Resende (Rio de Janeiro)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Município de Resende
"A Princesinha do Vale"[1]
"Capital Fluminense do Empreendedorismo"
"Capital da Inovação"
Centro da cidade de Resende

Centro da cidade de Resende
Bandeira de Resende
Brasão de Resende
Bandeira Brasão
Hino
Aniversário 29 de setembro
Fundação 29 de setembro de 1801 (212 anos)
Gentílico resendense
Prefeito(a) José Rechuan Junior (PP)
(2013–2016)
Localização
Localização de Resende
Localização de Resende no Rio de Janeiro
Resende está localizado em: Brasil
Resende
Localização de Resende no Brasil
22° 28' 08" S 44° 26' 49" O22° 28' 08" S 44° 26' 49" O
Unidade federativa  Rio de Janeiro
Mesorregião Sul Fluminense IBGE/2008[2]
Microrregião Vale do Paraíba Fluminense IBGE/2008[2]
Municípios limítrofes Barra Mansa, Itatiaia, Porto Real, Quatis, Areias (SP), Queluz (SP), São José do Barreiro (SP), Bananal (SP), Arapeí (SP), Bocaina de Minas (MG), Passa Quatro (MG), Itamonte (MG), Itanhandu (MG) e Passa-Vinte (MG)
Distância até a capital 146 km
Características geográficas
Área 1 113,507 km² [3]
População 122 068 hab. Censo IBGE/2012[4]
Densidade 109,62 hab./km²
Altitude 407 m
Clima tropical de altitude Cwa
Fuso horário UTC−3
Indicadores
IDH-M 0,768 (RJ: 5º) – alto PNUD/2010 [5]
PIB R$ 5,011,075 mil (RJ: 10º) – IBGE/2009[6]
PIB per capita R$ 35 244,71 IBGE/2008[6]
Página oficial

Resende é um município brasileiro localizado no sul do estado do Rio de Janeiro. Com uma população fixa estimada em 122.068 habitantes (IBGE/2012)[4] , é o vigésimo terceiro município mais populoso do estado (em 2012), concentrando cerca de 0,75% de sua população no referido ano, sendo o quarto município com mais habitantes da Mesorregião do Sul Fluminense, depois de Volta Redonda, Barra Mansa e Angra dos Reis. Apresenta o terceiro maior PIB (em 2011) e o segundo melhor IDH entre os municípios da região do sul fluminense (em 2010), e o décimo quinto maior PIB e o quinto mais alto IDH entre os demais municípios do estado. De fato, em 2011, o PIB do município foi estimado em R$5.62 bilhões, o 107° maior PIB municipal do Brasil no mesmo ano. E seu IDH (Índice de Desenvolvimento Humano), em 2010, de acordo com a PNUD, alcançou o patamar de 0.768 (66.3% da população adulta possuía ensino fundamental completo naquele ano, com uma expectativa de vida média de 75,3 anos de vida e renda per capita de R$915,21)[7] , classificado como "elevado" pela entidade e sendo posicionado como o 249° município com melhor IDH do Brasil naquele ano.

Seu território faz divisa com os estados de São Paulo e Minas Gerais, além de outros municípios fluminenses ao lado citados. Historicamente, é uma das cidades mais valiosas do Brasil, remanescente da época do Brasil Colônia. É, com efeito, o município mais antigo de sua região. Entre os séculos XIX e XX, das terras que originalmente compunham Resende, formaram-se os demais municípios do Vale do Paraíba Fluminense. Resende é um importante polo industrial, automotivo, metalúrgico, de energia nuclear, turístico e sede do segundo maior complexo militar do mundo, a Academia Militar das Agulhas Negras, a única na formação de oficiais combatentes do exército no país, cuja área total é de 67 km². Resende tem importância nacional e é conhecida internacionalmente por abrigar a Fábrica de Combustível Nuclear, complexo das Indústrias Nucleares do Brasil, única capaz de promover o enriquecimento de urânio no país.

Se estende por uma área de mais de mil quilômetros quadrados, dista cerca de 146 quilômetros da capital estadual, Rio de Janeiro, e apresenta um clima tropical, clima esse ligeiramente suavizado pela altitude de 407 metros acima do nível do mar.

