Vodafone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Este artigo ou se(c)ção cita fontes fiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde abril de 2010). Por favor, adicione mais referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Searchtool.svg
Esta página ou secção foi marcada para revisão, devido a inconsistências e/ou dados de confiabilidade duvidosa (desde outubro de 2012). Se tem algum conhecimento sobre o tema, por favor, verifique e melhore a consistência e o rigor deste artigo. Considere utilizar {{revisão-sobre}} para associar este artigo com um WikiProjeto e colocar uma explicação mais detalhada na discussão.
Vodafone
Vodafone Group Plc.
Slogan «Power to you»
Tipo Empresa de capital aberto
Cotação LSE: VOD
NASDAQ: VOD
Indústria Telecomunicações
Fundação 1983 como Racal Telecom
1991 como Vodafone
Sede Londres,  Reino Unido
Pessoas-chave Gerard Kleisterlee (presidente)
Vittorio Colao (CEO)
Empregados 86.373
Produtos Telefonia fixa e móvel
Televisão digital
Serviços de internet
Valor
de mercado
Aumento GBP 54,521 bilhões (Mai/2014)[1]
Lucro Baixa GBP 673,0 milhões (2013)
LAJIR Aumento GBP 13,940 bilhões (2013)
Faturamento Baixa GBP 44,445 bilhões (2013)[2]
Página oficial www.vodafone.com
Em vermelho, a Vodafone na Europa. Em rosa, países com filiais da Vodafone. Em laranja, países com patentes pertencentes à Vodafone.

Vodafone é uma operadora de móvel multinacional Britânica com sede em Londres, Reino Unido[3] e a sua subsidiaria portuguesa tem sede em Lisboa, Portugal. A Vodafone tem, atualmente, participações em 25 países e redes parceiras (redes nas quais ela não tem capital próprio) em mais 42 países.

O nome Vodafone provém de VOice-DAta-FONE (telecomunicações de voz e de dados), nome escolhido pelo fundador, homem de negócios inglês com uma grande visão do futuro, pensando já desde esses anos que os dados seriam um dos elementos-chave do futuro das telecomunicações. A história conta que, grande fã de cavalos e corridas, decidiu estabelecer a sede da empresa numa cidade (Newbury) onde existia um importante hipódromo que poderia visitar nos intervalos do seu trabalho. Atualmente a economia desta cidade está estreitamente ligada à empresa Vodafone.

A Vodafone tem 260 000 000 de clientes, principalmente de sistema Global para Comunicações Móveis, em 25 países, nos cinco continentes. Até 2002, era a maior operadora de telemóveis do mundo. Atualmente, é a segunda maior, atrás de China Mobile e a primeira ocidental e mais desenvolvida. Os oito mercados onde ela tem mais de 10 000 000 de clientes são Reino Unido, Alemanha, Índia, Itália, Espanha, Turquia, Egipto e os Estados Unidos. Nos Estados Unidos, esses clientes vêm através da sua participação minoritária na Verizon Wireless. Nos outros sete mercados, Vodafone tem uma participação maioritária nas suas subsidiárias. Conta com muitos telemóveis exclusivos com a marca do mesmo nome da operadora ou a marca Sharp, por exemplo e tecnologia de ponta, o 3G.

Em Julho de 2013 era a segunda maior operadora de telefonia do mundo com cerca de 381,7 milhões de clientes em todo o mundo, perdendo apenas para a China Mobile que tem 726,3 milhões de clientes.[4]

Em Portugal[editar | editar código-fonte]

Loja da Vodafone em Barcelona na Espanha

A Telecel inaugurou a sua atividade comercial em 18 de Outubro de 1992, disponibilizando de imediato ao público um serviço de comunicações móveis Sistema Global para Comunicações Móveis totalmente operacional e cobrindo, na altura, 57 por cento do território e 83 por cento da população nacional. Com a entrada em funcionamento da sua rede móvel, exatamente um ano após a obtenção da licença de exploração, estabeleceu-se então o recorde mundial da instalação mais rápida de uma rede Sistema Global para Comunicações Móveis. Na sua oferta de serviços, foi a primeira operadora portuguesa a explorar as funcionalidades da difusão celular.

