Crunchyroll

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Crunchyroll
Slogan "The Official Source for Anime & Drama"
Tipo Privada
Indústria Anime, Dorama e Vídeo sob demanda
Fundação Junho de 2006
Sede São Francisco, Califórnia, EUA
Página oficial Crunchyroll EUA
Crunchyroll Brasil

A Crunchyroll é um site estadunidense e uma comunidade online internacional focada na transmissão de conteúdo asiático, incluindo anime, mangá, dorama, música, Vídeo games e automobilismo. Foi fundada em 2006 por um grupo de estudantes de graduação da UC Berkeley, o programa de distribuição da Crunchyroll fornece conteúdo para mais de cinco milhões de membros da comunidade online em todo o mundo. A Crunchyroll é financiado pela empresa Venrock.[1] [2]

História[editar | editar código-fonte]

A Crunchyroll começou em 2006 como um serviço sem fins lucrativos de downloads e transmissão especializada na exibição de conteúdo asiático. Parte do conteúdo hospedado pelo site foram versões de fansubs de animes ou bootlegs de lançamentos oficiais nos Estados Unidos. Entretanto, a Crunchyroll removeu todos os conteúdos que violavam copyright quando solicitado pelo autor ou detentor do direito.

Em 2008, a Crunchyroll garantiu um investimento de capital em uma joint-venture de US$ 4.05 milhões com a empresa estadunidense Venrock.[3] O investimento atraiu críticas dos distribuidores de anime e licenciadores como a Bandai e Funimation, embora mesmo assim o site continuasse a permitir que seus usuários fizessem downloads de cópias ilegais de títulos licenciados.[4]

No entanto, a Crunchyroll finalmente começou a celebrar acordos de distribuição com empresas legais, incluindo a Gonzo, para adquirir um maior número de títulos. Em 8 de janeiro de 2009, depois de anunciar um acordo com a TV Tokyo para sediar os episódios de Naruto Shippuden, a Crunchyroll afirmou que estava comprometida com a remoção de todo o material que infrinjia os direitos autorais de seu donos, passando a hospedar apenas conteúdos em que possuía a detenção dos direitos legítimos para exibi-los.[5]

Em 2010, a Crunchyroll anunciou que havia adquirido os direitos para os EUA do DVD 5 Centimeters Per Second. Foi o primeiro lançamento em DVD licenciado pela Crunchyroll.[6]

Até o verão de 2011, o site oferecia mais de 200 títulos de animes e mais de 200 doramas asiáticos para seus usuários, embora nem todo o conteúdo estivesse disponível globalmente devido as restrições de licenciamento.[7]

No Brasil[editar | editar código-fonte]

A Crunchyroll já era um site bem conhecido principalmente entre os fãs de anime que frenquentavam sites de downloads e fansubs pela internet. No entanto, alguns conteúdos hospedados eram restringidos por IP que não se encontravam com os direitos em conjunto com os detidos nos Estados Unidos e havia pouca disponibilidade de uma versão em língua portuguesa do site.

Logo mais em meados de 2012, a empresa começou a estudar a sua própria abordagem em relação ao país e, assim, em 1 de novembro de 2012 a versão brasileira foi lançada, tendo as características de transmissão empregadas na versão original estadunidense.[8] O serviço conta com uma administração brasileira própria, sem ligação com nenhuma outra editora do país, contrariando certos rumores que houveram.[9] O site exibe animes e outros conteúdos legendados em português brasileiro em formatos online diversos, em 480p, 720p e 1080p HD. A Crunchyroll possui também uma área de notícias e um fórum para que seus usuários possam opinar sobre o site.[8] [9]

Disponibilidade[editar | editar código-fonte]

O acesso gratuito à Crunchyroll está disponível em navegadores de desktop e dispositivos com iOS e Android que estejam conectados a uma fonte de acesso Wi-Fi gratuito.

Com assinaturas pagas, a transmissão pode ser selecionado em dispositivos como o Windows Phone (7.5 ou superior), dispositivos Roku e Boxee, pelo iPhone, iPad, Samsung TV entre outros.

Acesso[editar | editar código-fonte]

A Crunchyroll permite o acesso gratuito a um conteúdo limitado, com várias opções de filiações premium disponíveis. Ao adquirir o pacote premium, a disponibilidade do conteúdo é maior, tendo quase todos os conteúdos acessíveis. A inscrição paga permite transmissões sem publicidade e com uma maior definição de vídeo (480p, 720p e 1080p), com alguma programação em HD.

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Venrock. Venrock.com (2008). Página visitada em 2012.
  2. Crunchyroll CEO: Making Online Anime Pay. ICv2 (2008-12-15). Página visitada em 07-11-12.
  3. Video Site with Unauthorized Anime Gets US$4M Capital. Anime News Network (2008-03-11). Página visitada em 07-11-12.
  4. Funimation, Bandai Entertainment Respond on Crunchyroll. Anime News Network (2008-03-12). Página visitada em 07-11-12.
  5. TV Tokyo to Stream Naruto via Crunchyroll Worldwide. Anime News Network (2008-11-17). Página visitada em 07-11-12.
  6. Crunchyroll Adds Shinkai's 5 Centimeters per Second DVD. Anime News Network (2010-08-13). Página visitada em 07-11-12.
  7. Crunchyroll – Frequently Asked Questions (2010-12-28). Página visitada em 07-11-12.
  8. a b A Crunchyroll chega ao Brasil (01-11-12). Página visitada em 07-11-12.
  9. a b JBGroup fecha parceria para trazer Crunchyroll ao Brasil (16-10-11). Página visitada em 07-11-12.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]