História[editar | editar código-fonte]

Resende era habitada originalmente por índios Puris, que a chamavam Timburibá.

O desenvolvimento do lugar foi rápido, devido a fatores como estar a meio caminho entre Rio de Janeiro e São Paulo, além da proximidade com a capitania de Minas Gerais. Rapidamente, já possuía fábricas de anil, açúcar e plantações variadas. Em 1770, trouxeram-se as primeiras mudas de café, que teve seu plantio incentivado no local.

No dia 29 de setembro de 1801, foi instalada a vila de Resende, por ato do 13º vice-rei e segundo conde de Resende, general José Luís de Castro. O município cresceu em torno da cultura do café. O ciclo do café teve ali o seu início e viria a se tornar a base da economia do município. Fontes históricas afirmam que, em 1810, toda a área de Resende se encontrava coberta por cafezais, sendo, nos anos seguintes, o maior centro produtor do Vale do Paraíba e polo irradiador de onde as plantações se expandiram para São Paulo e Minas Gerais e, depois, para o Paraná e o Espírito Santo. É bom lembrar, entretanto, que o território de Resende, no passado, era muito mais extenso, ocupando todo o Vale do Paraíba Fluminense.

Em 1848, o município elevou seu status de vila a cidade. Por volta de 1850, houve a crise do café, o que fez com que, com o tempo, as fazendas diversificassem a sua produção.

Em 1943, instalou-se, no município, a Academia Militar das Agulhas Negras, a instituição militar que forma oficiais para o Exército Brasileiro.

Desde o início do século XX, grandes indústrias têm se instalado em Resende. A partir da década de 1990, têm se instalado, no município e proximidades, grandes montadoras de automóveis. Todos esses fatores tornaram o município um dos mais importantes do estado do Rio de Janeiro.

Geografia[editar | editar código-fonte]

Avenida Marechal Castelo Branco, em Resende.

Resende está localizada às margens do Rio Paraíba do Sul e é atravessada pela Rodovia Presidente Dutra. Seu município é o último do estado percorrido pela rodovia antes da divisa com São Paulo.

A extensão territorial de Resende é uma das maiores do estado do Rio de Janeiro. Os limites são: a norte, o município de Itatiaia e o estado de Minas Gerais; a leste os municípios de Quatis, Porto Real e Barra Mansa; a sul e a oeste, o estado de São Paulo.

O município está subdividido nos distritos de Resende (sede), Agulhas Negras, Visconde de Mauá, Pedra Selada, Fumaça e Engenheiro Passos.

Relevo[editar | editar código-fonte]

O relevo do município é típico de vale, estando o município localizado em uma grande planície às margens do rio Paraíba do Sul. Conforme nos afastamos dela encontramos um planalto com leves colinas achatadas e, mais longe, o Maciço do Itatiaia, que compreende uma escarpa da Serra da Mantiqueira, com o pico das Agulhas Negras ao fundo. No outro extremo do município, junto à divisa paulista, encontramos o início das formações da Serra do Mar, com a presença de elevações que geralmente ultrapassam os 600 metros de altitude.

Hidrografia[editar | editar código-fonte]

O Rio Paraíba do Sul tem, como seus principais afluentes dentro do município, o Córrego Preto e os rios Alambari, Sesmaria, Lavapés e Salto, que serve de divisa entre Resende e o município de Queluz no estado de São Paulo.[8] [9]

Clima[editar | editar código-fonte]

Gráfico climático para Resende
J F M A M J J A S O N D
 
 
288
 
30
19
 
 
210
 
30
20
 
 
217
 
28
19
 
 
102
 
27
18
 
 
38
 
25
15
 
 
25
 
24
12
 
 
23
 
24
12
 
 
26
 
26
13
 
 
64
 
27
15
 
 
139
 
27
17
 
 
170
 
28
18
 
 
262
 
29
19
Temperaturas em °CPrecipitações em mm
Fonte: [1]

O clima de Resende é tropical de altitude, a temperatura média anual é de 19 °C, com mínimas de cinco graus, em julho e máxima de 42 °C, em janeiro. As maiores precipitações são no período de novembro a março.

