PlayStation Vita

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
PlayStation Vita
PlayStation Vita logo SVG.svg
PlayStation Vita illustration.svg
Desenvolvedor Sony Computer Entertainment
Família do
produto
PlayStation
Tipo Console portátil
Geração 8ª geração
Lançamento
  • JP 17 de dezembro de 2011[1]
  • AN 15 de fevereiro de 2012[2]
  • BR 2 de março de 2012[3]
  • EU 22 de fevereiro de 2012[4]
  • AU 23 de fevereiro de 2012[5]
Unidades
vendidas
1,8 milhão (desde 31 de março de 2012)[6]
Mídia Cartão PS Vita[7]
CPU ARM Cortex-A9 MPCore de 4 núcleos[8]
Capacidade de
armazenamento
Cartão de memória PS Vita (4, 8, 16, 32 ou 64 GB)
Memória 512 MB RAM, 128 MB VRAM[9] [10]
Exibição Tela OLED sensível ao toque multitoque capacitiva de 5 polegadas (16:9), 960 x 544 pixels qHD @ 220 ppi[8]
Gráficos SGX543MP4+ de 4 núcleos[8]
Entrada
Câmera Câmeras frontal e traseira de 0.3MP[11]
Conectividade IEEE 802.11 b/g/n Wi-Fi, 4G, Bluetooth 2.1+EDR[12]
Serviços
on-line
PlayStation Network
Dimensões 83.55 mm (a)
182 mm (l)
18.6 mm (p)[8]
Peso Wi-Fi:
260 gramas
4G:
279 gramas
Retrocompa-
tibilidade
PlayStation (PSone Classics) PlayStation Portable (PSN) e PlayStation minis
Antecessor PlayStation Portable
Página oficial Brasil
Estados Unidos
Portugal

O PlayStation Vita (プレイステーション・ヴィータ, Pureisutēshon Vīta?, abreviado oficialmente como PS Vita) é um console portátil fabricado e comercializado pela Sony Computer Entertainment.[13] É o sucessor do PlayStation Portable como parte da marca PlayStation de dispositivos para jogos. Foi lançado no Japão e em partes da Ásia em 17 de dezembro de 2011[1] na Europa, América do Norte, América do Sul e Cingapura em 22 de fevereiro de 2012[4] [2] [14] [15] ; na Austrália em 23 de fevereiro de 2012[5] e no Brasil em 2 de março de 2012[3] .

Uma edição limitada foi lançada na América Latina em 22 de fevereiro de 2012, e que incluía o jogo ModNation Racers: Road Trip (localizado em Português do Brasil), um cartão de memória de 4 GB e um estojo para armazenamento.[16] O console portátil inclui duas alavancas analógicas, uma tela OLED sensível ao toque multitoque capacitiva de 5 polegadas e suporta Bluetooth, Wi-Fi e 4G opcional. Internamente, o dispositivo apresente um processador ARM Cortex-A9 MPCore de quatro núcleos e uma unidade de processamento gráfico SGX543MP4+ de quatro núcleos, assim como o software LiveArea como sua interface usuário primária, a qual sucede o XrossMediaBar.[8] [17]

História[editar | editar código-fonte]

Rumores de um verdadeiro sucessor do PlayStation Portable apareceram em 7 de julho de 2009, quando o site Eurogamer relatou que a Sony estava trabalhando em tal dispositivo, que utilizaria o processador PowerVR SGX543MP e teria desempenho similar ao Xbox original.[18]

Além disso, em 7 de julho de 2010, um relatório do The Wall Street Journal revelou que um novo dispositivo portátil estava sendo desenvolvimento pela Sony e que ele "compartilhava características de máquinas de jogos, leitores de livros eletrônicos e computadores netbook".[19] Antes de seu anúncio pela Sony Computer Entertainment, vários sites como o Kotaku,[20] VG24/7,[21] MCV[22] e IGN[23] , bem como os vice-presidentes seniores da principais editoras de jogos Electronic Arts[24] e Nikkei[25] haviam confirmado que o portátil existia. Shuhei Yoshida, presidente da Sony Computer Entertainment Worldwide Studios, admitiu em uma entrevista que eles estavam de fato desenvolvendo um novo hardware na família de dispositivos de jogos PlayStation.[26] Os kits de desenvolvimento para o portátil haviam, alegadamente, sido enviados para os desenvolvedores de jogos, incluindo os desenvolvedores first-party e third-party.[27]

