Felipe Massa

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Felipe Massa
Felipe Massa em 2008
Informações pessoais
Nome completo Felipe Massa
Nacionalidade Brasil Brasileiro
Nascimento 25 de abril de 1981 (32 anos)
São Paulo, (SP)
Altura 1,66[1] m
Registros na Fórmula 1
Temporadas 2002, 2004
Equipes Sauber, Ferrari, Williams
GPs disputados 197 (195 largadas)
Vitórias 11
Pódios 36
Pontos 828[2]
Pole positions 15
Voltas mais rápidas 14
Primeiro GP GP da Austrália de 2002
Primeira vitória GP da Turquia de 2006
Última vitória GP do Brasil de 2008
Último GP GP da China de 2014

Felipe Massa (São Paulo, 25 de abril de 1981) é um automobilista brasileiro, vice-campeão de Fórmula 1 em 2008. Atualmente, é piloto contratado pela Williams.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Felipe Massa nasceu em 25 de abril de 1981 em São Paulo e cresceu na cidade de Botucatu, no interior paulista;[3] é descendente de italianos. Seus avós são originários da cidade de Cerignola, na província de Foggia na Itália.[4] Felipe iniciou sua carreira automobilística no kart, em 1990.[5] Aos 16 anos, trabalhou como ajudante de cozinheiro no refeitório de Interlagos em época de Grande Prêmio do Brasil para vivenciar de perto o ambiente da Fórmula 1.[6] [7]

Felipe tem grande apoio da família em sua carreira.[8] [9] Em novembro de 2007 Massa casou-se com a empresária Anna Raffaela Bassi.[10] No dia 30 de novembro de 2009 nasceu o primeiro filho do casal, Felipe Bassi Massa, apelidado de Felipinho.[11]

Massa é torcedor do São Paulo Futebol Clube. Quando o piloto sofreu grave acidente em 2009, foi homenageado pela equipe, que, durante jogo do Campeonato Brasileiro, exibiu mensagens de apoio enviadas pelos torcedores no telão do Estádio do Morumbi.[12]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início[editar | editar código-fonte]

Felipe Massa nas 500 milhas de kart da Granja Viana em 2009, de volta as suas origens onde tudo começou.

Começou sua carreira no kart, quando tinha apenas oito anos de idade, Morava em Botucatu-SP época em que encontrou seu então ídolo Ayrton Senna e pediu-lhe um autógrafo — que foi negado. A partir desse episódio, Massa passou a torcer por Nelson Piquet.[13] Passou pela Fórmula Chevrolet, Fórmula Renault, Fórmula 3 e Fórmula 3000.

2002-2005: Sauber[editar | editar código-fonte]

Massa durante o GP da Inglaterra em 2005, ainda correndo na Sauber.

Em 2002 teve sua estreia na Fórmula 1 na equipe Sauber. Com todas as vagas preenchidas para o campeonato de 2003, Massa acabou sendo piloto de testes da Ferrari.

Felipe retornou como titular em 2004 novamente pela equipe Sauber ficando até 2005. No mesmo ano, Rubens Barrichello anuncia sua saída da equipe italiana, posto que é ocupado por Felipe Massa em 2006, sendo companheiro de equipe de Michael Schumacher.

2006-2013: Ferrari[editar | editar código-fonte]

Massa comemorando a vitória no GP do Brasil, em 2006

Já no seu primeiro ano pela Ferrari, Massa alcançou sua primeira vitória na categoria no Grande Prêmio da Turquia (27 de agosto de 2006), ficando em terceiro lugar no campeonato.

Felipe Massa ganhou em casa o Grande Prêmio do Brasil em 22 de outubro de 2006, sendo o primeiro brasileiro a vencer em Interlagos desde Ayrton Senna, em 1993. Foi a 90ª vitória brasileira na Fórmula 1. Com a aposentadoria de Schumacher, Felipe teve chances de brigar pelo título do Campeonato Mundial de Fórmula 1 em 2007, mas, devido a problemas durante a temporada, acabou em quarto lugar. Em 2008, pela primeira vez na carreira, assumiu, após vencer na França, a liderança do Mundial, entrando na história, como primeiro piloto brasileiro a liderar o campeonato depois de Ayrton Senna, em 1993.