Subdivisões[editar | editar código-fonte]

Resende está dividida em cinco zonas e 81 bairros.[10]

Indústrias[editar | editar código-fonte]

Com um amplo parque industrial em franco desenvolvimento, cuja área total é de 23 000 000 de metros quadrados, Resende abriga importantes unidades fabris de grande porte, com destaque para os setores metal-mecânico e químico-farmacêutico. As principais indústrias são:

Indústrias de médio porte:

Resende é a sede regional do Sistema Firjan (Federação das Indústrias do Estado do Rio de Janeiro) no Sul Fluminense.

Turismo[editar | editar código-fonte]

Resende é a capital da Região das Agulhas Negras, que é considerada uma das mais belas do Brasil. A região é conhecida nacionalmente e internacionalmente pelos seus relevos montanhosos, cachoeiras, rios cristalinos, fauna e flora. A região das Agulhas Negras conta com cerca de 345 hotéis e 4 000 acomodações. A região é o segundo polo turístico mais visitado do estado do Rio de Janeiro, perdendo apenas para a capital.

Dos mais importantes pontos turísticos, destacam-se:

  • Parque Nacional de Itatiaia

O Parque Nacional Itatiaia, localizado em Itatiaia e em Resende, é a mais antiga unidade de conservação do Brasil, criado em 14 de junho de 1937. O parque possui montanhas com quase 3 000 metros de altitude e mantém uma fauna e flora bastante diversificada, rios de águas cristalinas, que formam piscinas naturais e cachoeiras de tirar o fôlego. A portaria do parque fica a dezesseis km do centro de Resende.

  • Visconde de Mauá

Visconde de Mauá, distrito de Resende, é uma região de belezas naturais, cachoeiras e rios cristalinos, onde o canto dos pássaros, o clima ameno e a natureza viva são um convite ao descanso. Com colonização alemã, paisagem alpina, cachoeiras, locais esplêndidos para a prática de esportes como o voo livre, canoagem, trilhas e mountain bike, a localidade conta com uma rede hoteleira atuante, com restaurantes que variam da comida caseira (mineira) à tradicional, com destaque para os pratos preparados com o pinhão. Nos últimos anos, ficou famosa a Festa do Pinhão e o Festival Gastronômico que reúne na serra renomados chefs de cozinha. Distante 36 km do centro urbano de Resende, sendo toda estrada pavimentada, pela RJ-163.

  • Academia Militar das Agulhas Negras

A Academia Militar das Agulhas Negras oferece visitas guiadas em suas belas e impressionantes instalações e museus, basta se dirigir ao local em horário comercial.

  • Parque Municipal da Cachoeira da Fumaça

No Parque Municipal da Cachoeira da Fumaça, com grandes extensões de matas preservadas, nascentes e riachos, encontra-se a cachoeira que dá nome ao local. Com duzentos metros, é o maior salto do estado do Rio. Nos 35 km de estrada do Centro até a Fumaça percorrem-se povoados que mais parecem estar no passado, como Pedra Selada e Jacuba.

  • Parque Municipal da Serrinha do Alambari

O Parque Municipal da Serrinha do Alambari, distante doze km do centro de Resende, com o espaço territorial entre as cotas setecentos e 2 300 metros, divisa com o Parque Nacional de Itatiaia. Com excelente condição de preservação do ecossistema local, fortalece sua vocação de lazer amparada por Plano Diretor e criação da Área de Proteção Ambiental (APA). Possui condições climáticas excelentes, cachoeiras em rios com águas límpidas e frias. Abriga o Camping Clube do Brasil, um de seus principais atrativos.

Vista de 180º do alto do pico da pedra Selada em Resende - RJ
  • Engenheiro Passos
Maciço das Prateleiras Engenheiro Passos

Engenheiro Passos, distrito de Resende, distante 28 km do centro, tem como marca registrada a presença dos hotéis-fazenda, todos eles em sedes antigas de grandes propriedades rurais. Os casarões atestam a opulência e a prosperidade econômica da época do café no Vale do Paraíba e conciliam conforto com a tradicional comida caseira, rios, cachoeiras, a vida natural do campo com passeios a cavalo e charrete, além da proximidade com a parte alta do Parque Nacional de Itatiaia.