Em 17 de novembro de 2010, o site VG24/7 liberou imagens de uma versão protótipo do sucessor do PlayStation Portable, mostrando um design estilo PSP Go, juntamente com duas alavancas analógicas, duas câmeras e um microfone. A fonte das fotos disse que elas eram de uma versão antiga do protótipo que teve problemas de superaquecimento e que o projeto havia sido alterado posteriormente para um design mais semelhantes ao do dispositivo PlayStation Portable original.[21] Os sites Kotaku e IGN corroboraram com a história, alegando também que as fotos eram legítimas.[23] [28]

O dispositivo foi supostamente revelada internamente durante uma reunião privada em meados de setembro, realizada na sede da Sony Computer Entertainment em Aoyama, Tóqui.[20] Shuhei Yoshida, presidente da Sony Computer Entertainment Worldwide Studios, revelou em entrevista à revista britânica de vídeogames Develop que quando Ken Kutaragi deixou a Sony Computer Entertainment, o novo CEO, Kazuo Hirai, disse-lhe para encarregar a SCE Worldwide Studios ao desenvolvimento do próximo PlayStation. Yoshida também disse que os desenvolvedores estavam presentes nas reuniões desde o início, quando a SCE estava desenvolvendo um novo hardware, e que a SCE tinha que ficar falando com a desenvolvedora Worldwide Studios durante o desenvolvimento do novo hardware.[26] Outra confirmação veio em 16 de setembro de 2010 durante uma entrevista na PAX 2010, o produtor exucutivo de Mortal Kombat, Shaun Himmerick, revelou um sucessor para o PSP, referindo-se a ele como o "PSP2" e afirmando que "...temos um PSP2 na casa e nós estamos olhando para o motor, como o que ele pode suportar. Sempre uma coisa primordial para nós é o desempenho. Estamos rodando a 60 fps, o que podemos fazer e se teremos que construir todos os elementos de arte novamente. Nós definitivamente estamos olhando para eles. O PSP2 parece ser uma máquina muito poderosa".[29] [30] Quando perguntado sobre o sucessor do PlayStation Portable durante a Tokyo Game Show 2010, Shuhei Yoshida disse que não poderia responder à pergunta, entretanto ele observou que "Pessoalmente, eu não consigo ver a Sony não fazendo outro dispositivo de jogos portátil".[31] Em 2 de novembro de 2010, o vice-presidente sênior da Electronic Arts, Patrick Soderlund, confirmaram que ele havia visto o sucessor do PlayStation Portable quando perguntado sobre ele em uma entrevista, porém ele não poderia divulgar mais detalhes.[24] [32] [33] Em 22 de dezembro de 2010, o CEO da Sony Computer Entertainment, Kazuo Hirai, respondeu a perguntas sobre um potencial sucessor para o PlayStation Portable em entrevista ao The New York Times, dizendo que ele iria impressionar os jogadores no mercado de portáteis ao utilizar uma combinação de telas sensíveis ao toque e botões, ao invés de jogos apenas em telas sensíveis ao toque em plataformas concorrentes, como o iPhone e iPod Touch.[34]


O dispositivo, então conhecido pelo seu codinome Next Generation Portable (abreviado como NGP), foi anunciado em 27 de janeiro de 2011 durante a "PlayStation Meeting" no Japão pelo presidente da Sony Computer Entertainment, Kazuo Hirai.[35] A última vez que o nome "PlayStation Meeting" havia sido utilizado fora em 2005, onde a Sony descrevera os planos de lançamento do PlayStation 3.[36] Além disso, o site MCV afirmou que a Sony disse ao editores que o dispositivo seria "tão poderoso quanto o PlayStation 3". A Sony negou isso posteriormente, com o gerente de pesquisa de plataforma da SCEA declarando que: "Bem, não vai funcionar a 2 GHz porque a bateria duraria cinco minutos e, provavelmente, atearia fogo em suas calças".[37] A Sony também revelou que o dispositivo estaria usando uma mistura de distribuição por varejo e digital de jogos e que a Sony revelaria gradualmente mais detalhes durante a Game Developers Conference 2011 e E3 2011.[22]

