Decauville

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Translation Latin Alphabet.svg
Este artigo ou secção está a ser traduzido (desde maio de 2015). Ajude e colabore com a tradução.


Société Nouvelle des Établissements Decauville Aîné[1]
Société Industrielle Decauville (atual)
Tipo Privada
Indústria Ferroviaria e Automotiva
Fundação 1875[1]
Fundador(es) Paul Decauville
Sede Corbeil-Essonnes
Produtos Sistema Decauville, vagões, locomotivas bicicletas e automóveis
Subsidiárias Société des Voitures Automobiles Decauville

A Société Decauville, originalmente Société Nouvelle des Établissements Decauville Aîné, foi uma fábrica francesa de sistemas ferroviários e veículos diversos, sendo uma das pioneiras nesses ramos, atua desde 1875, tendo sido fundada por Paul Decauville.

O produto mais inovador da Decauville, foi o "Sistema Decauville", um sistema de seções de ferrovia pré-construídos, bem leves facilitando o transporte e a montagem, sendo muito utilizado em minas e grandes adegas e mais tarde em ferrovias regulares.

Histórico[editar | editar código-fonte]

O início e as primeiras ideias[editar | editar código-fonte]

Em 1853 o pai de Paul Decauville, Armand, criou uma oficina de caldeiras dentro da fazenda da família para instalar destilarias nas fazendas do leste de Paris. Em 1864, Armand pede ajuda a seu filho mais velho, Paul, que por ter a saúde fraca, decidiu melhorar e automatizar o funcionamento do negócio. Em 1867, para superar a escassez de mão de obra mecanizando a rotina de arar seus campos, ele seleciona o sistema do engenheiro inglês J. Fowler, utilizando um locomóvel à vapor e um arado reversível, agregando aos serviços da oficina a manutenção dessas caldeiras. Armand Decauville morreu em 1871. Nesse mesmo ano, as oficinas Decauville começam a fazer a manutenção das caldeiras da empresa PLM.

Mas foi em 1875 que as coisas começaram a acontecer. Paul Decauville, testa vários sistemas de transporte e exploração agrícola em suas terras, entre eles o Sistema H. Corbin: um caminho de madeira, semelhante a uma escada, cujos montantes eram cobertos por um suporte de ferro. Os pequenos vagões tinham apenas um eixo. Depois de testar esse sistema, ele foi considerado muito frágil e foi descartado. Naquele mesmo ano, a fazenda Decauville decide plantar beterrabas e a colheita é excelente. Os meios de transporte da época, incluindo veículos basculantes, se mostraram inúteis. Em seguida Paul Decauville decide fazer um sistema mais eficiente que o "Corbin", consistindo de dois trilhos de ferro, ocos de seção quadrada, afastados 400 mm um do outro e presos à dormentes de ferro achatadas, de forma a não afundar no chão. Devido a bitola reduzida e leveza dos trilhos, e também às limitadas dimensões dos caminhos, surge a ideia de criar pequenos vagões ferroviários. Tudo funciona bem, e a colheita de 9.000 toneladas é feita, ajudando também na exploração madeireira antes da primeira geada.

Dois anos depois do episódio da beterraba, o sistema Decauville já era exportado para vários países, como mostra a tabela abaixo:[2]

Uma locomotiva Decauville de 1915.
Locais de instalação por país
País Em 1878
França 202
Bélgica 9
Reino Unido 8
Alsácia 6
Suíça 5
Brasil 4
Rússia 3
Argélia, Áustria, Egito, Espanha, Ilhas Maurício, Martinica, Portugal 2
Cochinchina, África do Sul, Grécia, Holanda, Ilha Reunião, Ilhas Seicheles, Itália, Jamaica, México, Mônaco, Noruega 1

Ainda em 1878, Paul Decauville recebeu a permissão de construir a Ligne du jardin d’acclimatation para demonstrar o transporte de passageiros na Exposição Universal.

Uso militar[editar | editar código-fonte]

Para o uso militar, a partir de 1888, o sistema foi adaptado para a bitola de 600 mm, e foi usado em Madagascar, no Marrocos, no Sudoeste Africano Alemão [3]

No início da Primeira Guerra Mundial, o sistema Decauville já tinha se estabelecido como um padrão militar e os franceses, os ingleses, e até mesmo os alemães, construíram milhares de quilômetros do que ficou sendo conhecido como ferrovia de trincheira, usando o sistema Decauville. [4]

Automóveis[editar | editar código-fonte]

A Société des Voitures Automobiles Decauville, uma subsidiária, foi crida em 1897, e começou a produzir automóveis em 1898[5] em sua fábrica, localizada em Petit-Bourg.[6]

Galeria[editar | editar código-fonte]

Ilustração do Sistema Decauville sendo montado. 
Uma locomotiva Decauville
Anúncio das bicicletas Decauville
Obras de revitalização em uma ferrovia usando o Sistema Decauville
Uma Voiturette Decauville de 1898. 
Um automóvel Decauville de 1903. 

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Société Nouvelle des Établissements Decauville Aîné - Matériel pour le transport des canons et munitions Exposition Universalle Internationale de 1900 Minitère du Commerce, de l`industrie des postes et des télégraphes (1902). Visitado em 23/05/2015.
  2. Source : J. Turgan, Les Grandes Usines, tome 38, p. 42
  3. Shaw, Frederic J.. Little Railways of the World. Berkeley, Calif.: Howell-North, 1958. p. 37 e 38.
  4. Taylorson, Keith. Narrow gauge at war, 2. East Harling, UK: Plantway press, 1996. ISBN 1-871980-55-0
  5. Georgano, G.N.. Beaulieu Encyclopedia of the Automobile. Londres: HMSO, 2000. ISBN 1-57958-293-1
  6. Wise, David Burgess."Decauville: Road-going Rolling Stock", in Ward, Ian, executive editor. World of Automobiles (London: Orbis, 1974), Volume 5, p.506.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Roger Bailly: Decauville, ce nom qui fit le tour du monde, Le Mée-sur-Seine 1999, ISBN 2-86849-076-X (em francês)
  • Revue: Voie Ferrées", article sur "Les autorails Decauville" (X 52000 et X 52100) du Centre Autorails de Grenoble, paru dans le n° 1, d'octobre-novembre 1980, Editions Presse et Editions Ferroviaires, Grenoble (em francês)
  • Harald Linz, Halwart Schrader: Die Internationale Automobil-Enzyklopädie, United Soft Media Verlag, Munique 2008, ISBN 978-3-8032-9876-8 (em alemão)
  • George Nick Georgano: The Beaulieu Encyclopedia of the Automobile, Volume 1: A–F., Fitzroy Dearborn Publishers, Chicago 2001, ISBN 1-57958-293-1 (em inglês)
  • George Nick Georgano: Autos. Encyclopédie complète. 1885 à nos jours. Courtille, Paris 1975 (em francês)

Ligações Externas[editar | editar código-fonte]

 
Search Wikimedia Commons
   Wikimedia Commons tem media  relacionada com a (categoria):
Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.