Super GT

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa


Super GT
Categoria Gran Turismo
País ou região Japão Japan
Tailândia Tailândia
Primeira temporada 1993
Equipas 15 (GT500)
26 (GT300) (total: 41)
Campeão de Pilotos GT500
Japão Takashi Kogure
França Loïc Duval
GT 300
Japão Kazuki Hoshino
Japão Masataka Yanagida
Campeão de Equipas GT500: Weider Honda Racing
GT300: Hasemi Motorsport
Campeão de Fabricantes GT500: Honda
GT300: Nissan
Website Oficial Super GT.net
Motorsport current event.svg Edição Actual

A SUPER GT (por vezes chamada de Super GT e antigamente chamada de All-Japan Grand Touring Car Championship (JGTC), tradução de Campeonato Japonês de Gran Turismo) é a principal categoria de automobilismo de carros da classe Gran Turismo do Japão. É promovida pela GT Association e regulamentada pela FIA. O mecanismo de corrida se assemelha às categorias de endurance e às demais de GT: cada carro deve ter dois pilotos, e cada piloto deve percorrer no máximo 2/3 de uma prova. É a categoria mais popular de toda a Ásia.

A cada temporada, é explorado um novo tipo de regulamento. As maiores alterações regulamentares aconteceram em 1998, 2003, 2005 (quando o campeonato deixou de se chamar JGTC), 2009 e em 2014, esta última em conjunto com a DTM, o Campeonato de Turismo Alemão, provocando assim mudanças drásticas na forma e motorização dos carros. Apesar do regulamento conjuntivo, os campeonatos, bem como a motorização, estão distintos.

Carros[editar | editar código-fonte]

Os carros são divididos em duas categorias, os GT500 para carros com 500HP de força, e a GT300 para carros com 300HP de força. A Super GT é uma categoria multimarcas, permitindo a participação de diversos construtores e fornecedores de pneus, combustível e peças.

Classe GT500[editar | editar código-fonte]

Os carros da GT500 devem, obrigatoriamente, manter certos aspectos com relação às suas versões originais e respeitar a definição de carros de Gran Turismo. Os motores devem ser 4 cilindros em linha turbo de 2 litros de capacidade cubica montados ou na parte frontal do veículo ou no centro. Outras especificações podem ser usadas desde que aprovadas pelo comitê regulador da categoria e desde que tenham sua potência equalizada com os motores padrão. É permitido o uso de um ou dois restritores de ar e o uso de saias laterais nos carros. Também é livre a alteração na configuração da suspensão original do carro e outros ajustes menores. Para que haja uma identificação com o carro original, o veículo de competição deve manter uma silhueta lateral semelhante à do carro produzido em massa do qual ele se origina.

Classe GT300[editar | editar código-fonte]

Os carros da GT300 também devem se encaixar na definição de Gran Turismo. Deve ser usado um motor do mesmo fabricante do carro original, homologado pela FIA. O posicionamento do motor é livre. As regras de suspensão e aerodinâmica são semelhantes às da GT500. O chassi do carro deve ser mantido original, com adaptações para melhorar a segurança em caso de acidentes.

Recentemente, os carros da categoria "FIA GT3" foram permitidos nesta classe. Neste caso, alguns carros não possuem a potência limitada a 300cv, mas podendo ter até 500cv dependendo do carro, e do BoP (Balance of Performance), que surgiu recentemente nas categorias de turismo.

Pneus[editar | editar código-fonte]

Cada carro pode usar durante o fim de semana 9 sets de pneus. Os participantes da Super Lap devem largar com os mesmos pneus com que classificaram. As trocas de pneus durante a corrida não são obrigatórias e cada carro pode usar 2 mecânicos para efetuá-las.

Combustível[editar | editar código-fonte]

É permitido o uso apenas de gasolina como combustível, sem a adição de nenhum tipo de aditivo.

Proibições[editar | editar código-fonte]

Na Super GT são proibidos sistemas eletrônicos de controle do carro, controle de tração, telemetria, uso de suspensão ativa, freios com ABS, ajustes automáticos ou eletrônicos de suspensão, bem como regulagem de suspensão a partir do interior do carro com o mesmo em movimento. Até 2009, foi proibido qualquer tipo de assistência para a troca de marchas, incluindo câmbio automático ou semi-automático.