Pós-anúncio[editar | editar código-fonte]

Em 6 de junho de 2011 durante a E3 2011, a Sony anunciou o nome do dispositivo seria PlayStation Vita, juntamente com informações de lançamento e preço.[13] [38] O nome foi escolhido porque "Vita" significa "Vida" em latim. O portátil em si permite uma combinação de jogos de realidade aumentada e conectividade social, juntamente com os serviços "Near" e "Party".

Durante a Game Developers Conference 2011, a Sony revelou alguns detalhes sobre os cartões Vita durante seu painel do Next Generation Portable. Outra opção de armazenamento, "Memória Removível", também foi revelada a estar disponível para o PlayStation Vita. A Sony também disse que está implementando uma "única submissão para ambos os formatos" para agilizar o processo de obtenção de jogos aprovados para os lançamentos baseados em cartões e transferíveis.[39] Além disso, foi anunciado que apenas 3 dos 4 núcleos simétricos da CPU estará disponível para aplicações,[40] juntamente com recurso de duas câmeras, detecção de rosto e cabeça e capacidades de rastreamento de cabeça.[41] Após a Tokyo Game Show, o presidente da Sony World Wide Studios, Shuhei Yoshida, confirmou que o console teria região livre.[42]


Hardware[editar | editar código-fonte]

O dispositivo apresenta um formato "super oval", semelhante ao design do PlayStation Portable original, com um tela OLED capacitiva sensível ao toque de 5 polegadas em seu centro.[25] Possui duas alavancas analógicas (ao contrário do PlayStation Portable, que possui apenas uma "alavanca" analógica), teclas direcionais digitais, um conjunto de botões padrão do PlayStation (Triangle, Circle, Cross e Square), dois botões de ombro (L e R), um botão PlayStation e botões START e SELECT. Internamente, o dispositivo apresente um processador ARM Cortex-A9 MPCore de quatro núcleos (três dos quatro núcleos são utilizáveis para aplicações)[40] e uma GPU SGX543MP4+ de quatro núcleos. O dispositivo também possui um touchpad traseiro, duas câmeras (uma frontal e uma traseira), alto-falantes estéreo, microfone, sistema de reconhecimento de movimento de seis eixos (giroscópio de três eixos e acelerômetro de três eixos), bússola eletrônica de três eixos, receptor GPS integrado (apenas na versão 4G), assim como Wi-Fi, 4G e conectividade Bluetooth 2.1+EDR.[8] [17] [12] [25] [43] As duas câmeras possuem o recurso de detecção de rosto e detecção e rastreamento de cabeça. Ele também permite a customização e personalização.[41] [44] O PlayStation Vita possui 512 MB de memória RAM e 128 MB de VRAM.[9] [10] A quantidade de RAM permite que seja utilizada conversação cross-game no sistema.[10]

O PlayStation Vita foi lançado em duas versões diferente: uma com suporte à 3G e uma, mais barata, sem o suporte à rede 3G.[45] [46] O serviço 3G tem parceria com a NTT DoCoMo no Japão, AT&T nos Estados Unidos e Vodafone na Europa e Austrália.

Ao contrário do PSP-2000 e PSP-3000, o PlayStation Vita não possui capacidade de saída de vídeo ou bateria removível. A Sony também confirmou durante a TGS 2011 que a bateria duraria de 3 a 5 horas de jogo (sem rede ou som e em níveis de brilho padrão), 5 horas de vídeo e até 9 horas de reprodução de música com a tela desligada.[47] Uma opção de bateria externa foi anunciada numa entrevista do Presidente da SCEA Worldwide Studios Shuhei Yoshida.[48] O PlayStation Vita está equipado com um slot para mídia de armazenamento, além do slot de cartão PS Vita, de modo que os usuários possam escolher sua capacidade de memória baseado em suas necessidades.

