Cuculiformes

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Como ler uma caixa taxonómicaCuculiformes
Cuculus canorus.jpg

Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Chordata
Classe: Aves
Ordem: Cuculiformes
Wagler, 1830
Distribuição geográfica
Cuckoo and Turacos range.png
Famílias
ver texto

Cuculiformes é uma ordem de aves com apenas uma família, que inclui os animais conhecidos como cucos, corredores e coucals. O grupo inclui 147 espécies, classificadas em 32 géneros[1] .

De uma forma geral, a aves cuculiformes são de pequeno a médio porte, bico curto e arqueado e patas curtas. As espécies do grupo não apresentam dimorfismo sexual e alimentam-se sobretudo de insectos e outros pequenos invertebrados. As estratégias de reprodução variam bastante, desde o assalto de ninhos alheios típico dos cucos à incubação normal das posturas. O grupo tem distribuição global, mas vive sobretudo em climas tropicais a temperados.

Taxonomia[editar | editar código-fonte]

A taxonomia de Sibley-Ahlquist reconheceu 6 famílias dentro da ordem Cuculiformes: Cuculidae, Centropodidae, Coccyzidae, Crotophagidae, Neomorphidae e Opisthocomidae.[2] [3] O reconhecimento de seis famílias foram baseados em critérios arbitrários para delineamento de táxons a nível familiar, usando distâncias genéticas derivadas de dados de dissociação terminal. Centropodidae, Crotophagidae e Neomorphidae são tratadas como subfamílias dentro da Cuculidae, e Coccyzidae foi absorvida pela subfamília Cuculinae.[4] Estudos moleculares demonstraram que a Opisthocomidae não possui relação com a Cuculiformes, sendo classificada numa ordem distinta, a Opisthocomiformes.[5] [6] A família Musophagidae também já foi incluída nesta ordem, mas o parentesco sugerido não foi confirmado em estudos moleculares, sendo classificada numa ordem própria, a Musophagiformes.[7] [6]

Wikispecies
O Wikispecies tem informações sobre: Cuculiformes

Referências

  1. •Hoatzin, Turacos, Cuckoos IOC Word Bird List. Visitado em 19 de Setembro de 2011.
  2. Sibley, C.G., J.E. Ahlquist, and B.L. Monroe (1988), A classification of the living birds of the world based on DNA-DNA hybridization studies, Auk 105, 409-423.
  3. Sibley, C.G., and J.E. Ahlquist (1990), “Phylogeny and Classification of Birds”, Yale University Press, New Haven, CT.
  4. Sorenson, M.D., and R.B. Payne (2005), Molecular systematics: Cuckoo phylogeny inferred from mitochondrial DNA sequences in “The Cuckoos”, pp.68-94 (R.B. Payne, ed.), Oxford University Press, Oxford.
  5. Ericson, P. G. P., C. L. Anderson, T. Britton, A. Elżanowski, U. S. Johansson, M. Kallersjo, J. I. Ohlson, T. J. Parsons, D. Zuccon & G. Mayr. 2006a. Diversification of Neoaves: Integration of molecular sequence data and fossils. Biol. Lett. 2: 543-547.
  6. a b Hackett, S.J., R.T. Kimball, S. Reddy, R.C.K. Bowie, E.L. Braun, M.J. Braun, J.L. Chojnowski, W.A. Cox, K-L. Han, J. Harshman, C.J. Huddleston, B.D. Marks, K.J. Miglia, W.S. Moore, F.H. Sheldon, D.W. Steadman, C.C. Witt, and T. Yuri (2008), A phylogenetic study of birds reveals their evolutionary history, Science 320, 1763-1767.
  7. Veron, G., and B.J. Winney (2000), Phylogenetic relationships within the turacos (Musophagidae), Ibis 142, 446-456.
  • Maclean, G.L., 1993. Robert’s Birds of Southern Africa. 6th Edition. John Voelcker Bird Book Fund
Ícone de esboço Este artigo sobre Aves, integrado no Projeto Aves é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.