Nissan

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{spam}}, regra n° 6 da eliminação rápida.
Wiki letter w.svg
Por favor, melhore este artigo ou secção, expandindo-o(a). Mais informações podem ser encontradas na página de discussão. Considere também a possibilidade de traduzir o texto das interwikis.
Nissan Motor Company, Limited
Nissan Jidōsha Kabushiki-gaisha
日産自動車株式会社
Nissan logo.svg
Fabrica da empresa no Japão.
Indústria Automobilística
Fundação 1932
Fundador(es) Kenjiro Den, Rokuro Aoyama, Meitaro Takeuchi, Yoshisuke Aikawa
Sede JapãoTóquio
Empregados 155.099 (2011)
Produtos automóveis
motores
eletrônicos
Lucro Aumento¥ 319,22 bilhões (2011)
Faturamento Aumento¥ 8,773 trilhões (2011)
Página oficial nissan.co.jp
nissan.com.br
nissan.pt

Nissan Motor Company, Limited (日産自動車株式会社, Nissan Jidōsha Kabushiki-gaisha), geralmente chamada de Nissan, é uma empresa multinacional fabricante de automóveis japonesa. Foi pertencente ao Nissan Group, mas tornou-se independente após sua re-estruturação com o CEO brasileiro Carlos Ghosn, tornando-se desde então parceira da montadora francesa Renault, sua principal acionista.

História[editar | editar código-fonte]

Modelo 70 de 1938 da Nissan
Sede mundial da Nissan Motor Company em Nishi-ku, Yokohama, no Japão

A Nissan surgiu como uma divisão de automóveis da Tobata Casting, durante a Segunda Guerra Mundial também fabricou equipamentos militares. Na década de 1950 começou um plano de expansão firmando em 1959 uma subsidiária nos Estados Unidos, na década de 1970 instalou fábricas no México, na Austrália, na África do Sul e em Taiwan. Na década de 1980 começou uma expansão para a Europa com uma fábrica na Inglaterra. Em 2005 começou a produção na Índia, atualmente está construíndo uma fábrica na China que será a maior do grupo.

Nissan do Brasil[editar | editar código-fonte]

Após assumir a importação e comercialização de seus produtos no país em 2000, a Nissan escolheu o Brasil como base estratégica para se estruturar no Mercosul. Essa definição foi reforçada em 2001 após a Aliança com a Renault, que passou a dar suporte local para que a Nissan consolidasse sua estratégia de expansão neste mercado.

Em dezembro de 2001 a Nissan inaugurou, em conjunto com a Renault, a primeira fábrica da Aliança no mundo, situada no Complexo Ayrton Senna em São José dos Pinhais – PR. Nesta planta iniciou a produção das versões cabine dupla e simples da picape Frontier e do utilitário esportivo X-Terra.

No processo de implantação de sua rede de concessionárias no país, a Nissan, em parceria com a Renault, saiu dos 17 pontos de vendas em 1998 para uma cobertura em todo o território nacional com 64 pontos de venda em dezembro de 2004.

Com estas ações, a Nissan fechou o ano de 2001 com 1.554 unidades comercializadas. Em 2002, as vendas cresceram 231,8%, graças principalmente ao lançamento do primeiro veículo nacional, a picape Frontier, alcançando a marca de 4.412 unidades. Em 2003 a empresa colocou no mercado mais dois produtos: a versão cabine simples da Frontier e o utilitário esportivo X-Terra, e ampliou sua participação de mercado com crescimento das vendas de 71% em relação a 2002. Em 2004, o volume de veículos Nissan vendidos no país em relação ao ano de 2003 cresceu 5,2%.

A Nissan conta com a produção local para possibilitar o seu crescimento lucrativo nos anos vindouros. Atualmente, a empresa faz estudos para a introdução de outros novos produtos no mercado.

A linha de produtos oferecidos aos clientes pela Nissan no Brasil é constituída hoje pelos modelos fabricados no Brasil (Frontier e família Livina), e pelos importados sedã Sentra e Tiida (hatch e sedan).

Em 2011, o presidente do Grupo Renault-Nissan, Carlos Ghosn, anunciou a construção de uma nova fábrica para a Nissan no município de Resende, no sul do estado do Rio de Janeiro.[1]

A tecnologia Nissan é conhecida em centenas de países pela inovação. Foi a primeira marca automotiva a oferecer o inteligente câmbio CVT em um veículo Flex Fuel, o sedã médio Sentra. Na Frontier, a marca oferece a exclusiva transmissão automática de cinco velocidades e o sistema 4X4 Shift-On-The-Fly, que permite ao motorista acionar eletronicamente a tração com o veículo em movimento.

O Nissan Inova Show é um evento automotivo itinerante que irá percorrer mais de 30 cidades brasileiras apresentando as principais novidades da montadora, além de proporcionar uma experiência inovadora com a marca para mais de 100 mil pessoas em todo o país. Em 2011, o evento itinerante apresenta duas grandes novidades: o Nissan LEAF, primeiro veículo 100% elétrico produzido em larga escala no mundo, e o Nissan March, primeiro popular japonês do Brasil que será lançado em outubro no Brasil. O evento é aberto ao público durante os finais de semana e os visitantes podem fazer test drive com as novidades da Nissan e também com os produtos de sua linha no Brasil: Sentra, picape Frontier, família Livina (Livina, Grand Livina, X-Gear) e família Tiida (Tiida e Tiida Sedan).

Patrocínio

À partir de julho, será a patrocinadora oficial do Vasco da Gama[2] .

Carros elétricos[editar | editar código-fonte]

Atualmente, o consórcio Renault-Nissan vem colaborando com o Project Better Place para a produção de redes de veículos totalmente elétricos e milhares de estações de recarregamento em Dinamarca, Portugal, Israel, Silicon Valley (na Califórnia) e em outros países e regiões. Já em 2011 oferecerá a parceria de Renault-Nissan e Better Place a infraestrutura e os automóveis.

Modelos[editar | editar código-fonte]

Nissan GT 2012[editar | editar código-fonte]

Em 13 de maio de 2008 a Nissan anunciou seu plano estratégico para o período de 2008 a 2012, chamado Nissan GT 2012[3] . "G" significa crescimento (growth) e "T", confiança (trust). Suas três principais metas são liderança em qualidade, liderança em modelos de emissão zero e crescimento médio de 5% nas receitas a cada ano.

Plantas de montagem[editar | editar código-fonte]

Países com plantas de montagem da Nissan

Atualmente a Nissan possui plantas de montagem nos respectivos países (algumas em co-produção com a Renault): Japão (13 montadoras), Índia (1 montadora), Brasil (1 montadora e mais uma em planejamento), Indonésia (1 montadora), Irã (1 montadora), Malásia (2 montadoras), México (2 montadoras), Marrocos (1 montadora), Egito (1 montadora), Paquistão (1 montadora), Filipinas (1 montadora), África do Sul (1 montadora), Espanha (4 montadoras), Tailândia (1 montadora), Taiwan (1 montadora), Reino Unido (1 montadora), Estados Unidos (3 montadoras), Rússia (1 montadora).

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Nissan

Referências

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.