  • Centro Histórico de Resende

O Centro Histórico de Resende possui diversos casarões, praças, pontes e igrejas do século XIX. O mais bem conservado, entre todos os prédios históricos do município, é a Fazenda do Castelo, localizada na área urbana. Concluída em 1835, em estilo neo-romântico, com 26 cômodos e 650 m² de área construída, foi sede de uma fazenda de café com mais de mil alqueires de extensão.

A Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição começou a ser construída em 12 de maio de 1747 e foi inaugurada em 1813. Sofreu algumas reformas, mas ainda conserva em seu acervo algumas peças da época de sua construção. Merece destaque a imagem de Santana e Nossa Senhora Menina em madeira e de tamanho natural.

A Ponte Nilo Peçanha, construída entre 1902 e inaugurada em 1905, atualmente é usada para a travessia de pedestres sobre o Rio Paraíba do Sul. É uma ponte de estrutura metálica pré-fabricada, importada da Bélgica. Forma, hoje, em conjunto com a Igreja Matriz de Nossa Senhora da Conceição, um dos mais bonitos cartões-postais do Centro do município.

  • Aeroporto de Resende

No Aeroporto de Resende, estão instalados o Aeroclube de Resende e o Clube Skydive Resende de paraquedismo, que atrai turistas profissionais e amadores de todo o Brasil, devido à excelente infraestrutura do local, pouco fluxo aéreo e as boas condições atmosféricas. Essa combinação faz de Resende um dos melhores locais para o salto no Brasil. O Aeroporto de Resende já sediou o Campeonato Brasileiro de Paraquedismo e modalidades dos Jogos Mundiais Militares do Rio.

Rodoviário[editar | editar código-fonte]

  • BR-116: Rodovia Presidente Dutra (Rio de Janeiro - São Paulo) - Corta o município em toda a sua extensão, sendo um dos principais vetores de desenvolvimento do município. Às margens da rodovia, em frente ao principal trevo de acesso à cidade (km 304,5), encontra-se o terminal rodoviário de passageiros de Resende, o Rodoshopping. Administrado pela iniciativa privada (Rede Graal), com arquitetura arrojada e 35 plataformas, é o mais movimentado do eixo Rio-São Paulo e um dos principais do interior do Brasil;
  • BR-354: (Resende-RJ - Cristalina-GO) - Sinuosa e bela, é a estrada federal asfaltada mais alta do Brasil, chegando a uma altitude de 1670 m na entrada da parte alta do Parque Nacional de Itatiaia, num ponto denominado "Garganta do Registro", neste local encontra-se também a divisa entre os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais (Resende-RJ/Itamonte-MG). Percorre o distrito de Engenheiro Passos, e liga Resende as estâncias hidrominerais dos municípios de Caxambu e São Lourenço, e ao Sul de Minas, região de Varginha e Pouso Alegre, sendo a principal rota de ligação do Estado do RJ com essa região de Minas Gerais;
  • BR-485: É a estrada federal mais alta do Brasil. O trecho resendense liga a portaria da parte alta do Parque Nacional de Itatiaia ao Abrigo Rebouças no interior do parque;
  • RJ-161: (Divisa de MG - Divisa de SP) - Com 33 km, está inteiramente dentro do município, cortando-o de norte a sul, passando pelo distrito de Pedra Selada e pelo centro da cidade;
  • RJ-163: (Visconde de Mauá - Penedo) - Rodovia Coronel Rubem Tramujas Mader ou Estrada Parque Visconde de Mauá - Nessa rodovia está o portal de entrada da localidade da Serrinha do Alambari;
  • RJ-151: Percorre boa parte da divisa de Resende com MG, atravessa o distrito de Fumaça e o distrito de Visconde de Mauá, sendo seu principal logradouro.

Ferroviário[editar | editar código-fonte]

O município é servido pelo tronco ferroviário mais importante do país, da Rede Ferroviária Federal, hoje explorada pela MRS Logística. O tronco é disponível para transporte de carga, com projeto em andamento para instalação de ramal dentro do Polo Industrial e instalação de um Centro de Movimentação de carga e descarga às margens da Rodovia Presidente Dutra.