Em 2000, o Grupo Vodafone comprou a Telecel que a fez mudar para o nome Telecel Vodafone em Janeiro de 2001 e, finalmente, Vodafone, em 22 de Outubro do mesmo ano, mas abandonando uma lista de serviços que a antiga operadora dispunha. A partir desta data e até meados de 2007, utilizou o slogan How are you? a nível mundial, representando a presença da multinacional em Portugal e procurando estabelecer uma relação de proximidade com os Clientes.

Começou a operar na rede 3G em 12 de Fevereiro de 2004 e em Junho de 2005, a rede já servia 72 por cento da população portuguesa através de mais de 1 400 estações-base que cobriam 120 cidades de Portugal continental e Regiões Autónomas.

A Vodafone disponibiliza tarifários em Roaming extremamente acessíveis, claros e previsíveis, em que as chamadas de voz no estrangeiro, nas redes Vodafone e afiliadas aderentes, têm o mesmo preço das chamadas em Portugal, acrescido de uma taxa fixa por chamada. As suas chamadas internacionais (Portugal-internacional) são as mais baratas do mercado, com preços mais baixos aos fins-de-semana e feriados nacionais.

A Vodafone foi o segundo operador a lançar a rede High-Speed Downlink Packet Access, mais conhecida como 3,5G (Terceira Geração e Meia), atingindo, esta última, velocidades de até 7,2 megabits por segundo em algumas regiões do país (Lisboa, Porto e Faro).

Em Junho de 2009, a Vodafone anunciou o lançamento da nova velocidade de banda larga móvel: 21,6 megabits por segundo. A velocidade encontra-se limitada a Lisboa e zonas circundantes e ao Porto, tendo, o resto do país, velocidades que variam entre 1,8 e 7,2 megabits por segundo.

Em 17 de Julho de 2009, a Vodafone apresentou ao público o serviço de televisão pela plataforma internet protocol television, Vodafone Casa TV, com cerca de cem canais e vários serviços de interactividade.

A sede da Vodafone Portugal situa-se no Parque das Nações, em Lisboa.

Na Europa[editar | editar código-fonte]

A Vodafone encontra-se presente em diversos países da Europa, seja com empresas do grupo, com filiais ou com patentes que foram adquiridas e que se encontram sob a gestão da marca principal.

Operações da Empresa[editar | editar código-fonte]

Europa[editar | editar código-fonte]

  • Albânia Vodafone Albânia (100%)
  • República Checa Vodafone Czech Republic (100%)
  • Alemanha Vodafone Germany (100%)
  • Grécia Vodafone Greece (100%)
  • Hungria Vodafone Hungary (100%)
  • República da Irlanda Vodafone Ireland (100%)
  • Itália Vodafone Italy (77%)
  • Malta Vodafone Malta (100%)
  • Países Baixos Vodafone Netherlands (100%)
  • Portugal Vodafone Portugal (100%)
  • Roménia Vodafone Romania (100%)
  • Espanha Vodafone Spain (100%)
  • Turquia Vodafone Turkey (100%)
  • Reino Unido Vodafone UK (100%)

Ásia[editar | editar código-fonte]

  • Índia Vodafone India (67%)
  • Catar Vodafone Qatar (100%)

África[editar | editar código-fonte]

  • África do Sul Vodacom (65%)
  • Egito Vodafone Egypt (100%)
  • Gana Vodafone Ghana (70%)

Oceania[editar | editar código-fonte]

  • Austrália Vodafone Hutchison Austrália (50%)
  • Nova Zelândia Vodafone New Zealand (100%)

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre uma empresa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.