F-Nippon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


F-Nippon
Categoria Fórmula (monopostos)
País ou região Japão
Primeira temporada 1973
Pilotos 14[1]
Equipas 9[1]
Construtores Swift
Fornecedores de Motores Toyota, Honda
Fornecedores de Pneus Bridgestone[2]
Last Campeão de Pilotos França Loïc Duval
Last Campeão de Equipas Japão Nakajima Racing
Website Oficial Site Oficial da Fórmula Nippon
Motorsport current event.svg Edição Actual

A Fómula Nippon é a maior categoria de monopostos do Japão.

A Categoria[editar | editar código-fonte]

A Fórmula Nippon foi criada em 1973 como uma versão japonesa da Fórmula 2, porém com algumas importantes diferenças no regulamento técnico. Inicialmente, foi chamada de Fórmula 2000.
Diferentemente de suas contrapartes europeias Fórmula 3 e Fórmula 3000, a F-Nippon manteve-se como uma categoria multimarcas depois dos anos 80, tendo, até recentemente, três principais fornecedores de chassis: Lola, G-Force e Reynard. Os motores eram fornecidos, principalmente, pela Mugen-Honda, mas fabricantes como a Cosworth também já participaram da categoria.
Com a saída da G-Force em 2001 e a falência da Reynard em 2002, a F-Nippon se tornou uma categoria monomarcas, com chassis Lola B03/50 e motores Mugen-Honda. Entretanto, as equipes têm autorização para fazer alterações nos propulsores. Depois de uma reformulação profunda em seu regulamento no ano de 2006, a categoria passou a ter dois fabricantes de motores: Honda e Toyota.
No ano de 2009 a série trocou a fornecedora de chassis, com o objetivo de reduzir os custos, modernizar o equipamento e gerar mais ultrapassagens. Desde então são usados chassis Swift FN09.

Pilotos[editar | editar código-fonte]

A categoria conta com pilotos experientes e jovens promessas, em sua maioria japoneses. Entretanto, pilotos estrangeiros frequentemente participam da competição e até se sagram campeões, como Ralf Schumacher, Pedro de la Rosa e o atual campeão Loïc Duval. Atualmente, os estrangeiros que participam da Fórmula Nippon são o francês Loïc Duval, o brasileiro João Paulo de Oliveira, o italiano Kei Cozzolino e o alemão André Lotterer.

Carro[editar | editar código-fonte]

Chassis[editar | editar código-fonte]

Chassi Swift FN09 (também conhecido como Swift 017.n), usado na F-Nippon desde 2009.

Os carros da F-Nippon possuem chassis Swift, modelo FN09, de engenharia moderna e design futurista. Esses chassis, inseridos na categoria a partir de 2009, foram desenhados de forma a aumentar o downforce do carro como um todo, modernizar a série, facilitar as ultrapassagens e passar uma maior sensação de agilidade nas pistas. Para isso, possui construção comparável a outros monopostos, à base de fibra de carbono e é feito sob o conceito de "carro-asa" (conceito banido da Fórmula 1, por exemplo), utilizando-se do efeito solo para conseguir uma grande aderência.

Motor[editar | editar código-fonte]

A F-Nippon tem, desde 2006, motores V8 de 3400cc fabricados por dois fornecedores: Honda e Toyota. Os propulsores da Toyota são de modelo RV8K, e são os mesmos usados em seus carros na Super GT (nesse caso, os motores são renomeados RV8K-G). As usinas Honda recebem a denominação de HR09E e são exclusivas da categoria.
Os motores pesam aproximadamente 120 kg e entregam 600 HP de potência, tendo seus giros limitados a 10300 RPM. Eles têm que durar, obrigatoriamente, 4 corridas. Caso seja necessária a troca antes das 4 provas, o piloto em questão perde 10 posições on grid de largada (exceto se o motor quebrar durante uma prova e impedir o piloto de completá-la; nesse caso, não há punição).

Pneus[editar | editar código-fonte]

Desde 1997 a categoria conta com uma única fornecedora de pneus, a Bridgestone. São disponibilzados, a cada prova, dois tipos de pneus para condições de pista seca (slicks) e um tipo para pista molhada (que pode ser usado com eficiência também como pneu "intermediário"). Devido ao grande downforce gerado pelo chassi, os pneus estão entre as partes mais exigidas de todo o carro, precisando, por isso, ter uma construção muito resistente.

Sistema de ultrapassagens[editar | editar código-fonte]

A F-Nippon utiliza um sistema de ultrapassagens semelhante ao "push-to-pass" da IndyCar Series e da GP2. Ao ser pressionado, o botão eleva o limite de giros do motor de 10300 para 10700 RPM por um período de 20 segundos. O sistema pode ser utilizado 5 vezes durante uma corrida, e LEDs localizados acima da cabeça do piloto indicam quantas vezes o botão ainda pode ser pressionado durante aquela prova.