Calendário 2013[editar | editar código-fonte]

Etapa Prova** Circuito Data
1 Japão Okayama GT
300km
Okayama International Circuit 7 de abril
2 Japão Fuji GT1
500km
Fuji Speedway 29 de abril
NC Coreia do Sul Corrida de exibição Yeongam 19 de maio
3 Malásia Super GT International Series Malaysia
300km
Sepang 16 de junho
4 Japão Sugo GT
300km
Sportsland Sugo 28 de julho
5 Japão 42nd International Poka
1000km
Suzuka 18 de agosto
6 Japão Fuji GT2
300km
Fuji 8 de setembro
7 Japão Autopolis GT
300km
Autopolis 6 de outubro
8 Japão Motegi GT
250km
Motegi 3 de novembro
NC Japão Fuji Sprint Cup Fuji 16 e 17 de novembro

Corridas[editar | editar código-fonte]

As corridas da SUPER GT são disputadas em circuitos localizados no Japão e na Malásia, em nove etapas durante o ano. A distância de cada prova varia entre 250 km e 1000 km.

Treino Classificatório[editar | editar código-fonte]

É realizado na véspera da corrida. O sistema de definição do grid de largada mais comumente usado na Super GT é o "Super Lap". Semelhante ao sistema de classificação usado na Fórmula 1 e nos circuitos mistos da Indycar, o método consiste em dividir a classificação em duas partes. Na primeira, os pilotos fazem suas voltas rápidas e os 10 carros com melhores tempos vão para o Super Lap, com os demais largando nas posições que conquistaram. Na segunda parte, os carros saem novamente à pista, agora um de cada vez, para um set de 4 voltas: as duas primeiras de aquecimento de pneus, a terceira cronometrada e a quarta de retorno aos pits. Ao fim da sessão, os 10 primeiros colocados no grid são ordenados de acordo com a ordem crescente de tempos, com o mais baixo saindo à frente. É importante salientar que ambos os pilotos devem participar da sessão qualificatória.
O regulamento da Super GT prevê ainda mais dois métodos de classificação, estes menos utilizados: Sessões "cheias" de 45 minutos e um método por 'Knock Out'.

Corrida[editar | editar código-fonte]

A largada é dada em filas duplas, com os carros em movimento. Os pilotos da GT 500 saem à frente dos pilotos da GT 300 e os carros que avançaram à Super Lap devem largar com o mesmo set de pneus usado na classificação. Ambos os pilotos devem conduzir o carro, respeitando a distância máxima de 2/3 do total da prova. Os pit-stops são feitos em janelas determinadas e as trocas de pneus não são obrigatórias. Durante o trabalho de pits, o motor do carro deve ser desligado. Durante o reabastecimento, trabalhos de ajuste do carro e troca de pneus são proibidos. Apenas dois mecânicos podem cuidar diretamente da troca de pneus (obviamente, um terceiro é permitido para erguer o carro).

Sistema de Pontuação[editar | editar código-fonte]

Os pontos para pilotos e equipes na Super GT são distribuídos da seguinte forma, de acordo com a classificação na corrida:

Posição 10º
Pontos 20 15 11 8 6 5 4 3 2 1

Para o campeonato de equipes ainda são dados, na GT 500, 3 pontos para o carro que termina na volta do líder, 2 pontos para aquele que termina uma volta atrás e 1 ponto para quem termina duas voltas atrás. Na GT 300, são 3 pontos para o carro que chega na volta do líder ou uma volta atrás e 1 ponto para aquele que termina a corrida duas voltas atrás do líder.
Não são dados pontos para pole position, maior número de voltas lideradas ou melhor volta.

Campeões[editar | editar código-fonte]