O município de Resende é atravessado em parte pela Ferrovia do Aço.

O Trem de Alta Velocidade do Brasil (TAV), com início da construção prevista para 2012, atravessará o território de Resende, com possibilidade de estação de passageiros na cidade.

Esportes[editar | editar código-fonte]

A principal equipe de futebol do município é o Resende Futebol Clube (RFC), que faz parte da elite do futebol carioca. O RFC foi campeão da segunda divisão do Campeonato Carioca em 2007, garantindo vaga na primeira divisão. Já em 2009, foi vice-campeão da Taça Guanabara após vencer o Flamengo no Maracanã por 3x1.

O Estádio do Trabalhador, com capacidade para 10 mil espectadores, apresenta boa localização. É o principal estádio de Resende.

A Academia Militar das Agulhas Negras dispõe de um dos maiores e mais completos parques esportivos do estado do Rio de Janeiro, com dois estádios, parque aquático, quadras diversas, pista de treinamento utilitário, centro de excelência em reabilitação, academia de musculação, dois ginásios cobertos, centro hípico e uma das mais completas instalações de tiro do mundo.

Em Resende existe um lago com 40 km² de superfície, formado pela barragem da Usina Hidrelétrica do Funil e utilizado para a prática de esportes náuticos. A equipe brasileira de remo realizou treinamentos nas águas do lago para as Olimpíadas de Pequim. Clubes náuticos com infra-estrutura para os esportes estão instalados em suas margens.

Resende oferece excelentes condições para a prática de esportes radicais, com boa infraestrutura e instrução para o paraquedismo no aeroporto do município e com excelentes locais para a prática de esportes como o voo livre, a canoagem, a escalada, o montanhismo, o rapel, o trekking, o rafting, trilhas e mountain bike no distrito de Visconde de Mauá.

No dia 13 de março de 2013, o Resende Futebol Clube conquistou uma das suas maiores vitórias na sua curta história. Derrotou o Flamengo por 3 x 2 em pleno Engenhão de Virada, em jogo válido pela primeira rodada da Taça Rio de 2013.

Cultura[editar | editar código-fonte]

Teatros[editar | editar código-fonte]

  • Cine Teatro Vitória - Com capacidade para 1 200 pessoas, fica localizado no Centro Histórico de Resende. Nele, é realizado, anualmente, o Festival de Teatro de Resende (Fester). O Cine Teatro Vitória é um importante patrimônio histórico e cultural do município e foi parcialmente restaurado, devido a uma medida que visa preservar suas características originais.
  • Teatro General Médici - Com capacidade para 1 117 pessoas, possui bela riqueza arquitetônica. Foi construído em 1943.
  • Teatro Acadêmico - A vida cultural do município de Resende foi enriquecida com a inauguração do moderno Teatro Novo da AMAN, em 1988, o maior teatro acadêmico da América Latina, com capacidade para 2 884 pessoas, que possibilitou a vinda de espetáculos de categoria de grandes centros: shows musicais, balés, orquestras sinfônicas e peças teatrais.
  • Teatro do SENAC - Com capacidade para 300 pessoas.
  • Teatro do Colégio Salesiano - Com capacidade para 315 pessoas.

Museus[editar | editar código-fonte]

  • Museu de Arte Moderna - Além das exposições temporárias e da permanente, o Museu promove cursos, palestras, espetáculos musicais, sessões de cinema, lançamento de livros e espetáculos teatrais. Seu acervo consta de 228 peças de artistas municipais e regionais, destacando-se obras de artistas plásticos de renome, como Iberê Camargo, Augusto Rodrigues Duarte, Carlos Scliar, Ceschiatti, Tarsila do Amaral, Segal e outros.
  • Museu Militar da Academia Militar das Agulhas Negras - Foi inaugurado em 23 de abril de 1947. Possui um acervo bélico, cujas peças mais relevantes são os canhões capturados por tropas brasileiras na Itália. Possui utensílios usados por Luís Alves de Lima e Silva, o Duque de Caxias, espadins utilizados por cadetes nas Nações Unidas, diversos tipos de medalhas desde o império até nossos dias, documentos de inauguração da Academia e outras peças ligadas às personalidades ilustres que já passaram pela Academia.