Os cartões do PlayStation Vita

Cartão PlayStation Vita[editar | editar código-fonte]

O software para o PlayStation Vita é distribuído em um cartão de memória flash proprietário chamado de "cartão PlayStation Vita", em vez dos softwares distribuídos em Universal Media Discs (UMDs) utilizados pelo PlayStation Portable original.[17] O tamanho e formato do próprio cartão é muito semelhante a um cartão SD. Alguns aplicativos de mídia e jogos exigem um cartão de memória proprietário do PlayStation Vita inserido para serem utilizados.[49] 5– 10% do espaço do cartão de jogo está reservado para dados de jogos salvos e correções.[39]

Cartão de memória PlayStation Vita[editar | editar código-fonte]

O PlayStation Vita é incompatível com cartões de memória padrão, como cartões SD, e, ao invés disso, armazena dados em cartões de memória proprietários PS Vita mais caros[50] , os quais estão disponíveis em tamanhos de 1 GB até 64 GB.

Software[editar | editar código-fonte]

Software do sistema[editar | editar código-fonte]

Diferentemente do PSX, PSP e PlayStation 3, o PlayStation Vita não utiliza a interface XrossMediaBar. Em vez disso, utiliza uma interface de usuário baseada em telas sensíveis ao toque conhecida como LiveArea, a qual inclui vários recursos de redes sociais através da PlayStation Network.[17] Em seu lançamento, o navegador da web do PlayStation Vita não será compatível com o plug-in proprietário Adobe Flash. Entretanto, HTML5, Cookies e Javascript estarão disponíveis.[51] A Sony também colocou o Menu de Recuperação oficial do PlayStation Vita.[52]

Jogos[editar | editar código-fonte]

Aqui estão alguns títulos de lançamento para o Vita, mostrados na tabela abaixo:

Título de lançamento Desenvolvedor(a) Publicador(es)
Rayman Origins Ubisoft Montpellier Ubisoft
Need for Speed: Most Wanted (2012) Criterion Games Eletronic Arts
Uncharted: Golden Abyss SCE Bend Studio Sony Computer Entertainment
Killzone: Liberation Guerrilla Games Sony Computer Entertainment
PlayStation All-Stars Battle Royale Bluepoint Games Sony Computer Entertainment
Soul Sacrifice SCE Japan Studio Sony Computer Entertainment
Killzone Mercenary Cambridge Sony Computer Entertainment
Wipeout 2048 Studio Liverpool Sony Computer Entertainment
Virtua Tennis 4 SEGA-AM3 Sega
Metal Gear Solid HD Collection Kojima Productions Konami
Assassin's Creed III: Liberation Ubisoft Ubisoft Sofia
Escape Plan Fun Bits Interactive Sony Computer Entertainment
Call of Duty: Black Ops: Declassified Nihilistic Software Activision
Street Fighter x Tekken Capcom, Namco Capcom
FIFA 14 EA Canada Electronic Arts
Ultimate Marvel vs. Capcom 3 Capcom, Eighting Capcom
Sly Cooper: Thieves in Time Sanzaru Games Sony Computer Entertainment
F1 2011 Sumo Digital
ModNation Racers: Road Trip SCE San Diego Studio Sony Computer Entertainment
Little Deviants Bigbig Studios Sony Computer Entertainment
Michael Jackson: The Experience Ubisoft Montreal (PS3, Xbox 360)
Ubisoft Paris (Wii)
Ubisoft São Paulo (DS/PSP)
Ubisoft Quebec (PC, Mac OS X)
Ubisoft, Triumph International
WWE '13 Yuke's THQ
Dungeon Hunter: Alliance Gameloft Ubisoft

|- | final fantasy x & x-2 | square enix |-

Layout[editar | editar código-fonte]