Temporada Categoria Título de Pilotos Título de Equipes
Piloto(s) Carro Equipe Carro
All-Japan Grand Touring Car Championship (JGTC)
1993 GT Japão Masahiko Kageyama Nissan Skyline GT-R R32 Não houve premiação.
1994 GT1 Japão Masahiko Kageyama Nissan Skyline GT-R R32 Calsonic Hoshino Racing Nissan Skyline GT-R R32
GT2 Japão Sakae Obata Porsche 964 Carrera RS Kegani Racing Porsche 964 Carrera RS
1995 GT1 Japão Masahiko Kageyama Nissan Skyline GT-R R33 Calsonic Hoshino Racing Nissan Skyline GT-R R33
GT2 Japão Kaoru Hoshino
Japão Yoshimi Ishibashi
Nissan Skyline GTS-R Calsonic Impul Nissan Skyline GTS-R
1996 GT500 Austrália David Brabham
Dinamarca John Nielsen
McLaren F1 GTR Team Lark McLaren F1 GTR
GT300 Japão Keiichi Suzuki
Japão Morio Nitta
Porsche Carrera RSR Team Taisan Jr. Porsche 964 Carrera RSR
1997 GT500 Espanha Pedro de la Rosa
Alemanha Michael Krumm
Japão Masami Kageyama
Toyota Supra Toyota Castrol Team TOM'S Toyota Supra
GT300 Japão Manabu Orido
Japão Hideo Fukuyama
Nissan SIlvia S14 RS-R Racing Team with Bandoh Nissan Silvia S14
1998 GT500 França Érik Comas
Japão Masami Kageyama
Nissan Skyline GT-R R33 Pennzoil NISMO Nissan Skyline GT-R R33
GT300 Japão Keiichi Suzuki
Japão Shingo Tachi
Toyota MR2 Team Taisan Jr. with Tsuchiya Toyota MR2
1999 GT500 França Érik Comas Nissan Skyline GT-R R34 Pennzoil NISMO Nissan Skyline GT-R R34
GT300 Japão Morio Nitta Toyota MR2 Momocorse Racing with Tsuchiya Toyota MR2
2000 GT500 Japão Ryo Michigami Honda NSX Castrol Dome Mugen Project Honda NSX
GT300 Japão Hideo Fukuyama Porsche 996 GT3R Team Taisan Advan Porsche 996 GT3R
2001 GT500 Japão Hironori Takeuchi
Japão Yuji Tachikawa
Toyota Supra Nismo Hiroto/Xanavi Nissan Skyline GT-R R34
GT300 Japão Nobuyuki Oyagi
Japão Takayuki Aoki
Nissan Silvia S15 Team Taisan Advan Porsche 911 GT3R
2002 GT500 Japão Juichi Wakisaka
Japão Akira Iida
Toyota Supra Esso Ultraflo Team LeMans Toyota Supra
GT300 Japão Morio Nitta
Japão Shinichi Takagi
Toyota MR-S Team Taisan Advan Porsche 911 GT3R
2003 GT500 Japão Satoshi Motoyama
Alemanha Michael Krumm
Nissan Skyline GT-R R34 Xanavi Nismo Nissan Skyline GT-R R34
GT300 Japão Mitsuhiro Kinoshita
Japão Masataka Yanagida
Nissan Fairlady Z Z33 Team Taisan Advan Chrysler Viper GTS-R
Porsche 911 GT3R
2004 GT500 Japão Satoshi Motoyama
Reino Unido Richard Lyons
Nissan Fairlady Z Z33 Nismo Xanavi/Motul Pitwork Nissan Fairlady Z Z33
GT300 Japão Tetsuya Yamano
Japão Hiroyuki Yagi
Honda NSX M-TEC Honda NSX
Super GT
2005 GT500 Japão Yuji Tachikawa
Japão Toranosuke Takagi
Toyota Supra Nismo Xanavi/Motul Pitwork Nissan Fairlady Z Z33
GT300 Japão Kota Sasaki
Japão Tetsuya Yamano
Toyota MR-S Team Reckless Toyota MR-S
2006 GT500 Japão Juichi Wakisaka
Alemanha André Lotterer
Lexus SC430 Open Interface Toyota Team TOM'S Lexus SC430
GT300 Japão Tetsuya Yamano
Japão Hiroyuki Iiri
Mazda RX-7 RE Amemiya Racing Asparadrink Mazda RX-7 FD3S
2007 GT500 Japão Daisuke Ito
República da Irlanda Detona Ralph Firman
Honda NSX Autobacs Racing Team Aguri Honda NSX
GT300 Japão Kazuya Oshima
Japão Hiroaki Ishiura
Toyota MR-S Cars Tokai Dream 28
Privée Kenzo Asset
Mooncraft/Riley Shiden MC/RT-16.
2008 GT500 Japão Satoshi Motoyama
França Benoît Tréluyer
Nissan GT-R Petronas Toyota Team TOM'S Lexus SC430
GT300 Japão Kazuki Hoshino
Japão Hironobu Yasuda
Nissan 350Z MOLA Nissan 350Z
2009 GT500 Japão Juichi Wakisaka
Alemanha André Lotterer
Lexus SC430 Lexus Team Petronas TOM'S Lexus SC430
GT300 Japão Manabu Orido
Japão Tatsuya Kataoka
Lexus IS350 Racing Project Bandoh Lexus IS350
2010 GT500 Japão Takashi Kogure
França Loïc Duval
Honda HSV-010 GT Weider Honda Racing Honda HSV-010 GT
GT300 Japão Kazuki Hoshino
Japão Masataka Yanagida
Nissan 350Z Hasemi Motor Sport Nissan 350Z

Ligações externas[editar | editar código-fonte]