Centros Culturais[editar | editar código-fonte]

  • Casa da Cultura Macedo Miranda - Reúne importante acervo cultural e promove atividades diversas o ano todo.

Imprensa[editar | editar código-fonte]

Resende ocupa um lugar privilegiado na história da imprensa brasileira, que era proibida no Brasil até o final do século XVIII começou a ter suas sementes plantadas em 1808, com a chegada da Família Real no Brasil. Os primeiros jornais resendenses remontam à época da Pós-Independência (1822-1823).

Mas o primeiro jornal da cidade foi o "O Gênio Brasileiro" (1831-1837), que teve, como proprietário, o padre José Marques da Motta. O Gênio Brasileiro foi um dos trinta primeiros jornais do Rio de Janeiro e o primeiro do interior do estado. Ao "Gênio" se juntou, posteriormente, o "Echo Constitucional" (1837-1843).

Entre 1843 e 1864, não houve jornal ou revista produzido em Resende, mas, naquele ano, "O Astro Rezendense" (1864-1873) rompeu esse silêncio, dando início ao período mais fértil da imprensa local.

Em 1899, foi criado o mais conhecido e mais duradouro jornal do município de Resende. Ele foi chamado de "A Lyra" e foi produzido até o ano 2000, quando fechou as portas.

Em 1997, foi criado o jornal mais conhecido atualmente em Resende, o "Beira-Rio", que traz classificados de Resende e região e assuntos sobre políticas e notícias. Hoje também existem os jornais "A Ponte Velha" (1996) e "Folha Regional" (2004).

A cidade também é abrangida pelo noticiário de dois jornais diários regionais: "A Voz da Cidade" e o Diário do Vale.

Existem 4 emissoras autorizadas de rádio:


Rádio Resende FM – 90,5 Rádio Resende AM – 1580 Rádio Real FM – 93,9 Rádio Agulhas Negras AM - 640

Resende também é a sede da TV Rio Sul, emissora afiliada à Rede Globo no sul do estado do Rio de Janeiro, sendo a maior na categoria televisiva naquela parte do Estado.

Educação[editar | editar código-fonte]

  • Rede Municipal: 41 escolas, num total de 15 266 alunos, uma Escola com Cursos Técnicos Profissionalizantes, doze Creches municipais com 805 alunos e duas Escolas de Educação Especial: uma para deficientes auditivos e outra para deficientes visuais.

Elemento de lista com marcas

  • Rede Estadual: vinte colégios de Ensino Fundamental e Médio e uma universidade
  • Rede Federal: uma unidade militar superior para formação de oficiais do Exército, com 2 985 cadetes
  • Rede Particular: quarenta escolas, sendo sete de Ensino Médio, sendo 1 bilingue; dois de Ensino Superior e 31 Escolas de Ensino Fundamental e Creches
  • Formação Superior:
  1. Universidade Estácio de Sá (UNESA), com 1.500 alunos e cursos de graduação em administração, direito, fisioterapia, psicologia, informática, pedagogia e rede de computadores (Instituto Politécnico)
  2. Associação Educacional Dom Bosco (AEDB), com 3.000 alunos e mais de 15 cursos de graduação.
  3. Academia Militar das Agulhas Negras, com 2 985 cadetes e curso de formação de Oficiais para o Exército Brasileiro
  4. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, com 1 000 alunos e curso de graduação em engenharia de produção (com ênfase em química ou mecânica) e engenharia mecânica.
  5. Universidade Aberta do Brasil (CEDERJ), com 2.000 alunos com cursos de administração e licenciatura em matemática, história e turismo.
  • Formação Técnica: Colégio Municipal Getúlio Vargas (Curso Técnico em Mecânica, Turismo e Informática); Faetec (Formação Técnica Profissional)
  • Cursos profissionalizantes: SENAI; SENAC; SENAT.