Felipe Massa terminou como Vice-Campeão Mundial de F1 de 2008, a um ponto do Lewis Hamilton. O título foi decidido na penúltima curva da última volta da última corrida da temporada, o Grande Prêmio do Brasil, vencido por Felipe. Na ocasião, já tinha começado a chover e todos os seis primeiro pilotos do grid, já estavam de pneus intermediários, exceto o alemão Timo Glock, que estava na quarta posição. Faltando três voltas para o fim Sebastian Vettel ultrapassou Glock, que caiu para quinto lugar. Na penúltima curva, da última volta Timo Glock, ainda de pneus slicks (pneus para pista seca), não tracionou o carro direito e Lewis Hamilton, concorrente ao título, que vinha no "desespero", ultrapassou o alemão (no momento em que Felipe Massa já tinha vencido a corrida), indo à quinta posição, colocação que deu o título a Hamilton, por um ponto.[14]

Acidente[editar | editar código-fonte]

Durante o treino classificatório para o Grande Prêmio da Hungria, em 2009, Felipe Massa foi atingido na cabeça por uma mola que se soltou do carro de Rubens Barrichelo. O piloto brasileiro ficou inconsciente e colidiu contra a proteção de pneus. Dois fatos comprovam que Massa ficou inconsciente: ele não soltou o volante do carro no momento da colisão (prática comum para se evitar fraturas) e a transmissão relatava que ele estava freando e acelerando ao mesmo tempo.[15]

Após o resgate de helicóptero, foi levado para o Hospital Militar de Budapeste, onde foram diagnosticadas fraturas no crânio e uma pequena lesão cerebral. O piloto teve de passar por uma cirurgia e chegou a ficar em coma induzido e respirando com a ajuda de aparelhos.[16] [17]

A mola que acertou o piloto da Ferrari era de aço, media 12 cm de diâmetro e pesava 800 gramas, componente do carro da Brawn GP. O impacto foi equivalente a 152 kg, considerando a velocidade do carro a 280 km/h (média em que é realizada a curva quatro de Hungaroring).[18]

Após 9 dias do acidente, o piloto deixou o Hospital de Budapeste caminhando e embarcou para o Brasil.[19] Chegando a São Paulo foi internado no Hospital Albert Einstein, onde passou por uma série de exames que descartaram a necessidade de uma nova cirurgia e no dia seguinte recebeu alta.[17]

Michael Schumacher chegou a ser anunciado para ser o substituto de Massa no grande prêmio da Europa, em Valência, na Espanha[20] mas por não ter se recuperado completamente das lesões causadas por um acidente de moto em fevereiro acabou desistindo de retornar as pistas.[21] O substituto de Massa nos grandes prêmios da Europa e da Bélgica foi o italiano Luca Badoer, que ficou em último lugar nas duas etapas (tanto no grid quanto na corrida). Por este motivo, Badoer não foi substituto de Massa a partir do GP da Itália em 13 de setembro. A partir de então, até o final da temporada, o substituto do piloto brasileiro foi o também italiano Giancarlo Fisichella.

Retorno às pistas[editar | editar código-fonte]

