VMU

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
VMU Branco, a variedade mais comum.

O Visual Memory Unit (ou VMU) é uma espécie de cartão de memória do Sega Dreamcast, para armazenamento de saves de jogos e outros dados, com a capacidade de 128 KB (256 blocos de 512 bytes cada, sendo 200 acessíveis ao usuário).

Uma das características notórias do VMU é o fato de contar com uma tela de LCD monocromática integrada (de 48x32 pixels), o que permitia exibir imagens e animações em sua tela durante o jogo, ou funcionar separadamente ao console, com o uso de baterias, graças à presença de um D-Pad e quatro botões em sua superfície. Devido a essas características, o VMU foi considerado uma das idéias mais inovadoras do Dreamcast.

O VMU tinha a capacidade de armazenar mini-games, pequenos jogos que podem ser jogados sem a intervenção de um console. Um dos Mini-Games mais utilizados nos VMUs foi Chao Adventure 2, de Sonic Adventure 2, que permitia ao jogador "transportar" seu Chao do jogo principal ao VMU, e realizar coisas não possíveis no jogo principal, como conseguir sementes para plantar em seu Chao Garden, nomeá-lo, participar de "aventuras" com seu Chao, etc. Outros jogos de Dreamcast também tinham seus próprios mini-games para VMU, embora não fossem a maioria.

O VMU também conta com uma porta de comunicação em sua parte superior, que o permite ser acoplado a um controle de Dreamcast (onde funcionaria como cartão de memória) ou a outros VMUs (para a troca de saves ou dados de mini-games, como ovos de Chao em Chao Adventure 2).

Algum tempo depois, a Sony resolveu implementar o mesmo conceito em seu console, o Playstation; isso resultou no Pocketstation.

Ícone de esboço Este artigo sobre a Sega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.