Alberto Ascari

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Alberto Ascari
Informações pessoais
Nome completo Alberto Ascari
Nacionalidade Itália italiano(a)
Nascimento 13 de julho de 1918
Milão, Flag of Lombardy.svg Lombardia
Morte 26 de maio de 1955 (36 anos)
Monza, Flag of Lombardy.svg Lombardia
Registros na Fórmula 1
Temporadas 1950-1955
Equipes 3 (Ferrari, Maserati e Lancia)
GPs disputados 33 (32 largadas)
Títulos 2 (1952-1953)
Vitórias 13
Pódios 17
Pontos 140.1 (107.6)1
Pole positions 14
Voltas mais rápidas 12
Primeiro GP Mónaco GP de Mônaco de 1950
Primeira vitória Alemanha GP da Alemanha de 1951
Última vitória Suíça GP da Suíça de 1953
Último GP Mónaco GP de Mônaco de 1955

Alberto Ascari (Milão, 13 de julho de 1918Monza, 26 de maio de 1955) foi um piloto de fórmula 1 e uma das primeiras estrelas da Ferrari.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido em Milão, Itália, Ascari tinha a velocidade nas suas veias, seu pai Antonio Ascari foi um talentoso piloto nos anos 1920, correndo com Alfa Romeos. Antonio morreu enquanto liderava o Grande Prêmio da França em 1925 mas o jovem Ascari tinha interesse em corridas ao invés de ódio. Ele pilotou motocicletas no princípio de sua carreira; foi depois que ele entrou na prestigiada Mille Miglia num carro esporte da Ferrari que ele começou a pilotar veículos de quatro rodas.

Sua carreira de piloto foi interrompida durante a Segunda Guerra Mundial, depois começou a correr Grandes Prêmios com a Maserati. Seu companheiro de equipe Luigi Villoresi, que foi mentor e amigo de Alberto. Ele venceu seu primeiro Grande Prêmio em San Remo, Itália em 1948 e venceu outra corrida no ano seguinte pela mesma equipe. Seu maior sucesso depois de se juntar a Villoresi na Ferrari; ele venceu mais três corridas.

A primeira temporada oficial de Fórmula 1 começou em 1950 e a Ferrari estreou em Monte Carlo com Ascari, Villoresi e o popular piloto francês Raymond Sommer na equipe. Ascari terminou em segundo na corrida e depois no ano compartilhou o segundo lugar na primeira corrida em Monza. Ele foi apenas o quinto no campeonato. Ele venceu sua primeira corrida de F1 na temporada seguinte, em 1951 em Nurburgring e venceu também em Monza, terminando em 2º atrás do argentino Juan Manuel Fangio.

Devido ao sucesso na Europa, Enzo Ferrari forneceu um carro a Alberto para a Indianapolis 500 em 1952. Ascari foi o único piloto europeu a correr na Indy em 11 anos de Fórmula 1, mas seu dia acabou em 40 voltas. Aquela foi a única vez que ele não venceu um corrida de F1 naquela temporada. A Ferrari de Ascari dominou em 1952, vencendo todas as seis corridas na Europa daquela temporada e tendo a volta mais rápida em todas as corridas. Ele quase marcou a quantidade máxima de pontos que um piloto podia conseguir.

Ele venceu mais três corridas consecutivas no começo da temporada de 1953, dando a ele nove vitórias consecutivas (não contando a Indy) antes do término da série quando terminou em quarto na França, esta que foi uma corrida muito disputada. Ele venceu mais duas vezes no ano dando-lhe mais um título mundial. Ascari não continuou em 1954 devido a não finalizar quatro corridas, embora ele tenha vencido em Mille Miglia.

Morte[editar | editar código-fonte]

Sua temporada de 1955 começou de maneira similar, abandonando duas vezes, o último foi um espetacular acidente em Mônaco onde ele bateu dentro do porto depois de passar por uma chicane. Uma semana depois, em 26 de Maio, ele foi a Monza para testar um carro esporte Ferrari e bateu em uma das curvas. Ele morreu no acidente, uma morte que ainda é um tanto misteriosa. A curva onde o acidente aconteceu ganhou seu nome, a Variante Ascari.

Legado[editar | editar código-fonte]

Alberto Ascari está enterrado próximo a seu pai no Cimitero Monumentale em Milão.

Em 1992, ele foi indicado para o International Motorsports Hall of Fame.

Ascari , junto a Varzi é considerado o melhor piloto italiano depois de Nuvolari, ambos seguidos, de acordo com uma quase unanimidade por Nino Farina. Além de ter sido o mais duro rival de Juan Manuel Fangio. Alberto venceu 47 de 56 corridas internacionais das quais participou. Embora seja uma opinião minoritária, alguns, como Mario Andretti, o consideram superior ao próprio Fangio.

Foi eleito pela revista Inglesa "Times" como o décimo primeiro melhor piloto de F1 de todos os tempos, O primeiro da lista é Jim Clark seguido de Ayrton Senna e Michael Schumacher em terceiro. Ascari é

Todos os resultados de Alberto Ascari na Fórmula 1[editar | editar código-fonte]

(Legenda): (Corridas em negrito indica pole position e corridas em itálico indica volta mais rápida.)

Temporada Equipe Chassis Motor Pneus 1 2 3 4 5 6 7 8 9 Pontos Classificação
1955 Scuderia Lancia Lancia D50 Lancia V8 P ARG
Ret
MON
Ret
0 NC (49º)
1954 Officine Alfieri Maserati Maserati 250F Maserati L6 P FRA
Ret
GBR
Ret4
1.1 25º
Scuderia Ferrari Ferrari 625 Ferrari L4 ITA
Ret
Scuderia Lancia Lancia D50 Lancia V8 ESP
Ret
1953 Scuderia Ferrari Ferrari 500 Ferrari L4 P ARG
HOL
BEL
FRA
GBR
3
ALE
SUI
ITA
Ret
34.51
(46.5)
1952 Scuderia Ferrari Ferrari 375S Ferrari V12 F Indy
500

Ret
361
(53.5)
Ferrari 500 Ferrari L4 P BEL
FRA
GBR
HOL
ITA
3
E ALE
1951 Scuderia Ferrari Ferrari 375 Ferrari V12 P SUI
BEL
FRA
2
GBR
Ret
ALE
ITA
ESP
251
(28)
1950 Scuderia Ferrari Ferrari 125 Ferrari V12c P MON
SUI
Ret
FRA
DNS
11
Ferrari 275 Ferrari V12 BEL
Ferrari 375 ITA
2

Referências

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]