PlayStation Vita Portuguese Layout.svg

Referências

  1. a b Colin Moriarty (13 de setembro de 2011). TGS: Sony Reveals Vita's Release Date (em inglês) IGN. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  2. a b Jack Tretton (18 de outubro de 2011). Get Ready: PS Vita is Coming February 22nd (em inglês) PlayStation.Blog. Página visitada em 20 de abril.
  3. a b Fabio Santana (28 de fevereiro de 2012). PlayStation Vita Chega Oficialmente ao Mercado Brasileiro Nesta Sexta (em português) PlayStation.Blog. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  4. a b Adam Grant (19 de outubro de 2011). PlayStation Vita Launches From 22 February 2012 (em inglês) PlayStation.Blog. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  5. a b Laura Parker (22 de novembro de 2011). Sony partners with Vodafone for PS Vita (em inglês) Cnet. Página visitada em 20 de abril.
  6. Eddie Makuch (28 de fevereiro de 2012). PlayStation Vita global sales exceed 1.2 million units (em inglês) IGN. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  7. Zeus (1 de fevereiro de 2011). NGP's new media format called a 'NVG card', R.I.P UMD (em inglês) MaxConsole. Página visitada em 20 de abril de 2012. Cópia arquivada em 23 de julho de 2011.
  8. a b c d e f g h i j k l m PlayStation®Vita - Especificações (em português) Sony Computer Entertainment. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  9. a b PR Newswire (16 de agosto de 2011). "PlayStation®Vita" Expands Its Entertainment Experience by Introducing Various Applications for Social Networking Services and Communications (em inglês) SYS-CON Media. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  10. a b c Wesley Yin-Poole (18 de agosto de 2011). Sony: why PS Vita has 512MB of RAM (em inglês) Eurogamer. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  11. PlayStation®Vita - Specifications (em inglês) Sony Computer Entertainment. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  12. a b James Ransom-Wiley (27 de janeiro de 2011). PSP successor is official, codenamed 'NGP' (Next Generation Portable) (em inglês) Joystiq. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  13. a b Robert Purchese (7 de junho de 2011). NGP becomes PlayStation Vita (em inglês) Eurogamer. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  14. Renato Bueno (19 de outubro de 2011). PlayStation Vita chega à América Latina em 22 de fevereiro* (em português) Kotaku. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  15. John Chan (10 de janeiro de 2012). Sony PS Vita gets Feb 22 launch date in Singapore (em inglês) CNET. Página visitada em 20 de abril de 2012.
  16. Erro de citação: Tag <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs chamadas LARelease
  17. a b c d Vlad Savov (27 de janeiro de 2011). Sony's next PSP, codenamed NGP (em inglês) Engadget. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  18. Luke Plunkett. PSP2 In Development, As Powerful As Xbox (em inglês) Kotaku. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  19. Brian Crecente (7 de julho de 2010). Report: Sony Working on New Gaming Machine (em inglês) Kotaku. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  20. a b Brian Ashcraft (25 de outubro de 2010). PSP2 Hits Next Fall With Dual Analog Sticks, Touch Pad and Bigger Screen [Update] (em inglês) Kotaku. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  21. a b Patrick Garratt (17 de novembro de 2010). PSP2 dev kit snaps show twin sticks, trackpad [Update] (em inglês) VG24/7. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  22. a b Ben Parfitt (13 de janeiro de 2011). PSP2 as powerful as PS3, set for Q4 launch (em inglês) MCV. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  23. a b Jim Reilly (17 de novembro de 2010). Alleged PSP2 Images Surface (em inglês) IGN. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  24. a b Tom Pakinkis (2 de novembro de 2010). PSP2 exists - EA (em inglês) ComputerandVideoGames. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  25. a b c Anoop Gantayat (24 de janeiro de 2012). PSP2 to Have 3G Support, OLED Screen (em inglês) ANDRIASANG. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  26. a b Rob Crossley (6 de julho de 201o). Sony: Devs to help build the next PlayStation (em inglês) Develop. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  27. Michael McWhertor (27 de setembro de 2010). Report: PSP2 Hardware Now In The Hands Of ‘Numerous’ Developers (em inglês) Kotaku. Página visitada em 23 de abril de 2012.
