Fuji International Speedway

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Japão Fuji International Speedway
Fuji
Fuji.svg
Mapa do circuito.
Informações da corrida
Localização Shizuoka, Japão
Voltas 67
Percurso 4.563 km (2.835 mi)
Total 305.416 km (189.777 mi)
Curvas 16
Pole Reino Unido Lewis Hamilton
McLaren-Mercedes V8
1min 18s 404
2008
Volta mais rápida
na prova
Brasil Felipe Massa
Ferrari V8
1min 18s 426
2008
Anos disputados 4
Primeira disputa 1976
Última disputa 2008
Maior vencedor (pilotos) Estados Unidos Mario Andretti (1)
Reino Unido James Hunt (1)
Reino Unido Lewis Hamilton (1)
Espanha Fernando Alonso (1)
Maior vencedor (equipe) Reino Unido McLaren (2)
Última corrida (2008):
Pole Position
Piloto Reino Unido Lewis Hamilton
McLaren-Mercedes V8
Tempo 1min 18s 404
Volta mais rápida
Piloto Brasil Felipe Massa
Ferrari V8
Tempo 1min 18s 426
Pódio
Primeiro Espanha Fernando Alonso
Renault V8
1h 30min 21s 892
Segundo Polónia Robert Kubica
BMW V8
+5s 283
Terceiro Finlândia Kimi Raikkonen
Ferrari V8
+6s 400

O Fuji International Speedway é um circuito localizado no distrito de Sunto, em Shizuoka, no Japão, aos pés do Monte Fuji. Fez a sua restréia na Fórmula 1 no ano de 2007, substituindo o circuito de Suzuka como sede do Grande Prêmio do Japão em um contrato de 2 anos.

História[editar | editar código-fonte]

Inicialmente a pista foi planejada para ser um oval de duas milhas e meia de extensão de alta velocidade (formato de circuito conhecido como Superspeedway), porém, devido a falta de recursos, somente uma das curvas do circuito foi construída. Posteriormente esta curva foi interligada com as ruas da localidade, transformando Fuji em um circuito de rua.

A pista foi inaugurada em dezembro de 1965 e logo pode-se constatar a alta periculosidade da curva de alta velocidade, pois não fornecia proteção satisfatória em caso de acidentes, o que tornava os mesmos, em sua maioria, muito graves. Foram feitos alguns ajustes para tentar solucionar o problema, sendo o principal a adição de uma curva de baixa velocidade ao fim da reta.

Em 1976, no circuito de Fuji, o Japão estréia na Fórmula 1, sendo a última das 16 corridas da temporada. Na primeira edição, houve uma batalha intensa entre James Hunt e Niki Lauda e, devido as péssimas condições do tempo e da pista, Lauda abandona a disputa e deixa livre para Hunt ganhar o campeonato. Mario Andretti venceu a corrida com Hunt chegando em terceiro.

Na sua segunda edição, em 1977, foi uma corrida marcada por um grave acidente. Na volta 6, Ronnie Peterson e Gilles Villeneuve disputavam posições quando Villeneuve fez uma manobra no fim da reta, o carro saiu da pista e atravessou o muro, voando em direção às pessoas que estavam naquele ponto. Ao final, duas pessoas morreram (um policial e um fotógrafo) e mais de dez pessoas se feriram. Dessa vez Hunt ganha a corrida e, como já não havia mais nenhuma disputa ou interesse, Hunt e o 2º colocado, Carlos Reutemann, não subiram ao pódio, porque pegaram o primeiro vôo para a Europa, fazendo que apenas Patrick Depailler, o 3º colocado, comemorasse sozinho. Depois disso, Fuji não sediou mais corridas na F1 e o Japão esperou dez anos para novamente ver um Grande Prêmio em seu país, dessa vez em Suzuka.

Restou a Fuji sediar corridas de carros e de outras competições nacionais. As velocidades ainda continuavam muito altas e, por isso, em 1986, foram colocadas duas chicanes, uma na curva 100R e a outra na maior curva do circuito, a Last Curve mas, mesmo com essas modificações, o maior atrativo do circuito é ainda a sua longa reta que tem mais de 1.3 km, sendo uma das maiores do automobilismo. A pista ainda continuou a sediar competições nacionais, até que os donos da pista tentaram, sem sucesso, uma prova na CART no final dos anos 90. Depois foi abandonada e no outono de 2000 a Toyota comprou o autódromo para tentar se fazer algo no futuro com o circuito.

Em 2003, o circuito foi fechado para novas modificações profundas, tendo seu traçado modificado e refeito por Hermann Tilke. Recentemente, em abril de 2005, a pista foi aberta novamente e a Toyota conseguiu um acordo com a FIA para trazer novamente a Formula 1 para Fuji, em substituição à Suzuka — a prova realizou-se em 30 de setembro de 2007. Tal fato acirra ainda mais a disputa entra as duas equipes japonesas da Fórmula 1, já que Suzuka pertence à Honda.

Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

O Autódromo de Monte Fuji foi palco do Grande Prêmio do Japão de Fórmula 1 nos anos de 1976, 1977, 2007 e 2008.

O Fuji International Speedway mudou muito ao longo dos anos. Na década de 80, o circuito tinha uma curva longa perto da última curva. Na década de 90, esta curva longa foi divida por uma chicane. Já em 2005, a pista foi reformada mais uma vez, agora ganhou o atual traçado. Houve uma versão GT do Fuji Speedway, chamago Fuji Speedway GT, mas esta só foi disponível para o jogo Gran Turismo 4.

Vencedores[editar | editar código-fonte]

Ano Piloto Equipe Detalhes
2008 Espanha Fernando Alonso Renault Detalhes
2007 Reino Unido Lewis Hamilton McLaren-Mercedes Detalhes
Não houve de 1978 à 2006
1977 Reino Unido James Hunt McLaren-Ford Detalhes
1976 Estados Unidos Mario Andretti Lotus-Ford Detalhes

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui multimídias sobre Fuji International Speedway