Segurança Pública e Defesa Civil[editar | editar código-fonte]

Polícia Militar

O policiamento ostensivo da cidade está a cargo da Primeira Companhia do 37º Batalhão de Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro (37º BPM/1ªCia), os quais estão sediados no bairro Campo da Aviação, contando a cidade com um Posto de Policiamento Comunitário no bairro Vila Vicentina, além de três Destacamentos de Policiamento Ostensivo, um no distrito de Visconde de Mauá, outro no distrito de Engenheiro Passos, e um no bairro mais populoso da zona urbana, a Cidade Alegria. O 37º BPM subordina-se, juntamente com as demais unidades operacionais da Polícia Militar no Sul Fluminense ao Quinto Comando de Policiamento de Área (5º CPA), sediado em Volta Redonda.

Polícia Civil

A Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro mantém no município a 89ª Delegacia Policial (89ª DP), subordinada à Nona Coordenadoria Regional de Polícia do Interior (9ª CRPI), também sediado em Volta Redonda.

Corpo de Bombeiros Militar

Ações de salvamento e combate a incêndios e sinistros no município ficam por conta do 23º Grupamento do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Rio de Janeiro (23º GBM), que responde ainda pelas atividades de defesa civil também nos municípios de Itatiaia e Porto Real, subordinado ao Terceiro Comando de Bombeiros de Área (3º CBA), sediado em Piraí.

Guarda e Defesa Civil Municipais

A prefeitura também possui uma equipe de Defesa Civil, para monitoramento e auxílio da população em caso de desastres naturais, bem como mantém uma Guarda Municipal, responsável pela vigilância do patrimônio público e organização do trânsito na cidade.

Saúde[editar | editar código-fonte]

O município conta com um Hospital Municipal especializado em atendimento de emergência com nove leitos de CTI e um Hemonúcleo, cuja capacidade diária de atendimento é de quarenta pessoas. A média de atendimento hospitalar anual é de 68 500 pessoas.

Resende conta ainda com um Centro Municipal de Reabilitação e Fisioterapia, com média anual de atendimento de 23 800 pessoas. Resende possui um total de 301 leitos hospitalares, sendo 195 públicos e 106 particulares:

Hospitais
  • Hospital de Emergência
  • Hospital Geral Filantrópico Santa Casa
  • Maternidade Filantrópica APMIR
  • Hospital SAMER
  • Hospital MATER
  • Hospital FÁTIMA OLADEJO
  • Hospital Militar da AMAN
  • Hospital Unimed

Resende conta também com serviços especiais gratuitos de saúde que atuam tanto na área curativa, como na área preventiva. Bons exemplos disso são os Módulos do Programa Saúde da Família, que atingiram, em 2008, 87% de cobertura no município e os programas especiais que oferecem atendimento nas mais diversas áreas, entre elas a saúde da mulher, hipertensão arterial, diabetes, saúde do idoso, atenção a dependentes químicos e hanseníase.

Administração[editar | editar código-fonte]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. A Voz da Cidade – Noticiário Regional – A Princesinha do Vale.
  2. a b Divisão Territorial do Brasil. Divisão Territorial do Brasil e Limites Territoriais. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (1 de julho de 2008). Página visitada em 11 de outubro de 2008.
  3. IBGE (10 de outubro de 2002). Área territorial oficial. Resolução da Presidência do IBGE de n° 5 (R.PR-5/02). Página visitada em 5 de dezembro de 2010.
  4. a b Censo Populacional 2010. Censo Populacional 2010. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) (29 de novembro de 2010). Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  5. Ranking decrescente do IDH-M dos municípios do Brasil. Atlas do Desenvolvimento Humano. Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD) (2010). Página visitada em 29 de Julho de 2013..
  6. a b Produto Interno Bruto dos Municípios 2004-2008. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística. Página visitada em 11 de dezembro de 2010.
  7. http://www.atlasbrasil.org.br/2013/pt/perfil/resende_rj
  8. Carta do Brasil SF-23-Z-A-I-4 Agulhas Negras (JPG). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Página visitada em 19 de agosto de 2011.
  9. Carta do Brasil SF-23-Z-A-IV-2 São José do Barreiro (JPG). Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Página visitada em 19 de agosto de 2011.
  10. http://www.resende.rj.gov.br/arquivos_pdf/boletim_oficial/BO_004.pdf

Ligações externas[editar | editar código-fonte]