Em 10 de setembro de 2009, Massa voltou às pistas em uma competição oficial, GP do Brasil.[22] Em 6 de outubro o piloto, confirmado para a temporada de 2010 da Fórmula 1, retornou a Ferrari, onde começou a treinar em um simulador.[23] Seis dias depois o piloto iniciou os testes na pista de Fiorano, em Maranello, com o modelo F2007.[24] No ano seguinte, Grande Prêmio do Bahrain, em14 de março de 2010 conseguiu a segunda colocação.[25] Na corrida seguinte, o Grande Prêmio da Austrália, Felipe conseguiu mais um pódio chegando na terceira colocação[26] e chegou a assumir a liderança do mundial após completar na sétima colocação o Grande Prêmio da Malásia.[27] Entretanto, Felipe teve uma série de resultados negativos a partir dessa corrida. Chegando inclusive a envolver em duas polêmicas: a primeira quanto a uma manobra de Fernando Alonso na entrada dos boxes do Grande Prêmio da China. Na ocasião, durante a vigésima terceira volta, quando o safety car entrou na pista após um acidente, Massa ia à frente para o boxe, mas o espanhol o ultrapassou na entrada dos pits e levou vantagem sobre o brasileiro gerando críticas e um clima tenso na equipe.[28] A segunda polêmica foi quanto a um suposto jogo de equipe durante o Grande Prêmio da Alemanha e, novamente, envolvia Fernando Alonso. Massa tinha assumido a ponta na largada e liderado a maior parte da prova, entretanto a equipe julgou que o piloto espanhol era mais rápido e pediu a Felipe que cedesse a posição. Felipe o fez e Alonso venceu a prova. O ocorrido gerou muitas críticas, já que o regulamento proíbe "ordens de equipe que interfiram no resultado da corrida", e a Ferrari foi multada em US$ 100 mil, além de o caso ter sido encaminhado ao Conselho Mundial da FIA onde será julgado e os acusados poderão sofrer outras penas.[29]

Temporada 2012[editar | editar código-fonte]

Felipe Massa durante os treinos livres para o Grande Prêmio da Malásia de 2012.

Felipe Massa começou muito mal a temporada 2012, tendo resultados piores do que do ano anterior, chegando até o GP da Hungria – 11° GP da temporada – com apenas 33 pontos, estando 139 pontos atrás de Fernando Alonso, seu companheiro de equipe que brigava pelo título. Como seu contrato com a Ferrari era válido até o final de 2012 sua vaga estava muito ameaçada. Depois das férias de agosto da Fórmula 1 Massa voltou a andar bem, fez 26 pontos nas 3 corridas seguintes, tendo como melhor resultado um 4° lugar no GP da Itália. No GP do Japão, Massa termina em 2° e volta ao pódio depois de quase 2 anos, confirmando sua recuperação. No GP da Coreia Massa foi 4°, pois foi impedido de atacar seu companheiro Alonso que brigava pelo título. Em 31 de outubro, depois de sua sexta atuação consistente, Massa renova com a Ferrari para temporada 2013. Na estreia da corrida de Austin na F1, Massa iria largar na frente de seu companheiro, mas a Ferrari, pensando num jogo de equipe, modificou câmbio. Com isso, o piloto foi punido e perdeu 5 posições no grid. Na corrida ele foi 4°. Para encerrar e confirmar sua recuperação na categoria, Felipe Massa terminou em 3° no GP do Brasil. Durante essas oito corridas Massa somou 89 pontos, mais que o dobro que nas 12 corridas iniciais.[carece de fontes?]

Temporada 2013[editar | editar código-fonte]

Esta temporada marcou o fim de seu vínculo com a Ferrari. Em 11 de setembro de 2013 Massa anunciou em seu Twitter que não continuará na equipe a partir de 2014 e que procura outra.[30] No mesmo dia, a própria Ferrari também confirmou oficialmente que Kimi Räikkönen será seu substituto.[31]

2014: Williams[editar | editar código-fonte]

Em 11 de novembro de 2013 Massa anunciou oficialmente que correrá pela equipe Williams F1 a partir da temporada de 2014, tendo o finlandês Valtteri Bottas como companheiro de equipe.[32] "A Williams é uma das mais bem-sucedidas e importantes equipes da história da Fórmula 1. Quando eu era criança, sonhava em correr pela Williams, Ferrari ou McLaren", expressou Massa por meio de seu site oficial.[33]

Títulos[editar | editar código-fonte]

Individuais[editar | editar código-fonte]

Posição de chegada nas corridas de Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

(legenda) Corridas em negrito indicam pole position; em itálico indicam a volta mais rápida.