Calendário 2010[editar | editar código-fonte]

Etapa Circuito Data
Suzuka Circuit 17-18 de abril
Twin Ring Motegi 22-23 de maio
Fuji Speedway 17-18 de julho
Twin Ring Motegi 7-8 de agosto
Sportsland Sugo 25-26 de setembro
Autopolis 16-17 de outubro
Suzuka Circuit 6-7 de novembro
Special Fuji Speedway 13-14 de novembro

Sistema de pontuação[editar | editar código-fonte]

O sistema de pontuação segue a seguinte tabela, de acordo com a posição de chegada na corrida:

Posição 1st 2nd 3rd 4th 5th 6th 7th 8th Pole
Pontos 10 8 6 5 4 3 2 1 1

Vale notar que é dado, também, 1 ponto para o piloto que marcar a pole-position.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Temporada Nome da Série Campeão Equipe Campeã
1973 All-Japan Formula 2000 Japão Motoharu Kurosawa Não houve premiação.
1974 All-Japan Formula 2000 Japão Noritake Takahara Não houve premiação.
1975 All-Japan Formula 2000 Japão Kazuyoshi Hoshino Não houve premiação.
1976 All-Japan Formula 2000 Japão Noritake Takahara Não houve premiação.
1977 All-Japan Formula 2000 Japão Kazuyoshi Hoshino Não houve premiação.
1978 Japanese Formula Two Japão Kazuyoshi Hoshino Não houve premiação.
1979 Japanese Formula Two Japão Keiiji Matsumoto Não houve premiação.
1980 Japanese Formula Two Japão Masahiro Hasemi Não houve premiação.
1981 Japanese Formula Two Japão Satoru Nakajima Não houve premiação.
1982 Japanese Formula Two Japão Satoru Nakajima Não houve premiação.
1983 Japanese Formula Two Reino Unido Geoff Lees Não houve premiação.
1984 Japanese Formula Two Japão Satoru Nakajima Não houve premiação.
1985 Japanese Formula Two Japão Satoru Nakajima Não houve premiação.
1986 Japanese Formula Two Japão Satoru Nakajima Japão Heroes Racing
1987 Japanese Formula 3000 Japão Kazuyoshi Hoshino Japão Hoshino Racing
1988 Japanese Formula 3000 Japão Aguri Suzuki Japão Footwork Racing International
1989 Japanese Formula 3000 Japão Hitoshi Ogawa Japão Dome
1990 Japanese Formula 3000 Japão Kazuyoshi Hoshino Japão Team Impul
1991 Japanese Formula 3000 Japão Ukyo Katayama Japão Cabin Racing/Heroes Racing
1992 Japanese Formula 3000 Itália Mauro Martini Japão Team Nova
1993 Japanese Formula 3000 Japão Kazuyoshi Hoshino Japão Team Impul
1994 Japanese Formula 3000 Itália Marco Apicella Japão Team LeMans
1995 Japanese Formula 3000 Japão Toshio Suzuki Japão Nakajima Racing
1996 Formula Nippon Alemanha Ralf Schumacher Japão Team LeMans
1997 Formula Nippon Espanha Pedro de la Rosa Japão Team Nova
1998 Formula Nippon Japão Satoshi Motoyama Japão Team LeMans
1999 Formula Nippon Países Baixos Tom Coronel Japão Nakajima Racing
2000 Formula Nippon Japão Toranosuke Takagi Japão Nakajima Racing
2001 Formula Nippon Japão Satoshi Motoyama Japão Team 5Zigen
2002 Formula Nippon República da Irlanda Ralph Firman Japão Nakajima Racing
2003 Formula Nippon Japão Satoshi Motoyama Japão Team Impul
2004 Formula Nippon Reino Unido Richard Lyons Japão Team Impul
2005 Formula Nippon Japão Satoshi Motoyama Japão Team Impul
2006 Formula Nippon França Benoît Tréluyer Japão Team Impul
2007 Formula Nippon Japão Tsugio Matsuda Japão Team Impul
2008 Formula Nippon Japão Tsugio Matsuda Japão Team Impul
2009 Formula Nippon França Loïc Duval Japão Nakajima Racing
2010 Formula Nippon Brasil João Paulo de Oliveira Japão Team Impul

Referências

  1. a b 2010 Entry List Site Oficial da Fórmula Nippon Acessado em 4 de maio de 2010.
  2. http://www.f-nippon.co.jp/fn/en/outline/outline04.shtml