leandra Leal).
  • Prêmio Qualidade Brasil de Melhor Ator de Cinema de 2004 (Daniel de Oliveira).
  • Troféu APCA de Melhor Ator (Daniel de Oliveira).
  • Prêmio Associação dos Correspondentes de Imprensa Estrangeira como Melhor Ator de 2004 (Daniel de Oliveira).
  • Prêmio do Festival de Cinema Brasileiro de Miami de Melhor Ator (Daniel de Oliveira) e Melhor Filme.
  • Prêmio do Festival de Cinema Ibero-Americano LaCinemaFe de Melhor Filme e de Melhor Ator (Daniel de Oliveira).

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um filme brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.