Temporada Equipe Chassis Motor Pneu 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 Classificação Pontos
2002 Sauber Petronas Sauber C21 Petronas 02A 3.0 V10 B AUS
Ret
MAS
6
BRA
Ret
SMR
8
ESP
5
AUT
Ret
MON
Ret
CAN
9
EUR
6
GBR
9
FRA
Ret
ALE
7
HUN
7
BEL
Ret
ITA
Ret
EUA
NP
JAP
Ret
13º 4
2004 Sauber Petronas Sauber C23 Petronas 04A 3.0 V10 B AUS
Ret
MAS
8
BHR
12
SMR
10
ESP
9
MON
5
EUR
9
CAN
Ret
EUA
Ret
FRA
13
GBR
9
ALE
13
HUN
Ret
BEL
4
ITA
12
CHN
8
JAP
9
BRA
8
12º 12
2005 Sauber Petronas Sauber C24 Petronas 05A 3.0 V10 M AUS
10
MAS
10
BHR
7
SMR
10
ESP
11
MON
9
EUR
14
CAN
4
EUA
NL
FRA
Ret
GBR
10
ALE
8
HUN
14
TUR
Ret
ITA
9
BEL
10
BRA
11
JAP
10
CHN
6
13º 11
2006 Scuderia Ferrari
Marlboro
Ferrari 248 F1 Ferrari 056 2.4 V8 B BHR
9
MAS
5
AUS
Ret
SMR
4
EUR
3
ESP
4
MON
9
GBR
5
CAN
6
EUA
2
FRA
3
ALE
2
HUN
7
TUR
1
ITA
9
CHN
Ret
JAP
2
BRA
1
80
2007 Scuderia Ferrari
Marlboro
Ferrari F2007 Ferrari 056 2.4 V8 B AUS
6
MAS
5
BHR
1
ESP
1
MON
3
CAN
DSQ
EUA
3
FRA
2
GBR
5
EUR
2
HUN
14
TUR
1
ITA
Ret
BEL
2
JAP
6
CHN
3
BRA
2
94
2008 Scuderia Ferrari
Marlboro
Ferrari F2008 Ferrari 056 2.4 V8 B AUS
Ret
MAS
Ret
BHR
1
ESP
2
TUR
1
MON
3
CAN
5
FRA
1
GBR
13
ALE
3
HUN
Ret
EUR
1
BEL
1
ITA
6
CIN
13
JAP
7
CHN
2
BRA
1
97
2009 Scuderia Ferrari
Marlboro
Ferrari F60 Ferrari 056 2.4 V8 B AUS
Ret
MAS
9
CHN
Ret
BHR
14
ESP
6
MON
4
TUR
6
GBR
4
ALE
3
HUN
NL
EUR
Les
BEL
Les
ITA
Les
CIN
Les
JAP
Les
BRA
Les
EAU
Les
11° 22
2010 Scuderia Ferrari
Marlboro
Ferrari F10 Ferrari 056 2.4 V8 B BHR
2
AUS
3
MAL
7
CHN
9
ESP
6
MON
4
TUR
7
CAN
15
EUR
11
GBR
15
ALE
2
HUN
4
BEL
4
ITA
3
CIN
8
JAP
Ret
COR
3
BRA
15
EAU
10
144
2011 Scuderia Ferrari
Marlboro
Ferrari 150° Italia Ferrari 056 2.4 V8 P AUS
7
MAL
5
CHN
6
TUR
11
ESP
Ret
MON
Ret
CAN
6
EUR
5
GBR
5
ALE
5
HUN
6
BEL
8
ITA
6
CIN
8
JAP
7
COR
6
IND
Ret
EAU
5
BRA
5
118
2012 Scuderia Ferrari
Marlboro
Ferrari F2012 Ferrari P AUS
Ret
MAL
15
CHN
13
BHR
9
ESP
15
MON
6
CAN
10
EUR
16
GBR
4
ALE
12
HUN
9
BEL
5
ITA
4
CIN
8
JAP
2
COR
4
IND
6
EAU
7
EUA
4
BRA
3
122
2013 Scuderia Ferrari Marlboro Ferrari F138 Ferrari P AUS
4
MAL
5
CHN
6
BHR
15
ESP
3
MON
Ret
CAN
8
GBR
6
ALE
Ret
HUN
8
BEL
7
ITA
4
CIN
6
JAP
10
COR
9
IND
4
EAU
8
EUA
12
BRA
7
112
2014* Williams Martini Racing Williams FW36 Mercedes PU106A Hybrid V6 P AUS
Ret
MAL
7
BHR
7
CHN
15
ESP
MON
CAN
AUT
GBR
ALE
HUN
BEL
ITA
CIN
JAP
RUS
EUA
BRA
EAU
11º 12