  28. Michael McWhertor (17 de novembro de 2010). Rumor: First Pics Of The PSP2 (em inglês) Kotaku. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  29. M.H. Williams (16 de setembro de 2010). PSP2 Is Real, 'Pretty Powerful' And In Developers' Hands (em inglês) INDUSTRYGAMERS. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  30. Ben Gilbert (16 de setembro de 2010). PSP2 in the hands of Mortal Kombat devs; 'It's a pretty powerful machine' (em inglês) Joystiq. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  31. Brian Ashcraft (20 de setembro de 2010). Let’s Not Talk About The PSP2 (em inglês) Kotaku. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  32. Ben Patterson (3 de novembro de 2010). EA gaming exec: Sure, we’ve seen the PSP2 (em inglês) Yahoo!. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  33. JC Fletcher (2 de novembro de 2010). EA VP admits access to PSP2, but won't talk about it (em inglês) Joystiq. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  34. Mike Fahey (22 de dezembro de 2010). The PSP2 Is No PlayStation Phone (em inglês) Kotaku. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  35. Tom Bramwell (27 de janeiro de 2011). PSP2 unveiled: Next Generation Portable (em inglês) Eurogamer. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  36. Anoop Gantayat (21 de janeiro de 2011). Next Week's PlayStation Event is "PlayStation Meeting (em inglês) ANDRIASANG. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  37. Ben Parfitt (3 de março de 2011). Sony tempers NGP power claims (em inglês) MCV. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  38. Kemuel Stewart (6 de junho de 2011). E3 2011: It’s PlayStation Vita, and Here’s The Price (em inglês) GamerCenterOnline. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  39. a b Christopher Grant (3 de março de 2011). NGP games will come on 2GB and 4GB cards, with room for save data, patches (em inglês) Joystiq. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  40. a b Christopher Grant (2 março de 2011). Sony Next Generation Portable (NGP) GDC panel (em inglês) Joystiq. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  41. a b Christopher Grant (2 março de 2011). Sony Next Generation Portable (NGP) GDC panel (em inglês) Joystiq. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  42. Darryl Kaye (18 de setembro de 2011). PlayStation Vita Will Be Region Free (em inglês) GamingUnion. Página visitada em 24 de abril de 2012.
  43. Brian Crecente (7 de julho de 2010). Report: High-Speed Cell Service Could Come to Nintendo, Sony Devices (em inglês) Kotaku. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  44. Christopher Grant (2 março de 2011). Sony Next Generation Portable (NGP) GDC panel (em inglês) Joystiq. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  45. Oli Welsh (27 de janeiro de 2011). Andrew House talks Sony NGP price, 3G version, more (em inglês) Eurogamer. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  46. Martijn Müller (18 de fevereiro de 2011). Prijs en release periode Next Generation Portable (em holandês) NG-Gamer. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  47. PLAYSTATION®VITA AVAILABLE IN JAPAN ON DECEMBER 17, 2011 (pdf) (em inglês) Sony Computer Entertainment (14 de setembro de 2011). Página visitada em 22 de abril de 2012.
  48. Richard George (16 de setembro de 2011). TGS: Vita Will Have External Battery (em inglês) IGN. Página visitada em 22 de abril de 2012.
  49. Sony Computer Entertainment (27 de janeiro de 2011). SONY COMPUTER ENTERTAINMENT ANNOUNCES ITS NEXT GENERATION PORTABLE ENTERTAINMENT SYSTEM (em inglês) Sony Computer Entertainment. Página visitada em 28 de abril de 2012.
  50. PlayStation Vita review -- Engadget
  51. Sony PS Vita (30 de outubro de 2011). PS Vita Web Browser will support HTML5 but not Flash at launch (em inglês) SonyPSVita.eu. Página visitada em 26 de abril de 2012.
  52. Sony PS Vita (31 de dezembro de 2011). PlayStation Vita Recovery Menu Uncovered (em inglês) SonyPSVita.eu. Página visitada em 26 de abril de 2012.
Ícone de esboço Este artigo sobre jogos eletrônicos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.