Royal Dutch Shell

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Royal Dutch Shell plc
Slogan Get the most out of every drop (Aproveite ao máximo cada gota)
Tipo Privada, Sociedade anônima
Cotação Euronext: RDSA
LSE: RDSA / RDSB
NYSE: RDS.A / RDS.B
Indústria petrolífera e de energia
Fundação 1907
Sede Haia
Locais Haia,  Países Baixos
Londres,  Reino Unido
Pessoas-chave Jorma Ollila, Chairman
Peter Voser, CEO
Simon Henry, CFO
Malcolm Brinded, Diretor de Upstream Internacional
Matthias Bichsel, Diretor de Projetos & Tecnologia
Mark Williams, Diretor de Downstream
Empregados 101,000
Produtos Petróleo
Gás natural
Produtos petroquímicos
Valor
de mercado
Green up.png US$ 212.9 bilhões (2010)
Lucro Green up.png US$ 20.1 bilhões (2010)
Faturamento Green up.png US$ 369.0 Bilhões (2010)[1]
Página oficial www.shell.com
Sede da Shell em Haia
Shell House em Londres

Royal Dutch Shell ou simplesmente Shell, é uma empresa multinacional petrolífera Anglo-Holandesa, que tem como principais atividades a refinação de petróleo e a extração de gás natural.

É a maior multinacional do mundo, em termos de receita[2] e é junto a ExxonMobil, BP e Chevron, uma das quatro maiores empresas petrolíferas. Shell, também é a empresa de maior lucro dos Países Baixos e foi, em 2009, a terceira empresa de maior lucro do mundo (apenas atrás de ExxonMobil e da Gazprom) [3]

História[editar | editar código-fonte]

O grupo Royal Dutch Shell foi fundado em 1907, quando a companhia Real Holandesa de Petróleos (em neerlandês: N.V. Koninklijke Nederlandsche Petroleum Maatschappij) e a companhia Shell Transport and Trading Company Ltd fundiram suas operações a fim de competir mundialmente com a gigantesca empresa estadunidense Standard Oil. Antes da fusão, o grupo operava com uma série de acordos accionários e operatórios.

A Royal Dutch Petroleum Company era uma companhia Holandesa fundada em 1890 por Jean Kessler, junto a Henri Deterding e Hugo Loudon, quando um estatuto real foi concedido pela rainha Guilhermina dos Países Baixos a uma pequena companhia de exploração petrolífera conhecida como Royal Dutch.

La Shell Transport and Trading Company era uma companhia britânica fundada em 1897 por Marcus Samuel e seu irmão Samuel Samuel.

Em 1919, a Shell tomou controle da Mexican Eagle Petroleum Company e, em 1921, formou Shell-Mex Limited, que comerciava produtos com as marcas Shell e Eagle no Reino Unido. Em 1931, parcialmente em resposta às difíceis condições econômicas daqueles tempos, Shell-Mex fundiu suas operações de mercado no Reino Unido com as da British Petroleum e criou a Shell-Mex and BP Ltd., uma companhia que funcionou até as marcas se separarem em 1975.

Em novembro de 2004, foi anunciado que o grupo Shell se cambiaria a uma estrutura de capital simples, criando uma nova companhia que se chamaria Royal Dutch Shell Plc, com sua principal inscrição na bolsas de valores de Londres e de Amsterdã e sua sede central em Haia, nos Países Baixos. A unificação foi completada em 20 de julho de 2005. As ações foram emitidas em uma parcela de 60/40 para os accionários da Royal Dutch.

Em janeiro de 2010, a Shell e a Cosan integraram-se e formaram a Raízen.

Origem do nome e do logotipo[editar | editar código-fonte]

A origem da marca Shell está vinculada as origens da Shell Transport and Trading Company. Em 1833, o pai do fundador, chamado Marcus Samuel, fundou um importante negócio para vender conchas marinhas a colecionadores de Londres. Ao colectar espécimes de conchas marinhas na zona do mar Cáspio em 1892, o jovem Samuel se deu conta de que havia potencial de exportar querosene desta região e pôs em serviço o primeiro navio construído para transportar petróleo do mundo, o Murex, para entrar neste mercado. Em 1907, a companhia já tinha uma frota de navio petroleiros.

O logotipo da Shell é um dos símbolos comerciais mais conhecidos do mundo. É conhecido como "pecten", em alusão à concha Pecten maximus (popularmente conhecida por vieira), na qual foi baseada. A atual versão do logotipo, desenhada por Raymond Loewy, foi apresentada em 1971.

Atividades[editar | editar código-fonte]

Uma das sete irmãs[4] , a Royal Dutch Shell é a terceira maior companhia petrolífera e líder da indústria petroquímica e de energia solar. Shell tem cinco atividades principais: exploração e produção, gás e energia, produtos petroquímicos, energia renovável e comércio/distribuição e opera em mais de 140 países no mundo.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Royal Dutch Shell

Referências

  1. [1]
  2. And the world's biggest companies are... Fortune. Página visitada em 9/07/2009.
  3. Top companies:Most profitable Fortune. Página visitada em 9/07/2009.
  4. Hoyos, Carola. (12 de março de 2007). "The new Seven Sisters: oil and gas giants dwarf western rivals". Financial Times. FT.com. Página visitada em 3 de junho de 2009.