* Temporada em andamento.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Fórmula 1 2007 — Felipe Massa (html) (em português). Terra. Página visitada em 20 de maio de 2011.
  2. Felipe Massa stats f1. statsf1.
  3. ISTOÉ. Candidato a campeão (html) (em português). Página visitada em 20 de junho de 2013.
  4. Redação Terra (5 de setembro de 2007). Cidade italiana homenageia Massa (html) (em português). Terra. Página visitada em 23 de agosto de 2011.
  5. Redação Folha (25 de julho de 2009). Veja a trajetória de Felipe Massa no automobilismo (shtml) (em português). Folha Online. Página visitada em 23 de agosto de 2011.
  6. A trajetória de Felipe Massa até a Fórmula 1 (html) (em português). globo.com (31 de outubro de 2010). Página visitada em 23 de agosto de 2010.
  7. Felipe Massa Carregador (vídeo) (em português). UOL (29 de maio de 2008). Página visitada em 23 de agosto de 2011.
  8. Massa agradece família e manda abraço a pentacampeão mundial (html) (em português). globoesporte.com (22 de junho de 2008). Página visitada em 23 de agosto de 2011.
  9. Marcelo Freire (30 de outubro de 2010). "Bonzinho", Massa se escora em família em semana turbulenta (shtml) (em português). Folha Online. Página visitada em 23 de agosto de 2011.
  10. Massa diz 'sim' após teste de paciência
  11. Felipe Massa e Rafaela saem da maternidade com o filho
  12. Redação iG (18 de Agosto de 2011). Futebol também é paixão entre os pilotos de Fórmula 1 (html) (em português). iG - Esportes. Página visitada em 23 de agosto de 2011.
  13. Senna me negou um autógrafo e passei a torcer por Piquet, Revista Época, 26-7-2008.
  14. [1]
  15. www.youtube.com/watch?v=QVmNJPxRy4A
  16. sofre acidente em treino para GP da Hungria e passa por cirurgia
  17. a b Após bateria de exames, Massa recebe alta e deixa hospital
  18. no capacete de Massa pode ter sido de 152 kg
  19. Massa sobe no avião e embarca para o Brasil
  20. 40, Schumacher substituirá Massa na Ferrari
  21. Schumacher desiste do retorno à F-1 e culpa dores; Badoer corre
  22. pilota kart e inicia recuperação em São Paulo
  23. Massa treina seis horas no simulador da Ferrari com a pista de Barcelona
  24. pilota Ferrari pela primeira vez após grave acidente
  25. CUNHA, Tatiana (15 de Março de 2010). Alonso frustra festa de Massa. Folha de S. Paulo.
  26. vence GP da Austrália e Massa fica em terceiro - Abril.com
  27. Massa cruza em 7º e assume a liderança - Estadao.com.br
  28. de Alonso sobre Massa na China abre crise na Ferrari - O Globo
  29. multa Ferrari, e polêmica do GP será julgada no Conselho Mundial | globoesporte.com
  30. Felipe’s tweet (em inglês). Sítio oficial Scuderia Ferrari (11 de setembro de 2011). Página visitada em 11 de setembro de 2013.
  31. Welcome back, Kimi! (em inglês). Sítio oficial Scuderia Ferrari (11 de setembro de 2013). Página visitada em 11 de setembro de 2013.
  32. The Williams F1 Team announces its 2014 driver line-up (em inglês). Sítio oficial Williams F1 (11 de novembro de 2013). Página visitada em 11 de novembro de 2013.
  33. Notícias. Sítio oficial de Felipe Massa (11 de novembro de 2013). Página visitada em 11 de novembro de 2013.
Outros projetos Wikimedia também contêm material sobre este tema:
Wikiquote Citações no Wikiquote
Commons Imagens e media no Commons
Commons Categoria no Commons
Wikinotícias Notícias no Wikinotícias

Ligações externas[editar | editar código-fonte]