Eduardo Farnésio (cardeal)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Odoardo Farnese
Cardeal da Santa Igreja Romana
Cardeal Odoardo Farnese, na obra "Cardeais Alessandro Farnese e Odoardo Farnese" na entrada da sacristia da Igreja Il Gesù, Roma.

Título

Cardeal-bispo de Frascati
Ordenação e nomeação
Ordenação episcopal 2 de Julho de 1621[1] [2]
Cardinalato
Criação 6 de Março de 1591 pelo Papa Gregório XIV
Brasão
Arms of the House of Farnese.svg
Dados pessoais
Nascimento Flag of the Duchy of Parma.svg Parma[1]
6 de Dezembro de 1573
Morte Flag of the Duchy of Parma.svg Parma
21 de Fevereiro de 1626 (52 anos)
Cardeais
Categoria:Hierarquia católica
Projeto Catolicismo

Eduardo Farnésio (6 de dezembro de 157321 de fevereiro de 1626), em italiano: Odoardo Farnese foi um nobre e cardeal italiano.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Era o segundo filho de Alexandre Farnésio, 3.º Duque de Parma e Piacenza, e de sua mulher, a infanta D. Maria de Guimarães, conhecido pela protecção que deu às artes.[1]

Foi criado cardeal-diácono no consistório de 6 de Março de 1591, recebendo o título de Santo Adriano no Forum em 20 de Novembro.[1] [2] A 12 de Junho de 1595, passa para a diaconia de Santo Eustáquio.[1] [2] Passa para a diaconia de Santa Maria em Via Lata em 13 de Novembro de 1617. Nessa mesma data, torna-se o cardeal-protodiácono.[1] [2] Em 11 de Janeiro de 1621, passa para a ordem dos cardeais-presbíteros, permanecendo pro hac vice em Santa Maria em Via Lata.[1] [2]

Passa para a ordem dos cardeais-bispos e recebe a sé suburbicária de Sabina a 3 de Março de 1621. Foi consagrado em 2 de Julho de 1621, pelo cardeal Roberto Bellarmino, S.J., auxiliado pelo patriarca Latino de Jerusalém Diofebo Farnese e pelo arcebispo-emérito de Bari Galeazzo Sanvitale.[1] [3] Passa para a sé suburbicária de Frascati em 27 de Setembro de 1623.

Por um breve período, foi regente do Ducado de Parma e Piacenza em nome de seu sobrinho, Eduardo I, de 1622 a 1626.

O Cardeal Eduardo é provavelmente mais conhecido hoje por ter patrocionado o artista Bolonhês Annibale Carracci cujos trabalhos se encontram no Palácio Farnésio, em Roma.[1]

No teto do seu antigo estúdio privado no Palácio Farnésio, o Camerino, a pintura central representa A Escolha de Hércules, que está rodeada por moldura também pintada, dando a ilusão de um quadro a óleo pendurado no teto quando, na realidade, tanto a gravura como moldura são pinturas.

O Cardeal Eduardo patrocinou ainda vários quadros a óleo de Carracci, incluindo o famoso "Rinaldo e Armida".

O mecenato na área da arquitectura foi menos marcante mas incluíu a Casa Professa, uma residência Jesuíta adjacente à Igreja de Jesus, em Roma, construída pelo arquitecto Girolamo Rainaldi.

Foi cardeal protetor do Reino de Portugal.[1]

Conclaves[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b c d e f g h i j The Cardinals of the Holy Roman Church
  2. a b c d e GCatholic.org
  3. Catholic Hierarchy

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Eduardo Farnésio (cardeal)
Precedido por
Agostino Cusani
External Ornaments of a Cardinal (not a bishop).svg
Cardeal-diácono de Santo Adriano no Forum

15911595
Sucedido por
Francesco Mantica
Precedido por
Guido Pepoli
External Ornaments of a Cardinal (not a bishop).svg
Cardeal-diácono de Santo Eustáquio

15951617
Sucedido por
Andrea Baroni Peretti Montalto
Precedido por
Francesco Sforza
External Ornaments of a Cardinal (not a bishop).svg
Cardeal-diácono de Santa Maria em Via Lata

16171621
Sucedido por
Andrea Baroni Peretti Montalto
Precedido por
Andreas von Austria
External Ornaments of a Cardinal (not a bishop).svg
Cardeal-protodiácono

16171621
Sucedido por
Andrea Baroni Peretti Montalto
Precedido por
Pietro Aldobrandini
Cardeal
Cardeal-bispo de Sabina

16211623
Sucedido por
Bonifazio Bevilacqua Aldobrandini
Precedido por
Francesco Sforza
Cardeal
Cardeal-bispo de Frascati

16231627
Sucedido por
Giovanni Battista Deti